Fique conectado

Região

Saiba quais são as infrações de trânsito mais cometidas e o quanto custam

Atualmente, a infração mais cometida por motoristas brasileiros é o excesso de velocidade; confira as outras.

Publicado em

184

Veículo foi flagrado pelo radar móvel na velocidade de 184 km/h em Salto Grande (Foto: Polícia Rodoviária / Divulgação )

Nos últimos anos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de mortes no trânsito aumentou de modo constante em todo o mundo. Foram 1,35 milhão de falecimentos registrados em 2018 – o índice mundial em 2009, por exemplo, foi de 1,2 milhão de mortos. A entidade aponta que, atualmente, o Brasil é o quinto país com mais fatalidades no trânsito.

A infração mais cometida por motoristas brasileiros é o excesso de velocidade, uma conduta de alto risco, capaz de provocar acidentes com proporções trágicas. Este comportamento, inclusive, está entre os mais praticados por condutores de diferentes categorias, sejam eles de moto, carro ou caminhão.

Ultrapassar o limite de velocidade em até 20%, por exemplo, é uma infração média que rende multa de R$ 130,16. Quando a celeridade fica entre 20% e 50% a mais que o permitido, a infração é considerada grave e a multa é de R$ 195,23. Já ao transitar o veículo com velocidade acima de 50% da prevista em lei, a infração passa a ser gravíssima e o valor é multiplicado por três (R$ 293,47 x 3 = R$ 880,41).

Segundo especialista em educação digital, Claudia de Moraes, o fator velocidade é decisivo para o envolvimento ou não em acidentes. “Quanto maior for a celeridade, menor é o tempo de reação ao se deparar com um incidente na via, como a freada repentina de um veículo à frente ou a passagem inesperada de pedestres e animais. Manter a distância correta e trafegar de acordo com o limite sinalizado é a melhor forma de evitar desastres nas vias”, explica.

Além desta, confira outras infrações cometidas frequentemente por motoristas de diferentes tipos de veículos – algumas delas estão sujeitas a acréscimos no valor das multas.

Motos
Estima-se que o capacete pode prevenir cerca de 69% dos traumatismos crânio-encefálicos e 65% dos traumatismos da face em um acidente de moto. Mesmo assim, a falta de uso deste equipamento é uma das infrações mais habituais entre os motociclistas, considerada gravíssima, além de acrescentar sete pontos na carteira, com pagamento de multa de R$ 293,47 e suspensão da habilitação. “Nem todos a sério, mas o capacete é essencial. A viseira, por exemplo, é capaz de proteger os olhos e parte da face contra impactos de objetos que, além de machucar, também podem causar distrações e graves consequências”, explica Claudia.

Frequente tanto nas vias das cidades quanto em estradas, a ultrapassagem pela contramão é outra infração gravíssima, com sete pontos adicionados na habilitação, porém com seu valor multiplicado por cinco (R$ 293,47 x 5 = R$ 1.467,35). Em caso de reincidência no período de até 12 meses da infração anterior, aplica-se o dobro do valor da multa.

Carros
Segundo a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), o uso de celular ao volante é a terceira maior causa de mortes de trânsito no Brasil, perdendo em número de fatalidades somente para o excesso de velocidade e a embriaguez. A infração é gravíssima, com multa de R$ 293,47 e acréscimo de sete pontos na CNH.

Caminhões
Uma infração frequente entre os motoristas de caminhões é o excesso de peso de carga. Para a especialista em simuladores de direção e diretora da ProSimulador, Sheila Borges, a sobrecarga pode trazer consequências irreparáveis. “O peso excedente desgasta o veículo, aumentando as chances de problemas como quebra da suspensão e de falhas no sistema de freios. Esses fatores potencializam as chances de acidentes, colocando em risco muitas vidas”, enfatiza.

Esta transgressão é média, gerando quatro pontos na CNH e multa de R$ 130,16. No entanto, a cada 200kg o valor é acrescido, conforme cálculo a seguir: R$ 5,32 (até 600 kg), R$ 10,64 (entre 601 kg e 800 kg), R$ 21,28 (de 801 kg a 1000 kg), R$ 31,91 (de 1001 kg a 3000 kg), R$ 42,56 (de 3001 kg a 5000 kg) e R$ 53,20 acima de 5001 kg.

Pedestres e ciclistas
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou para 1º de março de 2019 a aplicação de multas para pedestres e ciclistas que andarem fora das áreas permitidas. A punição já estava prevista desde 1997 no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), mas nunca foi praticada porque não havia regulamentação.

Com a medida, os pedestres passam a pagar multa de R$ 44,19 se forem flagrados nas seguintes condições: ficar no meio da rua; atravessar fora da faixa, da passarela ou passagem subterrânea; utilizar as vias sem autorização para eventos, práticas esportivas, desfiles ou outras atividades que prejudiquem o trânsito. Para os ciclistas, o valor de R$ 130,16 será cobrado, caso sejam surpreendidos andando na calçada quando não há sinalização permitindo; guiando de “forma agressiva”; circulando em vias de trânsito rápido, sem cruzamentos; pedalar sem as mãos; transportar peso incompatível; andar na contramão em pistas para carros – quando não houver ciclovia, ciclofaixa ou acostamento, o ciclista deve andar na lateral da pista, no mesmo sentido de circulação dos carros.

Para a especialista em mobilidade humana e gerente do Instituto Mobih, Viviane Chaves, a medida deve beneficiar a todos no trânsito. “Com as novas regras, os cidadãos terão mais clareza sobre quais são os seus limites nas vias. A partir desta responsabilidade, podemos esperar por uma diminuição significativa nos índices de acidentes e mortes”, conclui a especialista.

Polícia

Dono do Posto Alexandria 2 morre em acidente com moto em rodovia

Dono de postos de combustíveis bateu moto de média cilindrada em carro em um cruzamento na rodovia Rachid Rayes (SP-333), em Oscar Bressane (SP). Duas pessoas do carro tiveram ferimentos leves.

Publicado em

Do G1
Motociclista morreu após bater na lateral de carro em rodovia de Oscar Bressane — Foto: Arquivo pessoal

Motociclista morreu após bater na lateral de carro em rodovia de Oscar Bressane — Foto: Arquivo pessoal

Um empresário de 42 anos morreu na tarde deste sábado (19) depois de bater na lateral de um carro em um cruzamento na rodovia Rachid Rayes (SP-333), em frente ao trevo do município de Oscar Bressane (SP).

Segundo a Polícia Rodoviária, o motorista do carro, com placas de Bauru, parou na sinalização de “Pare” para cruzar a pista. Mas, ao avançar, o motociclista que pilotava uma moto de média cilindrada – 650cc – acabou atingindo a lateral do veículo, informou a polícia.

Fábio Luiz Torrezan chegou a ser socorrido pela equipe de resgate, mas não resistiu aos ferimentos — Foto: Facebook/Reprodução

Fábio Luiz Torrezan chegou a ser socorrido pela equipe de resgate, mas não resistiu aos ferimentos — Foto: Facebook/Reprodução

O motociclista Fábio Luiz Torrezan era dono de postos de combustíveis em Assis e região. O empresário chegou a ser socorrido pela equipe de resgate, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital da Clínicas de Marília.

O motorista e a passageira do carro sofreram ferimentos leves. A ocorrência foi registrada na Central de Polícia Judiciária de Marília.

Moto bateu na lateral do veículo que atravessava a rodovia Rachid Rayes, em Oscar Bressane — Foto: Arquivo pessoal

Moto bateu na lateral do veículo que atravessava a rodovia Rachid Rayes, em Oscar Bressane — Foto: Arquivo pessoal

Continue lendo

Polícia

Humorista Evandro Santo é agredido em Marília e fala em homofobia

Humorista fez uma publicação nas redes sociais contando o episódio

Publicado em

Do Marília Notícia
Evandro Santo levou um soco no rosto após show de humor (Foto: Divulgação)
Evandro Santo levou um soco no rosto após show de humor (Foto: Divulgação)

O humorista Evandro Santo, conhecido por seu personagem Cristian Pior, foi agredido após a apresentação de um show em Marília na noite desta sexta-feira (18). O ator afirma que se trata de um caso de homofobia.

O agressor teria participado de uma interação com Evandro no palco, o chamado “Tinder Humano”. Mas a confusão não aconteceu naquele momento, segundo o artista que diz ter levado um soco no rosto ao sair do banheiro.

Evandro promete registrar o caso na polícia e processar o agressor. Na manhã deste sábado (19) ele fez duas publicações em suas redes sociais comentando o ocorrido. Veja abaixo o relato na íntegra feito por Evandro:

Primeira postagem

Esta não é uma foto bonita e nem legal. Esta foto mostra o quanto devemos ter cuidado com pessoas com aparência “normal”, porque o ódio e a homofobia não tem cara. Viemos ontem fazer nosso show em Marília, na @aguadocemarilia um local que nos recebeu super bem, com todo o carinho e respeito e profissionalismo, do começo ao fim.

Como todos que viram já o meu show, ele é interativo e as pessoas sobem no palco e dão risadas e sobem porque querem. Quem não quer não sobe.

O show transcorria super bem, até que chega a hora do “Tinder humano” e todos os meus amigos da comédia sabe que funciona.

Quando pedi um rapaz solteiro, na hora um rapaz chamado Pedro, se prontificou a subir para fazer o Tinder com outra moça que sempre pode acabar em um “beijo” ou “selinho”.

Ele super aceitou bem, fez o Tinder, ganhou um selinho meu, deu risada assim como a moça ganhou um meu e deu risada.

Saiu do palco de boa, o público que era muito educado, participativo e carinhoso pediu para eu ficar mais, agradecemos a cada, a #jovempanmarilia, pedi dez minutos para descansar e depois como sempre tirar as fotos.

 Saí, fui no banheiro, e quando saí, um rapaz falou: “ O Pedro está vindo ao banheiro”. E eu: uai, e daí. Quando saí do banheiro do nada, o cara apareceu, o mesmo que participou por vontade própria e me deu um baita soco na boca, no qual obviamente eu não reagi. Tanto a boca quanto ao nariz sangraram. Na hora virou um tumulto no banheiro, gente separando o cara, um cara ficou puto e disse para o pai dele: Você trouxe o seu filho para fazer isto com o artista? Chegou uma moça super prestativa e fizeram um paredão para eu sair. Saí tão passado que fui direto para o hotel. Não apanho desde os 13 anos de idade, por qualquer motivo. Acordei péssimo pensando em deixar pra lá e ir logo para casa. Mas não. Vou na delegacia fazer o B.0 e vou fazer todos os processos possíveis do mundo por agressão, homofobia e covardia. Por que o cara não me bateu no palco? Por que esperou eu ir no banheiro e estar sozinho? Deve ser algum poderoso da cidade? Pode ser. Mas sou figura pública é isto poderia acontecer com qualquer amigo meu da comédia. Gente, quem não curte comédia ou humor, não frequentem shows

Segunda postagem

Não frequentem comédias, enfim. Fiquei sabendo agora que ele acabou de sair de uma clínica de reabilitação. Isto não é desculpa. Conheço um monte de dependentes ou ex dependentes que não agridem ninguém. Cabia então alguém da família cuidar do moço, não deixar ele subir no palco ou participar devido a sua suposta saúde mental. Alguém vai responder sobre este crime real. Eu sei que vai ter um monte de haters falando “bem feito”, Vc isto ou aquilo. São só pessoas falando na Internet. Este sim é um verdadeiro HATER o que agride as pessoas. Não quero saber. Vou até o fim com todos os processos possíveis. Em nome do respeito ao próximo, a não violência do próximo e a anti homofobia. Vou agora na delegacia e vou atrás dos meus direitos. Enfim, vida que segue. Evandro Santo.

Evandro Santo levou um soco no rosto após show de humor (Foto: Divulgação)

Evandro Santo levou um soco no rosto após show de humor (Foto: Divulgação)

Continue lendo

Polícia

Polícia Rodoviária flagra passageiras com drogas em dois ônibus na Raposo Tavares

Ocorrências de tráfico de entorpecentes foram registradas na manhã deste sábado (19) em trecho de Assis.

Publicado em

Do G1
Polícia encontrou dois tabletes de pasta base de cocaína na bolsa de uma passageira de ônibus em Assis — Foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação

Polícia encontrou dois tabletes de pasta base de cocaína na bolsa de uma passageira de ônibus em Assis — Foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação

A Polícia Militar Rodoviária flagrou passageiras portando drogas em dois ônibus que trafegavam pela rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Assis (SP), na manhã deste sábado (19).

A primeira ocorrência foi registrada às 7h20 no quilômetro 445 da rodovia. O ônibus seguia de Campo Grande (MS) para São Paulo e era ocupado por 33 passageiros.

Durante buscas no veículo, policiais encontraram dois tabletes de pasta base de cocaína, pesando cerca de 2 kg, na bolsa de uma mulher de 33 anos.

Polícia encontrou oito porções de skank dentro de ônibus em rodovia de Assis — Foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação

Polícia encontrou oito porções de skank dentro de ônibus em rodovia de Assis — Foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação

O segundo caso foi registrado no mesmo local às 7h40. Os policiais abordaram outro ônibus, que seguia de Ponta Porã (MS) para São Paulo. Com os passageiros, nada de ilícito foi encontrado.

No entanto, os policiais localizaram, no banheiro do coletivo, em um compartimento debaixo da pia, oito porções da droga conhecida como skank, pesando aproximadamente 5 kg.

Droga estava escondida em um compartimento sob a pia, no banheiro do ônibus em rodovia de Assis — Foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação

Droga estava escondida em um compartimento sob a pia, no banheiro do ônibus em rodovia de Assis — Foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação

Uma passageira de 43 anos estava com a chave que abria o compartimento e assumiu a propriedade da droga. Ela disse que ganharia R$ 1 mil para transportar a droga de Ponta Porã a São Paulo.

As duas mulheres foram presas em flagrante e serão encaminhadas para a cadeia pública de Pirajuí. As ocorrências foram apresentadas na Central de Polícia Judiciária de Assis.

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas