Vocem vence Bandeirantes por 2 a 0 mantém na liderança do Grupo 1

Fora de casa, Esquadrão da Fé mostra força e se mantém na liderança. Técnico Buião é vítima de insultos racistas promovidos por torcedores locais.

Bandeirante 0x2 VOCEM: Nas cores bordô e branco (Foto: Mauro Lima)

Depois de estrear com uma vitória em casa no Campeonato Paulista da Segunda Divisão, o VOCEM voltou à campo nesta sexta-feira para enfrentar o tradicional Bandeirante de Birigui.

Porém, nem mesmo o excelente público que compareceu ao estádio Pedro Marin Berbel foi capaz de intimidar o Esquadrão da Fé, que precisou se superar em diferentes momentos da partida para deixar o campo de cabeça erguida.

Não bastasse a pressão por jogar fora de casa e a desvantagem numérica estabelecida na reta final do encontro, o escrete mariano ainda teve de enfrentar a covardia de uma minoria, que insistia em ofender o treinador Antonio Carlos da Silva com gritos de “macaco”. A melhor resposta foi dentro das quatro linhas: com gols do estreante Thiago Amaral e do artilheiro Heltinho, o VOCEM estabeleceu 2×0 no placar e manteve 100% de aproveitamento, assumindo a liderança isolada de sua chave.

O jogo:
Com a maioria dos jogadores liberados, o técnico Buião resolveu promover uma alteração em relação ao time que estreou contra o PPFC. O centroavante Igor foi sacado, abrindo espaço para a estréia do armador Thiago Amaral. A iniciativa sugeria um time mais veloz na frente, capacitado para explorar o contra-ataque. Porém, assim como havia ocorrido no duelo anterior, foi o setor defensivo quem precisou mostrar serviço já nos primeiros minutos.

Contando com um plantel jovem, o Bandeirante partiu para cima do Esquadrão da Fé com muita intensidade. A pressão da torcida local, que fazia grande barulho nas arquibancadas, aumentava ainda mais essa pressão. Marcando a saída de bola, o time de Birigui criava as melhores chances, mas a dupla de zaga composta por Celito e Rafael Santos foi novamente um pilar de sustentação. Nas poucas vezes em que não deram conta do recado, eles foram salvos pela segurança do goleiro Altenir. O Bandeirante também reclamou bastante de um gol corretamente anulado pela arbitragem.

Mesmo assim, as duas melhores chances na primeira etapa foram do VOCEM. Primeiro em um lance de Heltinho, que perdeu o gol embaixo da trave, e depois com Diego Volpini, que não acertou o alvo após rebote do goleiro rival. Contudo, o fato que realmente marcou os primeiros 45 minutos não ocorreu dentro das quatro linhas. Insultado com gritos racistas promovidos por uma minoria, o técnico Buião reclamou com a arbitragem e o policiamento, paralisando por alguns minutos a partida. O quarto árbitro, Eduardo Cesar Maximiano, confirmou o fato e o incidente foi registrado na súmula da partida.

Fora de Casa, Vocem vence Bandeirantes por 2 a 0 mantém na liderança do Grupo 1 (Foto: Mauro Lima)

Mais ligado no retorno da etapa complementar, o Esquadrão da Fé conseguiu se estabelecer em campo. Os laterais Ivan e Celsinho passaram a auxiliar na contenção, enquanto os volantes Lucas Santos, Severo e Diego Volpini mostravam fôlego inesgotável na marcação. Na frente às chances também continuavam a aparecer. Em uma sobra na grande área, Ademir Bahia quase se consagrou com um gol de meia-bicicleta.

Aproveitando o momento, a comissão técnica vocemista resolveu investir na entrada do centroavante Igor. E não demorou para que ele contagiasse os companheiros, mudando a cara da equipe. Mais agressivo, o clube mariano finalmente chegou ao gol com o predestinado Thiago Amaral. Após cruzamento pela direita, aos 31 minutos, o camisa 10 se antecipou a marcação e tocou com o joelho direito. Em um primeiro momento o goleiro Edson conseguiu a defesa, mas a bola sobrou para o mesmo Thiago Amaral, que anotou seu primeiro tento pelo clube mariano utilizando agora o joelho esquerdo.

Liderando o placar, o VOCEM fez valer sua superioridade técnica, cadenciando o jogo e administrando a posse de bola. O maior problema era a omissão da arbitragem em relação às constantes faltas cometidas pela defesa do Bandeirante. Em determinado momento ele acabou revertendo uma delas, chegando a mostrar cartão amarelo para Igor no lance. Pouco tempo depois o atacante ficou nervoso com uma infração não marcada por Wanecley Lopes da Silva, que por sua vez exagerou ao ignorar os critérios adotados durante grande parte do jogo, expulsando o atleta por reclamação.

A desvantagem numérica fez com que os anfitriões se lançassem desesperadamente ao ataque, pressionando o Esquadrão da Fé na base da emoção. Buião então reforçou a marcação, incluindo Thiaguinho na vaga do xará Thiago Amaral. Com uma entrega invejável, o volante deu novo fôlego ao sistema defensivo, segurando o ímpeto do adversário. Uma espécie de 12º jogador, o lateral Chico também ganhou uma chance no lugar de Lucas Santos.

A recompensa viria nos últimos instantes, após lançamento do capitão Rafael Santos. Astuto, Heltinho correu por trás da defesa e deu a volta por cima com um toque sutil que decretou o triunfo vocemista. Autor de um dos gols na estréia contra o Presidente Prudente FC, o atacante se isolou na artilharia da equipe com dois gols.

Ficha Técnica:

Bandeirante 0x2 VOCEM
Local: Estádio Municipal Pedro Marin Berbel; Arbitragem: Wanecley Lopes da Silva (Árbitro), Rafael Acácio Toledo (Assistente 1), Rodrigo Soares Aragão (Assistente 2), Eduardo Cesar Maximiano (Quarto Árbitro); Gols: Thiago Amaral aos 31′ e Heltinho aos 48 minutos do 2º tempo; Cartões Amarelos: Weferson e Lucas Jardim; Diego Volpini, Lucas Santos e Igor; Expulsão: Igor.

VOCEM: Altenir; Ivan, Celito, Rafael Santos, Celsinho; Severo, Lucas Santos (Chico), Diego Volpini; Thiago Amaral (Thiaguinho); Ademir “Bahia” (Igor) e Heltinho. Técnico: Antonio Carlos da Silva “Buião”.
Bandeirante: Edson; Leonardo, Luis Pereira, Lucas Jardim, Lucas Felipe; Fernando, Weferson, Rafael; Caio, Paulo Henrique; Edgard. Técnico: Benedito de Souza Miranda.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA