Biblioteca de Paraguaçu promove bate papo com escritor Ramon Franco

Autor de “A próxima Colombina”, “Contos do Japim” e finalista do Mapa Cultural Paulista de 2010, irá abordar o processo criativo e a formação do leitor.

Como repórter policial, o jornalista e escritor Ramon Barbosa Franco adquiriu bagagem para escrever romance policial instigante (Foto: Divulgação)
Como repórter policial, o jornalista e escritor Ramon Barbosa Franco adquiriu bagagem para escrever romance policial instigante (Foto: Divulgação)

Como ocorre o processo criativo de um escritor que vive no Interior de São Paulo? O que o leva a colocar no papel uma nova trama? Como se elabora um romance policial? E um conto ou uma crônica? Estes e outros assuntos estarão no bate papo que a Biblioteca Pública de Paraguaçu Paulista promove com o escritor Ramon Barbosa Franco e os leitores da cidade em comemoração aos 91 anos de emancipação política do município.

Capa é assinada pelo artista plástico Marcelo Cabral. “Essa imagem dialoga com a obra e sintetiza o que é o livro”, afirma o escritor (Foto: Divulgação)

Nascido em Paraguaçu Paulista (SP), Ramon Barbosa Franco é autor do romance policial “A próxima Colombina” (Editora Carlini & Caniato), da coletânea de contos “Contos do Japim” (Carlini & Caniato), das biografias “Getúlio Vargas, um legado político” (Carlini & Caniato) e “Laurinda Frade, receitas da vida” (Poesis Editora), além de ter sido finalista do Mapa Cultural Paulista de 2010 com o conto “A quiromante”.

Jornalista formado pela Universidade de Marília (Unimar), Ramon Franco é atualmente assessor de imprensa da Câmara Municipal de Marília, mas já trabalhou em vários veículos de comunicação de Paraguaçu Paulista , Assis e Marília . “Quando elaborei a trama de “A próxima Colombina” quis contextualizar no nosso Interior suspense, tensão e mistério, como se fosse um enredo da escritora inglesa Agatha Christie, a rainha dos livros policiais”, comentou o escritor. Para ele, momentos como o que será realizado pela Biblioteca Pública de Paraguaçu Paulista são essenciais para a formação do público leitor. “Esta proximidade é produtiva tanto para o escritor, quanto para o leitor, sem contar que acaba despertando o interesse pelo mundo literário. O escritor precisa estar sempre próximo do público-leitor”, considerou o escritor paraguaçuense.

O bate papo na Biblioteca Pública de Paraguaçu Paulista, que fica na avenida Siqueira Campos, nº 599, na região central da cidade, está programado para acontecer a partir das 19 horas no dia 26 de março, um sábado. “Fiquei realmente feliz por esta oportunidade, uma vez que em março se comemora o aniversário de Paraguaçu, cidade que estimo”, disse.

A bibliotecária responsável pela Biblioteca Pública, Janaína França, informou que o evento é aberto a pessoas de todas as idades e que é comum, em encontros entre autor e público, presenças de famílias e jovens. “O intuito é cultivar o hábito da leitura em nossa população”, ressaltou.

Serviço
Bate papo com o escritor Ramon Barbosa Franco
26/03/2016 – sábado
Às 19 horas
Biblioteca Pública Prefeito Mitsuo Marubayashi
Avenida Siqueira Campos, n.º 599
Centro

O autor
Nascido em Paraguaçu Paulista em 3 de junho de 1979, Ramon Barbosa Franco é formado em Jornalismo pela Universidade de Marília (Unimar). Começou na imprensa aos 16 anos de idade como repórter no jornal A Semana, de Paraguaçu Paulista. Já desenvolveu as funções de repórter, redator, editor-assistente e editor-chefe. Trabalhou em veículos de Paraguaçu Paulista, Assis e Marília. Desde 2013 é colaborador do jornal Folha de S. Paulo e atualmente é assessor de imprensa do Poder Legislativo de Marília. Escreveu os livros “A próxima Colombina”, “Getúlio Vargas, um legado político”, “Contos do Japim”, “Laurinda Frade, receitas da vida” e está nas coletâneas do Mapa Cultural Paulista 2009/2010, Confraria dos Poetas e do V Concurso Municipal de Contos Prêmio Prefeitura de Niterói. Finalista do concurso “Tragédias Cariocas Hoje”, em homenagem ao dramaturgo Nelson Rodrigues promovido pela editora Nova Fronteira, vive em Marília, interior de São Paulo, com a esposa e os dois filhos.

#MAIS LIDAS DA SEMANA