Fique conectado

Cinema

Trinta anos depois, Henry Thomas diz que final de ‘E.T’ ainda o emociona

Ator, que vivia o menino Elliot no longa, esteve em programa de TV nesta terça-feira, 9.

Publicado em

124

Henry Thomas: antes e depois (Foto: Reprodução)

Trinta anos se passaram desde que o filme “E.T” estreou nos cinemas e nesta terça-feira, 9, foi lançado uma edição especial do longa em Blu-Ray. Para celebrar a data, o ator Henry Thomas, que deu vida ao menino Elliot, foi entrevistado no programa “Today”, do canal americano NBC.

“Ganhei o papel de Elliot no improviso. Quando terminei a cena, eles estavam chorando e Steven (Spielberg, diretor do filme) me disse: ‘Garoto, o papel é seu’. Fico esperando isso acontecer novamente. Este foi o único papel da minha carreira que eu sabia que tinha conseguido antes de deixar o local do teste”, disse ele.

Henry também contou que ainda se emociona ao ver o final do filme: “Eu quase choro, confesso. Eu nunca imaginaria que trinta anos depois estaria aqui falando desse filme.” Segundo Henry, a atriz Drew Barrymore, que vivia Gertie e tinha apenas sete anos na época, ainda tinha dificuldade em entender que E.T não era real: “Ela ainda não entendia muito bem então ficava realmente preocupada com ele: ‘Por que ele não almoça com a gente?’. Ela era muito fofa.”

Publicidade

Cinema

Kit Harington se ‘engasga’ em cena de beijo com Emilia Clarke

Publicado em

Agência Estado
Kit Harington se ‘engasga’ em cena de beijo com Emilia Clarke

O canal no YouTube de Game of Thrones publicou um vídeo de bastidores da série nesta segunda-feira, 15, e um detalhe chamou atenção.

ALERTA: se você ainda não assistiu ao primeiro episódio da oitava temporada, aqui seguirá um spoiler.

No episódio que foi ao ar no último domingo, 14, Jon Snow descobriu que o relacionamento íntimo que estava tendo com Daenerys Targaryen era, na verdade, incesto. Ela é tia do rapaz

Se os fãs ficaram horrorizados, Kit Harington também parece ter ficado. O vídeo dos bastidores mostra o ator se ‘engasgando’ depois de gravar uma cena de beijo com a atriz Emilia Clarke.

Em entrevista à revista Variety, Emilia disse como era “estranho” gravar as cenas de romance na sétima temporada. “A primeira cena que tivemos juntos nós dois começamos a rir”, disse ela.

Harington também falou da amizade entre os dois e do constrangimento de gravar cenas como essa. “Emilia e eu temos sido melhores amigos ao longo de sete anos e quando tivemos de nos beijar, parecia muito estranho. Emilia, Rose e eu somos bons amigos, então mesmo pensando que somos atores e esse é nosso trabalho, há um elemento de estranheza quando nós três estamos jantando e tivemos uma cena de beijo naquele dia”, disse ao jornal Mirror.

Assista abaixo:

Continue lendo

Cinema

‘O Rei Leão’ ganha trailer oficial; VEJA

Na versão em inglês, Donald Glover e Beyoncé fazem as vozes de Simba e Nala, respectivamente. Filme estreia dia 18 de julho no Brasil.

Publicado em

Do G1
'O Rei Leão' — Foto: Divulgação

A Disney divulgou nesta quarta-feira (22) o trailer oficial da versão em computação gráfica de “O Rei Leão”. Assista ao vídeo acima.

Dirigido por Jon Favreau (“Mogli: O menino lobo”), o filme estreia no Brasil no dia 18 de julho de 2019 e deve contar com a mesma trilha sonora da animação clássica.

A versão em inglês contará com vozes de Donald Glover (“Han Solo: Uma história Star Wars”) como Simba, da cantora Beyoncé como Nala, de Seth Rogen (“É o fim”) como Pumba e do retorno de James Earl Jones como Mufasa.

‘O Rei Leão’ — Foto: Divulgação

Continue lendo

Cinema

‘Capitã Marvel’: diretora explica motivo de heroína não sorrir

Publicado em

Do MSN

Capitã Marvel tem feito sucesso nas bilheterias, mas uma questão tem intrigado os fãs: por que Brie Larson não sorri durante o filme? A questão foi respondida pela diretora Anna Boden, em entrevista ao Empire Film Podcast na sexta-feira (15).

Ela explica que o cinema reproduz padrões da realidade, incluindo o padrão de mulher simpática e sorridente, que existe no universo machista. No filme, esse ideal se reproduz quando um motoqueiro pede para a heroína sorrir.

“Se você falar com qualquer mulher, ela vai dizer que isso que aconteceu com a Capitã já se deu inúmeras vezes com ela. Estamos explorando a experiência feminina nas telas. Ter isso como parte do debate é algo que eu acho importante”, disse Anna.

A temática feminina da obra aparece também nas músicas: Capitã Marvel é o primeiro filme da produtora com trilha sonora composta por uma mulher.

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas