Fique conectado

Entretenimento

Gigante Vermelho anuncia seis shows para 2020

Maiara e Maraísa e Zé Neto e Cristiano são algumas das atrações. O lançamento do rodeio aconteceu na noite desta segunda-feira (11).

Publicado em

705

Gigante Vermelho anuncia seis shows para 2020
Gigante Vermelho anuncia seis shows para 2020 (Foto: Divulgação/AG News)

A comissão do rodeio Gigante Vermelho, de Cândido Mota (SP), confirmou na noite desta segunda feira, os shows do rodeio de 2020, que acontece de 6 a 9 de agosto, no recinto, no anel viário Eduardo Mazanatti.

Na quinta feira, dia 6, estarão na arena Cesar Menotti e Fabiano. No dia 7, Maiara e Maraisa e DJ Kevin prometem fazer o público amanhecer no recinto.

No sábado, dia 8, será a vez de João Bosco e Vinícius e Fiduma e Jeca entrarem no palco do recinto.
Por fim, no domingo, dia 9, como já era de conhecimento do público, estarão em Cândido Mota os cantores Zé Neto e Cristiano.

O lançamento do rodeio de 2020 aconteceu na noite desta segunda-feira, dia 11, e reuniu parceiros da festa, autoridades políticas, lideranças da comunidade, além dos membros da comissão organizadora.

Gigante Vermelho anuncia seis shows para 2020 (Foto: Divulgação)

Gigante Vermelho anuncia seis shows para 2020 (Foto: Divulgação)

Gigante Vermelho anuncia seis shows para 2020 (Foto: Divulgação)

Gigante Vermelho anuncia seis shows para 2020 (Foto: Divulgação)

Entretenimento

Raul Gil nega boato de morte em vídeo

Apresentador foi mais uma vítima de fake news: ‘Estou mais vivo do que nunca’.

Publicado em

Da Catraca Livre
Raul Gil gravou vídeo desmentindo a notícia de sua morte (Foto: Reprodução/SBT)
Raul Gil gravou vídeo desmentindo a notícia de sua morte (Foto: Reprodução/SBT)

Na última segunda-feira, 2, Raul Gil compartilhou com seus seguidores do Instagram um vídeo em que aparece desmentindo os boatos que surgiram sobre sua morte.

O apresentador do SBT garantiu que tudo não passou de uma fake news, já que o boato que anda circulando é o de que ele estaria no avião que caiu na Serra da Cantareira há um dia, que deixou uma pessoa morta.

“Eu mais vivo do que nunca ”, escreveu na legenda, seguida da gravação: “Oi, minha gente! Olha eu aqui, vivinho, vivinho. Já me ‘mataram’ três vezes! Agora, disseram que eu estava dentro de um avião que caiu na Serra da Cantareira. O avião deve ter caído, mas eu não, estou aqui”, disse.

O filho do veterano, Raul Gil Jr., também compartilhou o vídeo.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Eu mais vivo do que nunca…kkkk #raulgil @programaraulgil

Uma publicação compartilhada por Raul Gil Oficial (@raulgil3) em

Continue lendo

Entretenimento

Humorista Evandro Santo pede R$ 60 mil de indenização por agressão em Marília

Agressão teria ocorrido após uma apresentação na cidade. No processo, advogados do comediante pedem indenização por danos morais ao agressor e o pai dele.

Publicado em

Do G1
Evandro Santo, ex-Pânico, registrou boletim de ocorrência por agressão em show realizado em Marília — Foto: Facebook/Reprodução

Evandro Santo, ex-Pânico, registrou boletim de ocorrência por agressão em show realizado em Marília — Foto: Facebook/Reprodução

O humorista Evandro Santo entrou com uma ação na Justiça com pedido de indenização por danos morais no valor de R$ 60 mil pela agressão que teria sofrido em outubro deste ano, após uma apresentação em Marília (SP).

Na ação, os advogados do comediante pedem que o suspeito da agressão, que teria dado um soco no rosto de Evandro e o pai dele, que teria incentivado a agressão, paguem R$ 30 mil cada de indenização por danos morais.

“Trata-se de ação de indenização por dano moral decorrente de homofobia, consistente em um soco na região da boca e do nariz, cometida pelo primeiro requerido, incentivado por seu genitor, segundo requerido, contra o autor, figura pública”, consta na denúncia.

Após ser agredido em Marília, Evandro Santo, ex-Pânico, registra B.O por lesão corporal e homofobia — Foto: Lucas Alves/Divulgação

Após ser agredido em Marília, Evandro Santo, ex-Pânico, registra B.O por lesão corporal e homofobia — Foto: Lucas Alves/Divulgação

No processo, os advogados também reforçam que a indenização não visa reparar a dor do episódio sofrido por Evandro, mas obter um valor que amenize o sofrimento provocado.

A ação foi ingressada na Justiça na tarde de terça-feira (26) e distribuída na 11ª Vara Cível em São Paulo e será julgada pela juíza Gisele Valle Monteiro da Rocha.

Entenda o caso
Evandro Santo, ator conhecido pelo seu personagem Christian Pior, postou uma foto com o rosto inchado nas redes sociais, em outubro deste ano, e relatou ter sido vítima de homofobia após um show de comédia que apresentou em uma casa noturna de Marília.

“Esta não é uma foto bonita e nem legal. Esta foto mostra o quanto devemos ter cuidado com pessoas com aparência “normal”, porque o ódio e a homofobia não tem cara.”

O agressor teria participado, minutos antes, de um quadro do show onde ganhou um selinho do humorista. Um vídeo divulgado pela assessoria de Evandro mostra o momento do “beijo” e os aplausos da plateia.

“Ele super aceitou bem, fez o Tinder, ganhou um selinho meu, deu risada assim como a moça ganhou um meu e deu risada. Saiu do palco de boa”, escreveu o ator na época.

No entanto, depois que o show acabou, o ator conta que foi surpreendido ao sair do banheiro e levou um soco no rosto, do rapaz que havia participado do show. Além disso, o comediante disse que foi chamado de “viado”.

Por causa disso, a assessoria informou que o artista foi até a delegacia de Marília para registrar um boletim de ocorrência, mas recebeu a notícia de que teria que esperar quatro horas.

Assim, ainda segundo a assessoria, como o ator tinha compromissos em São Paulo, decidiu não aguardar e fazer o BO na capital, além de processar os envolvidos por homofobia e danos morais.

O boletim de ocorrência registrado em São Paulo, na Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), ligada ao Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), relata os crimes de lesão corporal e homofobia, situação que passou a ser criminalizada com base na lei de racismo por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Continue lendo

Entretenimento

Morre o humorista Rapadura, do programa A Praça é Nossa

Charles Guttenberg estava internado na UTI de um hospital de São Paulo.

Publicado em

Do Metrópoles
REPRODUÇÃO

O humorista Charles Guttenberg, conhecido como Rapadura, morreu na tarde desta terça-feira (26/11/2019) em um hospital de Jundiaí, no interior de São Paulo. Famoso por participar do programa A Praça é Nossa, no SBT, o artista estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

De acordo com o programa Tricotando, da RedeTV”, Rapadura passou por uma operação no intestino, mas teve complicações e chegou a óbito. O motivo pelo qual o artista estava internado não foi informado.

Pelas redes sociais, o sobrinho do humorista, Alisson Bruno, publicou uma mensagem de luto. “Acabei de perder meu tio. Para sempre vou te amar”, escreveu.

Marcelo Beny, conhecido como Bananinha e companheiro artístico de Rapadura, também lamentou a morte. “Com muita tristeza que comunico o falecimento de um parceiro que trabalhou por muito anos lado a lado”, disse.

Rapadura estreou no programa de humor do SBT em 2004 com Dedé Santana. Logo em seguida, a dupla ocupou os domingos da emissora com o Dedé e o Comando Maluco.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas