Ashton Kutcher afirma que foi ‘assustador’ interpretar Jobs em filme

Ator deu declaração durante première de ‘jOBS’ durante festival Sundance.
Filme conta história de cofundador da Apple.

O ator americano Ashton Kutcher afirmou que interpretar Steve Jobs no cinema foi “um dos papéis mais assustadores que já tentei fazer alguma vez na vida”. O ator de 34 anos assistiu na noite de sexta-feira (25) a  première da filme biográfico “jOBS”, na última sessão de exibições durante o festival cinematográfico de Sundance.

Ashton Kutcher aparece durante première do filme ‘jOBS’, no qual o ator interpresa o cofundador da Apple (Foto: Danny Moloshok/AP)

No longa, Kutcher interpresa o cofundador da Apple, passando pela origem humilde da companhia na década de 70 até o lançamento do primeiro iPod em 2001. O ator, que também é empresário, contou que considera Jobs um de seus ídolos pessoais. “Ele foi uma pessoa que fracassou e se reergueu. Creio que todos podemos nos identificar com essa situação em algum momento da vida”, contou.

Kutcher inclusive seguiu alguns passos de Jobs na vida real, já que tentou empreender seu próprio negócio na área da tecnologia. No entanto, o americano disse que considerou perigoso interpretar o verdadeiro símbolo da tecnologia porque “ele está vivo em nossas mentes”.

Apesar dos cineastas afirmarem que tentaram ser mais fiéis possíveis historicamente, ao final do filme surgiu nos créditos um aviso dizendo que partes do filme poderiam não condizer totalmente com a vida real.

O ator americano Ashton Kutcher como Steve Jobs, em imagem oficial do filme ‘jOBS’ (Foto: Divulgação)

Após um trecho do filme “Jobs” ser revelado na internet (acesse aqui, em inglês), Steve Wozniak, cofundador da Apple, disse que ficou envergonhado com a cena. No trecho, Ashton Kutcher, que interpreta Steve Jobs, discute com Wozniak no estacionamento da HP sobre o novo sistema operacional criado por ele. “Nem perto. Nunca tivemos essa interação e papéis. As personalidades estão muito erradas, embora a minha esteja mais próxima”, escreveu.

#MAIS LIDAS DA SEMANA