Fique conectado

Entretenimento

Zé Neto desabafa sobre rotina de shows e chora em Americana: ‘Meu filho não quer falar comigo’

Declaração de sertanejo, que faz dupla com Cristiano, comoveu o público na 2ª noite da festa do peão neste sábado. Também se apresentaram Gustavo Mioto e Dennis DJ.

Publicado em

2.331

Zé Neto se emocionou durante apresentação na Festa do Peão de Americana — Foto: Júlio Cesar Costa/G1

Considerada a “dupla do momento”, Zé Neto e Cristiano tinha neste sábado (15) o show mais esperado da Festa do Peão de Americana, segundo votação dos internautas em enquete realizada pelo G1. A expectativa se confirmou. Durante quase duas horas, os sertanejos desfilaram alguns dos maiores hits da atualidade, além de surpreender e emocionar o público do rodeio. Zé Neto, em um momento de desabafo, chorou ao falar sobre a árdua rotina de apresentações.

“Eu peço desculpas, porque não estou em um dia muito bom. Sinto saudade do meu filho. Ele não quer falar comigo. Sei que ele é criança e não entende, mas um dia irá entender tudo o que faço por ele e nossa família. Muito obrigado por tudo que vocês tem feito por nós, estou aqui, porque amo cantar para vocês”, confessou Zé Neto, que se tornou pai há dois anos.

Zé Neto e Cristiano desfilaram hits durante show em Americana — Foto: Júlio Cesar Costa/G1 

Zé Neto e Cristiano desfilaram hits durante show em Americana — Foto: Júlio Cesar Costa/G1

Com um abraço, Zé Neto foi consolado pelo parceiro, que também lembrou a rotina puxada de shows, realidade vivida por muitos artistas. “A gente não consegue ser tão presente quanto gostaria. Não voltamos pra casa às 18h, como um trabalho normal. Não me lembro do último churrasco que fizemos em família”, disse Cristiano. Ele também afirmou que neste domingo (16) estariam de folga, em casa.

Zé Neto e Cristiano abriram o segundo show da noite com a estourada “Notificação Preferida” e foram recebidos com entusiasmo pelo público, que cantou junto com a dupla. Os amigos de infância, criados no interior de São Paulo, agradeceram os visitantes. Em seguida, eles emendaram os sucessos “A Gente Continua”, “Bateria Acabou” e “Seu Polícia”.

Zé Neto e Cristiano desfilaram hits durante show em Americana — Foto: Júlio Cesar Costa/G1 

Zé Neto e Cristiano desfilaram hits durante show em Americana — Foto: Júlio Cesar Costa/G1

Em clima de sofrência, o set list também contou com os hits “Estado Decadente”, “Amigo Taxista” e “Status Que Eu Não Queria”. Os fãs estavam afinados quando a dupla puxou os versos de “Largado às Traças” e fez a arena vibrar.

Recuperados, os sertanejos ainda trouxeram para o palco um momento de “modão de viola”, com sucessos de Tião Carreiro e Pardinho, Sérgio Reis, Milionário e José Rico e Trio Parada Dura. No show ainda teve espaço para clássicos de Bruno e Marrone e Leandro e Leonardo. Já passava das 4h20 deste domingo, quando Zé Neto e Cristiano se despediram dos fãs ao som de “Eu Ligo Pra Você”.

Gustavo Mioto abriu a noite

Com o recinto lotado, o jovem sertanejo, de 22 anos, abriu a segunda noite da festa em Americana. O cantor cumpriu a promessa que fez de trazer um novo show para a cidade. No repertório, hits do EP ‘Pé na Areia’, lançado em fevereiro, como “Fake News”, “3 da Manhã” e “A Lua e Eu”, embalaram os corações apaixonados dos casais. Com direito a chuva de papeis picados, Mioto cantou “Impressionando os Anjos” e emocionou os fãs.

O sertanejo lembrou do cantor Gabriel Diniz, morto no final de maio em um acidente aéreo. Ele se apresentaria na festa na próxima sexta-feira (21). “Com toda a alegria que vocês cantaram a última música, quero que vocês cantem essa que vamos dedicar ao nosso grande amigo Gabriel Diniz”, disse o cantor, que pediu à plateia uma salva de palmas após encerrar a música ‘Jennifer’.

O sertanejo também faz sucesso com o público solteiro. “Alguém mais concorda comigo que a vida de solteiro é muito mais gostosa?”, perguntou aos visitantes. Em seguida, brincou com uma fã que fazia a despedida de solteira na festa: “você vai casar dia 31 de agosto? Meus pêsames”, disse.

Especialmente para os solteiros de plantão, Mioto emendou os sucessos “Anti-Amor” e “Solteiro Não Trai”. O show ainda teve músicas de Marília Mendonça, Henrique e Juliano, Kevinho e Léo Santana, Anitta e até rock ’n roll. O cantor impressionou o público quando, na guitarra, puxou “Ana Júlia”, da banda Los Hermanos, e “Mulher de Fases”, dos Raimundos. O cantor saiu do palco às 2h35 para dar lugar a Zé Neto e Cristiano.

Dennis até amanhecer

A segunda noite de shows foi encerrada ao som de funk brasileiro. Às 5h em ponto, Dennis DJ assumiu o palco e, apesar do horário, o público se manteve no recinto. O DJ carioca está no topo, com 1,2 milhão e 2,3 milhões de seguidores no Spotify e no Youtube, respectivamente.

O Pancadão do DJ tirou o público do chão com as músicas “Só Você”, “Medley da Gaiola” e “Na Farra”. As músicas “Sou Teu Fã” e “Agora Tudo É Meu” também fizeram parte do repertório do artista que tocou até o amanhecer.

Neste domingo (16), a festa continua com Luan Santana e Fernando e Sorocaba, com ingressos disponíveis a partir de R$ 15.

Provas de montaria

No segundo round da Professional Bull Riders (PBR), 19 competidores conseguiram permanecer por 8 segundos nos touros. Silvano Alves, tricampeão mundial da modalidade, foi o melhor. No touro “Tempo de Mudança”, ele somou 86,75 pontos, a maior pontuação da noite, que também rendeu ao atleta a liderança da etapa de Americana.

Nas provas cronometradas, Ana Laura Savini Gomes foi a número um dos três tambores. A atleta marcou o menor tempo da noite: 17,336. Na segunda semifinal do Team Penning, a liderança ficou com o trio Valber Winston, Júnior Ferreira e Maurício Garcia, que somaram 27,438.

Na montaria em burros estilo “Traia Cheia”, Amarildo Rocha conquistou 65 pontos e foi o melhor da noite. Rocha está empatado em primeiro lugar com Tertuliano Rodrigues. Os dois peões têm 106 pontos.

Atleta praticante da modalidade de montaria em burro — Foto: Júlio Cesar Costa/G1

Atleta praticante da modalidade de montaria em burro — Foto: Júlio Cesar Costa/G1

Prova solidária

O ‘Desafio do Bem’, montaria especial para angariar fundos ao Hospital de Câncer de Barretos, foi no estilo ‘Traia Cheia’, com Tietê, burro invicto desde 2009. O peão Tertuliano Pereira foi o desafiado, mas não conseguiu permanecer os 8 segundos no lombo do animal.

A segunda prova da ação beneficente acontecerá no próximo sábado (22). Dessa vez, a montaria será em touro e o voluntário é o tricampeão mundial da PBR, Silvano Alves.

Para arrecadar recursos ao Hospital, até o dia 23, encerramento da festa, bandanas da instituição serão vendidas no recinto e o dinheiro será revertido integralmente à entidade.

Público acompanha a segunda noite da Festa do Peão de Americana — Foto: Júlio Cesar Costa/G1

Público acompanha a segunda noite da Festa do Peão de Americana — Foto: Júlio Cesar Costa/G1

Famosos

Roberto Leal, cantor português, morre aos 67 anos em SP

Cantor, conhecido pelas músicas ‘Arrebita’ e ‘Bate o pé’, estava internado havia 5 dias no Hospital Samaritano e morreu em decorrência de insuficiência renal causada por tumor.

Publicado em

Do G1
Roberto Leal — Foto: Divulgação/Blog oficial/vasco.com.br

O cantor português Roberto Leal morreu na madrugada deste domingo (15), em São Paulo, aos 67 anos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital Samaritano, onde o cantor estava internado. Ele ficou conhecido pelas músicas “Arrebita” e “Bate o pé”.

O cantor deixa a mulher, Márcia Lúcia, e três filhos.

A morte ocorreu devido a um melanoma maligno (tumor) que evoluiu, atingindo o fígado e causando síndrome de insuficiência hepato-renal. O cantor fez tratamento contra o câncer por dois anos. Segundo a assessoria de imprensa do cantor, Leal foi internado no hospital na última terça-feira (10).

O velório será na segunda-feira (16) na Casa Portugal, das 7h às 14h. O enterro será à tarde, no Cemitério de Congonhas, na Zona Sul da capital paulista, informou o empresário do cantor há mais de 40 anos, José Sá.

“A luta era uma luta feroz, ia fazer três anos que ele lutava. Começou na vista passou para a perna, coluna e depois descobrimos que tomou o corpo”, explicou o empresário, em relação ao tumor.

“Nós mantínhamos a agenda normal. Nesses três anos cancelamos 6 shows que ele teve que ficar no hospital. A cada 15 dias ele vinha, segunda e terça e depois tocava a agenda”, disse o empresário.

Roberto Leal morava na capital paulista havia alguns anos.

Benfica e Brasil

O filho mais velho do cantor, Rodrigo Leal, falou da paixão do pai pelo time de futebol português Benfica e pelo Brasil.

“Ele falava que o artista nunca pode falar a camisa do futebol que ele torce, nem a religião que tem. Ele era muito autêntico, muito católico e em Portugal ele tinha uma paixão, que era o Benfica. No Brasil torcíamos pelos times da nossa colônia, a Portuguesa de Desportos e o Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. Ele sempre vibrava muito com o Benfica, era nossa desforra como a gente aqui não conseguia ser campeão com a Portuguesa, com o Benfica lá tinha isso quase todos os anos, era uma das paixões que ele tinha”, disse.

A última coisa que conversaram, conta Rodrigo, foi sobre um jogo do Benfica. “Papo de pai e filho para animar, sabe. Ele estava muito sereno, deitadinho. Eu falei pra ele que o Benfica ganhou, em casa, de 2 a 0, ele era benfiquense roxo. Se tinha uma coisa que ele parava para fazer no final de semana, quando não tinha show, era ver o Benfica. Ele era autenticamente português”, disse.

Mas o amor de Roberto Leal era pelo Brasil.

“O Brasil, aquilo que eu te falei, é verdade. Eu faço um desafio de quantos artistas tiveram essa atenção, esse carinho no país dos outros. Portugal chama ele de português brasileiro. E ele tem uma música que diz isso, ‘sou português brasileiro’. Ele era um cara que se apaixonou pelo Brasil de verdade. Se você pegar a discografia do meu pai você vai ver isso. Ele gravou no Maranhão, Recife, Piauí, São Paulo, etc. Se você for procurar dentro da discografia dele, vai ver que ele se deixou misturar. Essa é a grande obra artística dele”, contou.

No final de 2014, o compositor lançou o álbum ‘Obrigado, Brasil!’ — Foto: Divulgação

Carreira

Em 45 anos de carreira, Roberto Leal vendeu mais de 17 milhões de discos e gravou mais de 400 músicas. Entre elas, também estão faixas como “Bate o pé” e “A festa ainda pode ser bonita”.

Nascido em Macedo de Cavaleiros, no norte de Portugal, o cantor se mudou para o Brasil aos 11 anos, com os pais e nove irmãos. Em São Paulo, trabalhou como sapateiro e vendedor em uma feira.

Em 1978, protagonizou o filme “O milagre – O poder da fé”, inspirado em sua própria história.

No final dos anos 80, voltou a morar em Portugal para se dedicar ao mercado musical europeu. Nesse período, comandou um programa na TV do país.

Mais de 20 anos depois do lançamento de “Arrebita”, a popularidade do cantor ganhou vida nova quando, em 1995, os Mamonas Assassinas lançaram “Vira-vira”, que satiriza músicas dele.

Em entrevistas, Leal costumava dizer que se sentia homenageado pelo grupo.

Retornou ao Brasil em 1998 e, dois anos depois, lançou o disco “Roberto Leal canta Roberto Carlos”. Seguiu produzindo discos e coletâneas. O último, “Arrebenta a festa”, saiu em 2016.

Em 2018, foi candidato a deputado estadual de São Paulo pelo PTB, mas não conseguiu se eleger.

Continue lendo

Televisão

Lulu Santos dá bronca em plateia do The Voice e vira piada na internet

Publicado em

Lulu Santos dá bronca em plateia do The Voice e vira piada na internet (Foto: Reprodução/Globo)

O The Voice Brasil da última terça-feira (11) teve grandes apresentações, mas o que chamou mesmo não foi a música, mas a bronca que Lulu Santos deu na platéia.

Ao final da disputa de Rik Oliveita e Pollyana Caires na Rodada de Fogo, Lulu passou a palavra para Ivete Sangalo, enquanto o público gritava em euforia.

O cantor então deu aquele puxão de orelha. “Pessoal, vou expressar uma coisa melhor que da última vez que a gente se viu ficou meio truncado. Vocês vão ter a oportunidade de votar loucamente daqui a dois programas. Agora, vamos tentar concentrar, por favor”, afirmou Lulu.

O comentário, claro, viralizou na internet, recebendo críticas, piadas e os bons memens. Confira:

Continue lendo

Entretenimento

Após diminuir shows, Gusttavo Lima se matricula em faculdade de música

O goiano realizará seus estudos a distância em uma faculdade particular.

Publicado em

Do Metrópoles
REPRODUÇÃO / INSTAGRAM

Muitas novidades para os fãs de Gusttavo Lima. Após o cantor anunciar que fará menos shows em 2020, na noite de quarta-feira (28), o sertanejo revelou que vai começar a fazer faculdade de música.

“Ah, bebê, fala comigo. Olha aqui ó. O cantor agora vai fazer faculdade de música. De verdade mesmo, eu estou apaixonado. Livro com força, agora vou conciliar minha agenda de shows com a minha família. É uma coisa que eu sempre amei, que é a música. E agora vou me especializar de verdade nisso. Para poder ter mais um pouco de conhecimento”, revelou o cantor em seu Instagram.

Com muito entusiasmo, o sertanejo ainda contou: “Agora para frente vocês vão me ver estudando para frente, para cima, para baixo, para os lados. Nos intervalos dos shows. O que eu vou fazer?! Especialização em estúdio, especialização em programas de gravação e especialização em partitura”.

Por fim, o cantor desabafou revelando sobre como era sua vida musical no início. “O pouco que eu sei de música, eu aprendi na raça. Por influência da família e do meu pai. Nunca tive a oportunidade de estudar música. E agora eu quero, e é isso que eu faço, então quero me especializar nisso. Começa uma grande etapa na minha vida e aplicando isso nas minhas músicas e trabalhos, com certeza vai ser um diferencial’, revelou Gusttavo.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas