Clássico dos anos 90, filme ‘Free Willy’ completa 20 anos

O filme trouxe à tona o modo como as baleias orcas eram maltratadas.
Considerado um clássico do cinema infantil, o filme arrecadou US$ 153 mi.

Considerado um clássico do cinema infantil, o filme arrecadou US$ 153 mi.

Uma amizade inusitada foi sucesso de bilheteria e marcou a geração dos anos 90. “Free Willy” conta a historia do garoto Jesse, interpretado por Jason James Richter, que se dedica a ajudar a orca Willy a conquistar a liberdade.

Enquanto tenta enfrentar os desafios da própria vida, Jesse cria um relacionamento de confiança e carinho com a orca. Quando ele descobre que o animal pode morrer em cativeiro, o garoto reúne esforços para devolvê-la ao mar.

Esta foi a estreia do jovem ator Jason nos cinemas, então com 12 anos, e foi o filme que marcou sua carreira. Já a orca Keiko tinha 17 anos de vida quando participou do filme. Em algumas cenas ela teve um dublê: um boneco mecânico que imitava os movimentos.

Keiko foi capturada ainda filhote e viveu durante muito tempo em um pequeno tanque no México, participando de shows em parques aquáticos.

O filme trouxe à tona o modo como esses animais eram maltratados em todo mundo. O apelido de baleia assassina é, além de incorreto, injusto. A culpa, em grande parte, vem do próprio cinema, que lançou nos anos 70, o filme “Orca, a Baleia Assassina”, que fez sucesso.

As orcas pertencem à família dos golfinhos, e são vistas como vilãs por serem grandes caçadoras.

Considerado um clássico do cinema infantil, “Free Willy” teve um orçamento de US$ 20 milhões, e arrecadou incríveis US$ 153 milhões em todo o mundo.

Além disso, a produção disponibilizou ao final do filme um telefone de doações para uma ONG de defesa da vida marinha. O público se mobilizou e mais de US$ 20 milhões foram arrecadados. Com esse dinheiro, foi possível transportar Keiko para os Estado Unidos, e mais tarde para a Islândia, onde ela foi devolvida à vida selvagem.

Keiko teve que reaprender a caçar e a viver por conta própria. Em dezembro de 2003, a orca mais famosa do mundo foi encontrada morta em um mar da Noruega, vitima de uma pneumonia.

A trilha sonora do filme foi de Michael Jackson, com “Will You Be There”, que ganhou um prêmio em 1994. O filme teve ainda mais duas sequencias, que acabaram não fazendo tanto sucesso.

Há 20 anos a história de amizade entre um garoto e uma orca conquistava o público infantil. Uma aventura sobre respeito aos animais e que ficou na memória de toda uma geração.

#MAIS LIDAS DA SEMANA