Fique conectado

Esporte

Estrelas do futebol brasileiro que brilham fora do país

Publicado em

74

Que o Brasil é o país do futebol todo mundo já sabe, e não é surpresa que ele também é o que mais revela craques no mundo inteiro, sendo que a maioria deles vai pra fora logo cedo. Não é a toa que mesmo tendo times para apostar aqui no Brasil, muita gente prefere assistir e também apostar lá fora, já que os maiores craques mirins frequentemente vão pra lá.

É uma realidade que muitos craques brasileiros que são descobertos jogando em clubes menores seguem este caminho. Ele começa desconhecido, faz algumas boas jogadas, e logo algum olheiro o chama para jogar em um time maior.

De lá, a subida é certa. Ele irá chamar mais e mais atenção, sendo convocado por times cada vez maiores até que acabe, frequentemente, indo para fora do país, jogar em times como o tão famoso e poderoso Real Madrid. Mas tudo começa nos campeonatos estaduais, onde os craques mostram que são capazes de jogadas incríveis, que se tornam pequenas por causa do tamanho dos clubes.

Craques e promessas do Futebol Brasileiro para 2019

Os principais campeonatos estaduais deste ano já acabaram, mas é bom sempre estar atento para as figuras que acabam surgindo e que logo irão estar jogando fora, lhe dando a chance de aposta no Real Madrid, quando ele for jogar com seu craque favorito. Que tal saber quais foram as maiores estrelas que surgiram neste ano no futebol nacional? Nomes como Rodrygo e Liziero estão nessa lista incrível, que você confere agora.

  1. Rodrygo Santos: Sem dúvida, é uma das grandes revelações deste ano. Ele garantiu a posição por conta de um gol na semifinal contra o Palmeiras na copa Libertadores. Um feito gigantesco para um garoto de 17 anos.
  1. Igor Liziero: Esse saiu da Copinha para competições profissionais, e chegou com tudo. Ele vem mostrando um futebol de qualidade, cheio de manha e talento, como apenas um garoto pode fazer.
  1. Vinícius Júnior: Ele só não está em primeiro porque já é uma estrela há algum tempo e está em alta no Real Madrid. Suas boas atuações o consagram como um excelente jogador, que tem chances de se tornar um titular no time mais bem falado do mundo inteiro.

Por que os nossos craques estão indo para fora do país?

Muita gente vem notando que cada vez mais os jovens talentos brasileiros são selecionados para jogar em times de todo o mundo. Oriente Médio, Ásia, Europa e por aí vai, o talento brasileiro conquista o mundo aonde quer que ele chegue.

Muitos garotos novos, que mostraram gingado e talento nos jogos aqui do Brasil acabaram sendo selecionados por diversos times de fora do país. E lá mostraram para que vieram. Esta é a incrível forma que o futebol tomou hoje em dia, tendo a capacidade de aumentar ainda mais o potencial de jogadores que estão apenas no começo de suas carreiras.

Então façam suas apostas e torçam por garotos como Vinícius Júnior. Vai que ele acaba crescendo e ofuscando até mesmo estrelas gigantes como Messi, ou o tão aclamado Cristiano Ronaldo?

Futebol

Corinthians confirma contratação do volante Richard, ex-Fluminense

Jovem de 24 anos chegará ao clube com um contrato válido pelas próximas quatro temporadas.

Publicado em

Agência Estado
Corinthians confirma contratação do volante Richard, ex-Fluminense

O volante Richard é o novo reforço do Corinthians. Nesta segunda-feira, a diretoria do clube anunciou a contratação do meio-campista, de 24 anos, que estava no Fluminense e chegará ao clube com um contrato válido pelas próximas quatro temporadas, até o final de 2022.

Richard é o quarto reforço anunciado pelo Corinthians para o próximo ano. Antes, o clube havia contratado os atacantes André Luis e Gustavo Mosquito e o lateral-direito Michel Macedo. Os dois últimos, inclusive, chegaram a treinar no CT Joaquim Grava nas últimas semanas.

O Corinthians não deu maiores detalhes financeiros sobre a negociação que fez Richard trocar o Fluminense pela equipe paulista. O volante estava desde a metade de 2017 no time carioca, sendo que foi o autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre o América Mineiro, na rodada final do Campeonato Brasileiro deste ano, um resultado que evitou o rebaixamento da equipe à Série B.

A chegada ao Corinthians também representa um retorno para Richard, pois o volante iniciou a sua carreira no futebol do Estado, pelo Comercial. Depois, passou por Atlético Sorocaba e Atibaia, antes de se transferir ao Fluminense.

Richard terá concorrência para buscar a titularidade no meio-campo corintiano. Afinal, Ralf terminou a temporada 2018 como titular. E o elenco, agora novamente sob o comando de Fábio Carille, também conta com Gabriel como outra opção para a função

Com a presença de Richard, o elenco do Corinthians se reapresenta após o período de férias em 3 de janeiro, no CT Joaquim Grava, iniciando a pré-temporada. O primeiro jogo da equipe por uma competição oficial em 2019 vai ser contra o São Caetano, em casa, pela rodada de abertura do Campeonato Paulista, que tem o dia 20 de janeiro como sua data-base.

Continue lendo

Esporte

‘Gari Voador’ é tricampeão na 36ª Padre Beline e recebe o troféu do maior campeão da prova, Jairo Ortega

Os três primeiros colocados homens e mulheres receberam, premiação em dinheiro.

Publicado em

Do AssisNews
Júnior 'Cabeleireiro' dá a largada para os aproximadamente 80 atletas da 36ª Prova Padre Beline (Foto: Divulgação)

A maior edição registrada nos últimos anos da mais tradicional competição de corrida de rua em Assis, que é organizada pela Escola de Samba Unidos da Vila Operária e ocorre desde o ano de 1.983, foi realizada neste domingo, dia 9 de dezembro, e teve largada às 8h37, em frente a Praça São José Operário, na avenida Siqueira Campos.

A prova homenageia o padre Aloísio Beline, que dirigiu a paróquia da Vila Operária por mais de 35 anos. Ele morreu no dia 4 de maio de 1996, na Itália, aos 85 anos.

A edição deste ano também teve um espírito solidário.

Todo dinheiro arrecadado com a cobrança de inscrição ($10,00 por pessoa), foi repassado ao ex-atleta Júnior Cabeleireiro, que se recupera de uma cirurgia no fêmur, realizada num hospital de Marília e paga com recursos próprios.

Foram cerca de 80 corredores inscritos das cidades de: Assis, Florínea, Quatá, Tarumã, Paraguaçu Paulista, Cruzália, Maracaí, Pedrinhas Paulista, Cornélio Procópio-PR e Santo Antônio da Platina-PR.

Ao final dos 7 quilômetros, com muita folga e dezenas de metros à frente do segundo colocado, João Batista, o “Gari Voador”, de Santo Antônio da Platina, foi o primeiro atleta a cruzar a linha de chegada e sagrou-se tricampeão da Prova Padre Beline. Ele completou o trajeto com o tempo de 23 minutos e 43 segundos.

O segundo colocado foi o tarumãense Marco Aurélio de Lima, o “Fala Fina”, com o tempo de 27 minutos e 45 segundos. Outro corredor de Santo Antônio da Platina, Paulo Ormenezes, de 16 anos, com o tempo de 28 minutos, completou o pódio, ao chegar na terceira colocação.

Entre as mulheres, a grande campeã foi Helenice Pereira de Souza, de 38 anos, de Paraguaçu Paulista. Ela venceu com o tempo de 30 minutos. A segunda colocada entre as mulheres foi a assisense Rosana de Souza Godinho, com a marca de 31 minutos e 10 segundos. A terceira colocada foi Tatiane Machado, de Assis, com o tempo de 36 minutos e 47 segundos.

Logo após a conferência do resultado, houve a premiação de troféus e medalhas aos vencedores.

Troféus e medalhas foram oferecidos pela Secretaria Municipal de Esportes de Assis, que passou a colaborar com a organização da prova desde o ano passado

Os três primeiros colocados homens e mulheres receberam, premiação em dinheiro. Os campões -masculino e feminino – receberam R$ 107,00 cada. O curioso valor do prêmio é uma referência à idade do homenageado, que nasceu em 5 de novembro de 1.911. Os vice-campeões tiveram um prêmio de R$ 50,00 e o os terceiros colocados: R$ 30,00.

O dinheiro é oferecido pela Escola de Samba Unidos da Vila Operária.

Os troféus masculinos receberam o nome de ‘Jairo Ortega’ e os femininos de ‘Maria Aparecida Santos’.

O secretário municipal de esportes, Sílvio Nogueira Bahia, e o presidente da Escola de Samba Unidos da Vila Operária, José Correa, entregaram a premiação.

O troféu ao tri-campeão ‘Gari Voador’ foi entregue pelo maior vencedor da competição (nove títulos) Jairo Ortega, que também se recupera de um grave problema de saúde. Foi o momento de maior emoção da prova.

Acompanhe abaixo a classificação geral da 36ª Prova Pedestre Padre Beline.

Enecampeão Jairo Ortega premia o tricampeão ‘Gari Voador’ (Foto: Divulgação)

CLASSIFICAÇÃO FINAL:

MASCULINO:

1º – João Batista ‘Gari Voador’ (47) – Sto. A. Platina: 23’43

2º – Marco Aurélio Lima (44) – Tarumã: 27’45

3º – Paulo Ormenezes (16) – Sto. Antônio da Platina: 28’01

4º – Igor Alves Lima (20) – Assis: 28’16

5º – Cleiton Alessandro (36) – Assis: 28’35

6º – Éder Vieira (38) – Maracaí: 28’38

7º – Lucas Osório (32) – Assis: 28’40

8º – Aparecido P. Santos (37) – Assis: 29’50

9º – Marcos A. Nunes (43) – Assis: 30’10

10º – Matheus Carmo (42) – Assis: 30’30

11º – Matheus F. Felipe (22) – Cornélio Procópio: 30’40

12º – José Carlinhos (53) – Assis: 30’45

13º – Francisco S. Moura (61) – Quatá: 30’50

14º – Rubens Alves Santos (48) – Florínea: 31’30

15º – Bruno Conti (32) – Cornélio Procópio: 32’00

16º – Renan Aurélio (17) – Maracaí: 32’20

17º – Ronaldo Simeão (38) – Assis: 32’30

18º – Marcos J. Silva (47) – Tarumã: 32’50

19º – José Leandro (58) – Assis: 32’50

20º – Vinícius Felício Silva (30) – Assis: 33’10

21º – Bráulio Júnior (23) – Tarumã: 33’19

22º – Horácio Santos (62) – Assis: 33’29

23º – Rubens Simonetti (48) – Pedrinhas Pta.: 33’33

24º – André Luiz Dias (27) – Assis: 33’50

25º – Raul Souza (39) – Assis: 33’51

26º – Dulcinei Ap. Viana (32) – Quatá: 34’40

27º – Renan Bastos Dias (26) – Assis: 35’00

28º – Valdecir Inocente (55) – Assis (ESPECIAL) : 35’20

29º – Silvano Borel (33) – Assis (ESPECIAL) : 35’21

30º – Hugo Rocha (25) – Pedrinhas Pta.: 35’27

31º – Luís A. Mânfio Jr. (56) – Assis: 35’45

32º – Lucas Melo (14) – Assis: 36’40

33º – Matheus H. Soares (24) – Assis: 36’45

34º – Mauri Bueno (50) – Assis: 36’50

35º – Reginaldo Zandonade (46) – Cruzália: 37’25

36º – Diego Faustino (28) – Assis: 38’45

37º – Erivelton Ap. Gonçalves (30) – Assis: 38’52

38º – Antônio C. Galvão Melo (55) – Assis: 39’06

39º – Luis Henrique da Silva (36) – Assis: 39’20

40º – Sérgio Moreira (32) – Cornélio Procópio: 39’50

41º – Fábio dos Santos (30) – Assis: 40’30

42º – Sérgio Augusto Lins (49) – Assis: 40’35

43º – Kaíke Badar (35) – Assis: 41’00

44º – Juliano César Lima (41) – Assis: 41’29

45º – João Paulo Barbosa (36) – Assis: 41’37

46º – Fernando Pasuareli (47) – Assis: 41’40

47º – Carlos Azevedo (37) – Assis: 41’50

48º – Marcelo Eduardo (48) – Assis 42’00

49º – Giovandro Fábio (30) – Assis: 43’00

50º – Eduardo Salomão (47) – Paraguaçu Pta.: 44’35

FEMININO

1ª – Helenice P. Souza (38) – Paraguaçu Pta.: 30’00

2ª – Rosana Souza Godinho (39) – Assis: 31’10

3ª – Tatiane Machado (30) – Assis: 36’47

4ª – Célia J. da Silva (46) – Assis: 39’10

5ª – Marlete Moreira (59) – Maracaí: 39’55

6ª – Nayara Moraes (27) – Assis: 40’00

7ª – Poliana Soller (25) – Assis: 40’15

8ª –  Kelly Salomão (48) – Paraguaçu Pta.: 43’05

9ª – Mayara Pavanato (29) – Assis: 43’55

10ª – Maria do Rosário Lima (59) – Assis: 44’50

11ª – Roberta Moscheto (28) – Assis: 46’00

12ª – Katiúscia Dalcorso (30) – Assis – 46’15

13ª – Cristiane Toledo Mânfio (50) – Assis: 47’10

14ª – Ana Paula Silva (50) – Assis: 47’30

15ª – Maria de Fátima Moscheto (52) – Assis: 49’23

16ª – Jaqueline Lima (30) – Assis: 52’40

17ª – Sandra Fernandes Azevedo (43) – Assis: 57’48

18ª – Josiane Melo (53) – Assis: 57’50

19ª – Isadora Gardim (17) – Assis: 57’58

Continue lendo

Futebol

Esquema de segurança funciona e evita brigas na final da Libertadores

Publicado em

Agência Estado

O esquema de segurança organizado pela Polícia Nacional Espanhola e que contou com a cooperação de policiais argentinos conseguiu evitar grandes confrontos entre torcedores do River Plate e do Boca Juniors, neste domingo, antes e durante a final da Copa Libertadores, disputada em Madri. Antes da partida, foram registrados apenas princípios de confusão em pontos isolados da capital espanhola.

Um dos momentos de tensão ocorreu na noite de sábado, quando cerca de mil torcedores do River se concentraram na Puerta del Sol, um dos locais mais famosos de Madri. Torcedores do Boca que estavam no local foram dispersados.

Ao todo, o Superclássico contou com cerca de quatro mil profissionais de segurança, entre eles, 2.054 policiais. Antes do jogo, as autoridades locais criaram uma barreira para separar os torcedores, que foram escoltados pela polícia. O som dos helicópteros da polícia se misturava à cantoria argentina. Para entrar no estádio, foi realizado um controle de acesso rigoroso, com duas revistas e vários pontos de checagem.

O forte policiamento é reflexo do ocorrido em 24 de novembro, data em que seria a segunda partida da final, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires. O ônibus do Boca Juniors foi alvo de pedradas antes de acessar o estádio e a partida acabou adiada.

Depois de dias de entrave, a Conmebol escolheu Madri como local do jogo decisivo. Nos dias anteriores ao confronto, a Espanha deportou pelo menos dois torcedores “barras bravas” argentinos e fez várias reuniões de planejamento.

Neste domingo, os dois times argentinos empataram por 1 a 1 no tempo normal. Na prorrogação, o River virou o placar e venceu por 3 a 1.

Continue lendo
Banner Star Som
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas