Fique conectado

Esporte

Prefeitura e On Centro Integrado firmam parceria visando 63º Jogos Regionais

Publicado em

115

Prefeitura e On Centro Integrado firmam parceria visando 63º Jogos Regionais

A Prefeitura de Assis, através da Secretaria Municipal de Esportes, firmou parceria com a On Centro Integrado De Evolução Corporal para treinamentos específicos de fundamentos da ginástica artística para que a cidade cresça na modalidade e faça um bom papel nos 63º Jogos Regionais em que Assis será sede.

A parceria foi firmada com a presença do secretário Municipal de Esportes, Sílvio Nogueira Bahia, professora responsável pelas aulas, Larissa de Oliveira Gonçalves, e o gerente responsável pela preparação física, Henrique Silva.

Serão beneficiados 6 atletas do juvenil feminino e 6 atletas do adulto masculino com treinos três vezes na semana. O masculino continuará usando o Parque Buracão para outros fundamentos de treino.

O secretário Silvio Nogueira Bahia acredita que ainda esse ano consiga um local e aparelhos para treinos específicos na modalidade de ginástica artística para incorporar ao projeto de iniciação esportiva e com isso formar novos talentos no esporte.

Lutas

Jiu Jitsu de Cândido Mota se destaca em competição em Bauru

Equipe conseguiu resultados expressivos no Circuito Interior que aconteceu no último dia 10, no ginásio da Associação Desportiva da Polícia Militar.

Publicado em

De O Diário do Vale
Jiu Jitsu de Cândido Mota se destaca em competição em Bauru

A Equipe de Jiu Jitsu de Cândido Mota (SP) acaba de conseguir resultados expressivos no Circuito Interior que aconteceu no último dia 10, no ginásio da Associação Desportiva da Polícia Militar, em Bauru.

Os atletas Lucas Prando, faixa roxa, e Luiz Henrique Marques, faixa azul, ambos da categoria adulto, de 18 a 30 anos, foram vice-campeões em suas categorias. Prando competiu com 12 atletas, em quatro lutas, e perdeu a final. Já Marques disputou com 10 atletas, em quatro lutas, perdendo apenas a final.

A competição reuniu 20 cidades, inclusive do Mato Grosso, e cerca de 700 atletas. Foi o primeiro grande evento de jiu jitsu da temporada. A próxima disputa será no campeonato brasileiro, que acontece no fim do mês de abril em Barueri, na Grande São Paulo.

Jiu Jitsu de Cândido Mota se destaca em competição em Bauru

O treinador Anderson Oliveira, o ‘Tim’, que também é árbitro da federação, trabalhou na competição de Bauru. A comissão técnica de Cândido Mota é composta ainda por Vilma Araújo e Danilo Caetano. “Foi uma competição muito difícil, com muitos participantes. E nossos atletas se destacaram em suas categorias. É mais uma prova de que estamos no caminho certo. A nossa equipe treina muito, com foco nas competições. E os resultados estão vindo. A cada competição, a resposta tem sido sempre muito positiva. Parabéns aos nossos atletas, pela dedicação e empenho nos treinamentos e pelos excelentes resultados obtidos”, disse o treinador ‘Tim’.

Jiu Jitsu de Cândido Mota se destaca em competição em Bauru

Ele lembrou que no Circuito Interior de Jiu Jitsu, a equipe cândido-motense teve o patrocínio do vereador Lu Zanchetta, do vice-prefeito José Angelo Franciscatto, de Dide Salgados e de Max Motos. O time tem também o apoio do Centro de Treinamento Mateus Silva e Lino Barros, do Centro de Treinamento Max Forma e do jornal, portal e TV O Diário do Vale. “Agradecemos primeiramente a Deus, por nos capacitar a cada dia, aos nossos patrocinadores, apoiadores, professores, enfim, a todos que direta ou indiretamente estão conosco nessa caminhada. Muito obrigado a todos”, completou o treinador Anderson ‘Tim’.

Continue lendo

Futebol

Morre Gordon Banks, autor da maior defesa do futebol

Publicado em

Agência Estado

O ex-goleiro é conhecido por ter feito aquela que é considerada a maior defesa da história do futebol.

Gordon Banks, campeão do mundo pela Inglaterra em 1966, morreu nesta terça-feira. O ex-goleiro é conhecido por ter feito aquela que é considerada a maior defesa da história do futebol, em lance protagonizado ao impedir um gol de cabeça de Pelé, na Copa de 1970. Sem especificar as causas da morte, o Stoke City, clube que defendeu entre 1967 a 1972, confirmou a informação: “Nós estamos devastados em perdê-lo, mas temos tantas boas memórias e não poderíamos ter mais orgulho dele.”

Banks estava com 81 anos. O goleiro foi titular em todos os jogos da única conquista de Copa do Mundo da Inglaterra, em 1966, o que incluiu a final contra a então Alemanha Ocidental, vencida por 4 a 2, na prorrogação. Já em 1970, a equipe não foi além das quartas de final, quando caiu para os alemães ocidentais – o jogo da defesa histórica no cabeceio de Pelé foi válido pela fase de grupos e terminou com vitória brasileira por 1 a 0, graças a um gol de Jairzinho.

No total, Banks disputou 73 jogos por sua seleção nacional, o que incluiu, também, a participação na Eurocopa de 1968. Um dos maiores nomes da história da sua posição ao lado de lendas como Yashin e Zoff, Banks foi eleito o melhor goleiro do ano em seis oportunidades pela Fifa.

Ele defendeu o Chetersfied, o Leicester e o Stoke na sua carreira na Inglaterra, tendo sido campeão da Copa da Liga Inglesa em duas oportunidades, em 1964 e 1972. Sua carreira, porém, foi atrapalhada por um acidente de carro em 1972, que lhe tirou a visão de um dos olhos. Fora do futebol inglês, teve passagens por Cleveland Stokers e Fort Lauderdale Strikers, ambos nos Estados Unidos, o Hellenic, na África do Sul, e o St Patrick’s Athletic, na Irlanda.

Em 2015, foi revelado que Banks realizava tratamento contra câncer renal. Apesar disso, a causa da sua morte não foi detalhada pelo Stoke. “É com grande tristeza que anunciamos que Gordon faleceu tranquilamente durante a noite”, afirmou o Stoke.

Continue lendo

Futebol

Ar condicionado do CT do Flamengo tinha ‘gambiarra’, diz depoimento

Publicado em

Agência Estado
Incêndio atingiu o CT Ninho do Urubu, alojamento do Flamengo (Foto: Reginaldo Pimenta/Raw Image/Folhapress)

Uma reportagem veiculada na noite deste domingo pelo programa Fantástico, da TV Globo, informou que um dos sobreviventes do incêndio que matou dez jogadores da base do Flamengo afirmou em seu depoimento aos investigadores da Polícia Civil que havia uma espécie de “gambiarra” em um dos aparelhos de ar-condicionado do alojamento em que viviam – seis contêineres transformados em dormitórios e que ficavam em uma parte do CT Ninho do Urubu que deveria ser um estacionamento.

Ainda na noite deste domingo, o jornal O Globo noticiou que uma análise preliminar constatou que as chamas tiveram início a partir de um curto-circuito no ar-condicionado do alojamento seis – ainda não há a certeza de que os aparelhos citados por Fantástico e pelo site são os mesmos.

De acordo com o sobrevivente da tragédia, o aparelho de ar-condicionado seria menor do que o buraco na parede. O espaço que sobrou teria sido preenchido com pedaços de madeira, plástico bolha e espuma. O programa procurou um especialista em segurança para comentar a reportagem.

Moacyr Duarte afirmou que isso pode ter contribuído para que o ar entrasse por frestas na parede e alimentasse as chamas. “Esse tipo de ar-condicionado tem a parte do condensador fora do ambiente, ele passa exatamente sobre o sanduíche do material isolante. Temos um acabamento padrão de alumínio, que tem característica de resistência de passagem de calor. Se não houvesse isso ou se tiver a possibilidade da chama gerada entrar em contato com o material que está dentro do sanduíche, o que vai acontecer é que vai estabelecer uma queima semelhante a um forno de carvão. Ou seja, uma queima com muito pouco ar”, contou

“À medida que vai tendo a evolução da linha de queima para cima, você vai puxando o ar pelas frestas. Isso vai alimentando aquela combustão lenta até que, quando chegar na extremidade da junção de placa, o próprio calor gerado começa a dilatar as frestas e o ar entra”, prosseguiu o especialista.

Nos contêineres onde os atletas do Flamengo viviam, as paredes eram feitas com duas chapas de metal e o espaço entre elas é preenchido com espuma de poliuretano, que, em tese, deveria funcionar como isolante térmico e cáustico. Em nota oficial enviada ao Estado na tarde deste domingo, 10, o clube carioca afirma que “os contêineres que incendiaram na sexta-feira no CT do clube não continham material que favorecesse a propagação de chamas”, já que o material usado entre as placas de metal das paredes do dormitório possuiriam “característica auto-extinguível”.

Contudo, ao entrar em contato com o fogo, o poliuretano provoca fumaça e libera gás cianeto, substância extremamente tóxica, que provoca asfixia química e morte em quem o inala. Os sobreviventes afirmaram aos investigadores que tiveram muita dificuldade para acordar e para despertar os outros atletas e sentiam-se como se estivesse desmaiados.

MONITORES

Outro problema apontado pelo programa foi que havia apenas um monitor de plantão para tomar conta dos 24 jovens que dormiam no local. O Conselho Nacional da Criança e do Adolescente prevê que é necessário um tutor para cada dez menores. Além disso, a legislação exige a presença de uma equipe noturna acordada e atenta a eventuais problemas.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas