Fique conectado

Cultura

Circuito Sesc de Artes chega a Assis com atividades culturais gratuitas na praça

Em parceria com a prefeitura e sindicato do comércio, Sesc SP promove vivências, espetáculos, oficinas, shows e apresentações.

Publicado em

125

O Circuito Sesc de Artes desembarca em Assis no dia 6 de abril, transformando a Praça Walter Mansolelli em um polo de arte e cultura, com atividades nas áreas da música, literatura, artes visuais, cinema, circo e dança. A programação é livre a todos os públicos e ocorre das 16h às 21h30, gratuitamente.

A música fica por conta da Dj Haru. Pesquisadora de territórios da música popular brasileira, africana, jamaicana e latino-americana, ela promove, em seus sets, um cruzamento de artistas contemporâneos com ritmos e grooves tradicionais.

Também tem música e poesia com o Botica Poesia. O escritor e poeta Sergio Vaz, criador da Cooperifa, se junta ao cantor, compositor e produtor Renato Gama para um show literomusical, com canções criadas a partir de poemas inéditos e conhecidos de Vaz.

O espetáculo de dança Mané Gostoso, apresentado pelo Ballet Stagium, homenageia Luiz Gonzaga ao fazer uma releitura da cultura popular do Nordeste, em um universo lúdico, criativo e mágico, que resgata brincadeiras de infância com as canções do Rei do Baião.

Já se imaginou em um set de filmagens? Essa experiência se torna possível com o Set na Praça. No estúdio montado a céu aberto pelo Instituto Querô, o público experimenta algumas funções na produção de uma cena para TV ou cinema, em um set com cadeira de diretor, iluminação, câmera, monitor, travelling (câmera em deslocamento), microfone, camarim e objetos de arte.

O público se diverte com as palhaçadas de Gonçalvez e Sobolha, palhaços que querem ser levados a sério por seu talento para a mágica e hipnose, mas acabam oferecendo ao público um momento de muito humor. O espetáculo circense Mistérius, comandado pela Família Burg, tem base na palhaçaria clássica, nas técnicas de picadeiro e na mágica, com música e intensa participação dos espectadores.

Os artistas do Ateliê Lua Azul demonstram técnicas artesanais para produção de cordas, cordões e cadarços com lãs coloridas, os chamados Rabos de Gato, que poderão ser montados em tapetes, cachecóis e peças decorativas.

Com a oficina comandada por Bebel Abreu e Ale Kalko, o Desenhaço, o público é orientado a como praticar desenhos de observação, desde a produção de retrato, construção de formas e figuras até o desenvolvimento de traços do cotidiano e desenhos de animais.

Compõe, também, a programação do Circuito, a Mediação de Leitura com A Cor – Ação Cultural. Nela, os mediadores convidam o público a ter contato com livros e com a leitura e os ouvintes ficam livres para elaborar suas ideias e compartilhá-las durante o encontro.

“A importância do projeto está, sobretudo, ligada ao caráter democrático das ações, pensadas para aproximar o público das mais diversas formas de expressão da arte e de seus conteúdos. Ao levar as atividades para as praças, o CircuitoSesc de Artes cria pontes significativas entre as pessoas, os artistas e o próprio espaço”, explica Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo.

Promovido pelo Sesc SP, em parceria com as prefeituras e sindicatos do comércio, o circuito percorre 121 municípios de São Paulo com atividades gratuitas e livres para todas as idades. O tradicional e o contemporâneo, o regional e o urbano, as vivências, os espetáculos e os artistas: um encontro de linguagens em intervenções, espetáculos e oficinas que vão até você no Circuito Sesc de Artes.

SERVIÇO

O Sesc Thermas é aberto ao público, fica na Rua Alberto Peters, 111, no Jardim das Rosas, e o telefone para contato é o (18) 3226-0400. A programação completa, com as informações de cada atividade, pode ser consultada emsescsp.org.br/prudente.

Circuito Sesc de Artes
Cidade – Assis (SP)
Data: 6 de abril.
Local: Praça Walter Mansolelli.
Horário: das 16h às 21h30.
Classificação etária: Livre.

Sérgio Vaz e Renato Gama (Foto: Daisy Serena II)

Ballet Stagium

Set na praça

Dj Haru (Foto: Chris Frutuoso)

Cultura

Governo volta atrás e assegura manutenção integral do Projeto Guri

Polo de Assis (SP) estava entre os 13 que seriam desativados. Governo diz que ajuste no orçamento permitiu manter o projeto.

Publicado em

Do AssisNews

O Governador João Doria anunciou nesta segunda-feira (1º) a decisão de descontingenciar R$ 20,7 milhões para a manutenção do Projeto Guri, maior programa sociocultural brasileiro, que promove iniciação e formação musical para crianças e adolescentes. Ao menos 13 polos, um deles de Assis (SP), seriam fechados.

No anúncio, que contou também com a presença do Vice-Governador Rodrigo Garcia, do Secretário da Fazenda Henrique Meirelles e do Secretário de Cultura e Economia Criativa Sérgio Sá Leitão, foram apresentadas as medidas previstas para que serviços essenciais, como o Projeto Guri, não sejam interrompidos.

“Não haverá nenhuma interrupção no Projeto Guri, que continuará operando regularmente como está, atendendo 64 mil crianças e adolescentes em todo o Estado, sem redução de alunos e professores. Neste ano, temos um investimento previsto de R$ 94,7 milhões para o Projeto Guri”, disse Doria.

Segundo estudo do IDIS (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social) publicado em fevereiro – e baseado no impacto do Projeto Guri na capital durante os últimos três anos -, o valor do impacto social gerado pelo Projeto Guri corresponde a seis vezes o valor investido.

Em 382 polos, incluindo os polos Fundação Casa destinados a jovens em cumprimento de medidas socioeducativas, são atendidos aproximadamente 64 mil crianças e adolescentes por ano.

“Não há dúvida em relação à qualidade e importância do Projeto Guri e aos seus resultados. Certamente, a inciativa sociocultural mais importante do país em resultados evidentes. Um recente estudo, feito pelo IDIS, especificamente sobre o Projeto Guri, demonstrou que para cada R$ 1 aportado pelo Governo do Estado, a sociedade recebe R$ 6,40 em serviços”, declarou o Secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão.

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa tem realizado uma avaliação minuciosa dos contratos, programas e ações, levando em conta o impacto do contingenciamento, buscando implementar readequações para minimizar as consequências e buscar mais eficiência e eficácia.

O déficit fiscal projetado de R$ 10,5 bilhões em 2019 obrigou o Governo do Estado a determinar contingenciamento de R$ 5,7 bilhões em todas as áreas. Para a Cultura, foi estabelecido um contingenciamento de cerca de 23%, equivalente a R$ 150 milhões, incluindo os 24 contratos com Organizações Sociais e demais programas e ações.

Sobre o Projeto Guri

O Projeto Guri, maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, promove iniciação e formação musical de qualidade e inclusão sociocultural, contribuindo positivamente para o desenvolvimento de crianças, adolescentes e seus familiares. Por meio de cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, são atendidas 64 mil crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos, nos Grupos de Referência e na Fundação CASA).

Continue lendo

Cultura

Grupo de Teatro de Tarumã estreia o espetáculo “Megera Domada”

Publicado em

Assessoria
Grupo de Teatro de Tarumã estreia o espetáculo “Megera Domada”

O grupo de teatro de Tarumã, “Os Anormais”, apresentou o espetáculo teatral “Megera Domada”, no dia 23 de março de 2019, no Centro de Integração e Cultura (CIEC), de Tarumã. A peça marca a estreia de 14 atores no palco, crianças e adolescentes de 4 a 15 anos, que iniciaram no grupo em fevereiro deste ano e apresentaram para uma plateia de, aproximadamente, 150 pessoas.

A produção do espetáculo começou em 2018 e teve a participação dos demais membros do grupo de teatro. De acordo com Izabela Vilas Boas, diretora do grupo, os atores tiveram total liberdade na construção da “Megera Domada”: “eles participaram tanto da construção de cenário, quanto da escolha das danças. Enfim, de toda a montagem da peça”, contou Izabela.

O enredo da peça fala sobre Catarina, uma garota bonita e de personalidade forte. Seu jeito insensível assusta os garotos, que a evitam por ser considerada muito durona, uma verdadeira megera. Já Bianca, sua irmã, é o oposto. Ela é meiga e sensível. A mãe das meninas, entretanto, não permitia que Bianca namorasse antes de Catarina. E é aí que está o dilema, pois nesse conflito surge Petruchio, um garoto que aceita a difícil missão de conquistar a megera. Será que ele consegue?

Continue lendo

Cultura

Redução de verbas deve levar a fechamento de polos do Projeto Guri

Polo de Assis e outros 12 na região podem ser fechados.

Publicado em

Agência Estado

A Associação Amigos do Projeto Guri comunicou nesta sexta-feira, 29, funcionários a respeito da possibilidade de fechamento de parte de seus polos de atuação. Segundo a entidade, responsável pela atividade do projeto no interior e no litoral do Estado, a medida se deve à incerteza com relação ao repasse de verbas por parte da Secretaria de Cultura e de Economia Criativa do Estado de São Paulo, que teve seu orçamento reduzido em 23% por conta de um contingenciamento de verbas determinado pelo governo, o que equivale a R$ 148 milhões.

“Até o momento, a Amigos do Guri não obteve da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, nossa principal mantenedora, a confirmação de que iremos receber os recursos que seriam necessários à manutenção de atual rede de atendimento. Estudo preliminar indica a necessidade de um possível fechamento de polos do interior e litoral, cujos funcionários entraram em aviso prévio hoje. O Projeto Guri segue em negociação com a Secretaria para reverter essa situação”, explica a associação em nota enviada.

O Projeto Guri trabalha a formação musical no contexto da inserção social e tem 340 polos no interior e no litoral. Atualmente, mais de 50 mil alunos entre 6 e 18 anos são atendidos pelo projeto. A Amigos do Guri não quis adiantar o impacto exato da redução de verbas em suas atividades, explicando que prefere antes concluir as negociações com o governo.

A reportagem apurou, no entanto, que a redução também estaria na casa dos 20%, com o orçamento indo de R$ 70 milhões para R$ 55 milhões, o que pode levar ao fechamento de cerca de 150 dos polos de atuação e à demissão de mais de 600 professores. A redução gerou repercussão nas redes sociais: um abaixo-assinado em defesa do projeto, já tinha mais de 89 mil assinaturas no final da manhã deste sábado (30).

Procurada, a Secretaria de Cultura e de Economia Criativa do Estado de São Paulo informou, por meio de nota oficial, que não considera a possibilidade de encerrar as atividades do Guri, e que os orçamentos ainda estão sendo negociados – mas defendeu a necessidade de ajustes.

“O impacto do contingenciamento nos programas, instituições e ações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa está sendo avaliado. As metas são minimizar as consequências e buscar mais eficiência e mais eficácia. Estamos fazendo reuniões individuais com cada uma das 18 organizações sociais, incluindo as gestoras do Projeto Guri, para definir as prioridades e os ajustes necessários. Trata-se de um imperativo da realidade orçamentária do Estado”.

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas