Fique conectado

Esporte

37ª Prova Pedestre ‘Padre Beline’ será domingo, com largada às 8h

Evento é realizado em homenagem ao ex-pároco do bairro.

Publicado em

760

37ª Prova Pedestre 'Padre Beline' será domingo, com largada às 8h

37ª Prova Pedestre ‘Padre Beline’
será domingo, com largada às 8h

Acontece neste próximo domingo, dia 1º de dezembro, com largada às 8 horas, em frente ao barracão da Escola de Samba Unidos da Vila Operária, na rua Tibiriçá, número 1, a 37ª edição da Prova Pedestre ‘Padre Beline’, em homenagem ao ex-pároco do bairro, Padre Aloísio Beline, que morreu na Itália, em 4 de maio de 1.996.

Organizada por voluntários da agremiação carnavalesca desde a primeira edição, em 1.983, a competição, este ano, contará com o apoio da Secretaria Municipal de Esportes de Assis e uma inédita parceria com a empresa TV Com Running, especializada na organização de eventos esportivos.
Graças à essa união de forças, os atletas receberão um kit composto de numeração personalizada e chip eletrônico para controlar os passos durante o trajeto de 7 km, facilitando na conferência, classificação e verificação do tempo alcançado pelo atleta durante o percurso.

Para cobrir as despesas com a estrutura, logística da prova e equipe de profissionais, a empresa está recebendo uma taxa simbólica de R$ 20,00 nas inscrições antecipadas, que podem ser feitas até às 24 horas de sexta-feira, dia 29, pelo seguinte endereço eletrônico: www.tvcomrunning.com.br
Até uma hora antes da largada também será possível se inscrever, comparecendo ao local da prova com um documento de identidade.

A mudança de concentração, saída e chegada dos atletas, da praça São José Operário, em frente a igreja da vila Operária, para o ‘Barracão do samba’, foi planejada visando garantir maior comodidade, segurança e conforto aos competidores.

O local, além de ser coberto, oferece sanitários para troca de vestimentas e será possível, até mesmo, iniciar o aquecimento. Também haverá uma mesa preparada para o consumo de frutas.
No espaço coberto e protegido de chuva ou vento serão instalados os computadores e equipamentos eletrônicos para a conferência e classificação dos atletas.

TRAJETO
O percurso sofreu pouca mudança em relação às edições dos últimos anos. Os atletas largam em frente ao próprio barracão, cruzam a linha férrea e viram à esquerda na rua Teixeira de Camargo, onde seguirão até a praça São Benedito.

Na praça, eles viram à direita e percorrerão a rua Espírito Santo até chegarem ao estádio Tonicão. Na rua Antônio Zuardi, eles passam em frente ao estádio e à escola Sesi, continuam no prolongamento da rua Orozimbo Leão de Carvalho, entram na rua Expedicionários até chegarem à rua São Pedro, onde viram à direita para ingressarem e percorrerem toda a extensão da avenida Mário de Vitto, no Parque Universitário.

Quando concluírem o trecho mais cansativo, de maior subida, e chegarem à avenida Dom Antônio, os atletas encontrarão um ponto de distribuição de água para se hidratarem.
Os corredores seguem a avenida Dom Antônio até a rua André Perine, onde haverá outro ponto de hidratação.

Os atletas descerão a rua André Perine até a Orozimbo Leão de Carvalho e contornarão o Parque Ecológico João Domingos Coelho ‘Parque Buracão’, cruzando a Travessa ‘Padre Beline’.
Finalmente eles entram na reta final, subindo a rua Joaquim Murtinho, passando ao lado da Praça São José Operário e retornando ao barracão na rua Tibiriçá, onde acontecerá a premiação aos vencedores.
Serão exatamente sete quilômetros, totalmente sinalizados com flechas indicativas de direção, demarcadas no asfalto.

PREMIAÇÃO
Os campeões da Prova Padre Beline, no masculino e feminino, além de troféus, receberão um prêmio em dinheiro de R$ 108,00. O curioso valor é para simbolizar a idade que o homenageado estaria completando neste ano. O líder religioso do PIME nasceu no dia 5 de novembro de 1911 e viveu mais de 35 anos à frente da paróquia São José Operário, na vila Operária, em Assis. Também passou pela bairro Bonfim.

Os segundos lugares da prova, entre homens e mulheres, receberão a importância de R$ 70,00 e os terceiros colocados a quantia de R$ 50,00.

Haverá premiação em troféus por categorias, divididas por faixas etárias, e medalhas de participação aos inscritos que concluírem o percurso.

Esporte

Assisense goleia e segue vivo na Copa São Paulo

Time da casa cravou 5 gols, contra 0 do adversário.

Publicado em

Assessoria
Assisense goleia e segue vivo na Copa São Paulo (Foto: Departamento de Comunicação)
Assisense goleia e segue vivo na Copa São Paulo (Foto: Departamento de Comunicação)

Jogando na quente tarde de segunda-feira, 6, no Estádio Tonicão, o Assisense goleou a equipe do Dimensão Saúde pelo placar de 5 a 0 em partida válida pela segunda rodada do grupo 3 da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Os gols foram marcados por Aber, Ramon e Genésio no primeiro tempo e completaram na etapa final Paulo Neto e João Lucas.

Agora, o time de Assis soma 3 pontos e está na segunda posição. O Botafogo-SP, que venceu os assisenses na primeira rodada, está na liderança com 4 pontos. O último e decisivo confronto será na quinta-feira, 9, contra o Atlético Goianiense às 15h15 no Tonicão.

Continue lendo

Esporte

Assisense faz hoje seu segundo jogo na copinha

Time foi derrotado na primeira rodada.

Publicado em

O Assisense faz na tarde desta segunda-feira (6), às 13h seu segundo jogo pela Copa São Paulo de Juniores no estádio Municipal Antônio Viana da Silva, o ‘Tonicão’.

Na primeira rodada, realizada na última sexta-feira (03) o time foi derrotado por 3 a 0 pelo Botafogo e precisa de um bom resultado hoje contra o Dimensão Saúde para sonhar com a segunda fase.

Todas as partidas do Grupo 3 acontecem no estádio Tonicão, em Assis.

Edy Junior Silva/Assisense

Edy Junior Silva/Assisense

Continue lendo

Esporte

Melhor brasileiro na São Silvestre, Paraguaçuense festeja volta por cima após abandono em 2018

Daniel Ferreira do Nascimento, que é de Paraguaçu Paulista, mas corre por equipe de Bauru (SP), chegou na 11ª colocação e relembrou a decepção sofrida na prova do ano passado.

Publicado em

TV Globo/Reprdução
TV Globo/Reprdução

A 95ª edição da Corrida de São Silvestre, disputada na manhã desta terça-feira, em São Paulo, foi especial para o Centro-Oeste Paulista, que festejou o resultado do atleta Daniel Ferreira do Nascimento, de Paraguaçu Paulista, o melhor brasileiro na classificação geral. Daniel Nascimento, de 21 anos e que corre por uma equipe de Bauru, largou no pelotão de elite e chegou na 11ª colocação, com o tempo de 46min32s.

A prova foi vencida de forma espetacular pelo queniano Kibiwott Kandie, que cruzou a linha de chegada com o tempo de 42min59s, após uma arrancada nos metros finais para ultrapassar Jacob Kiplimo, de Uganda. A marca anterior, de 1995, pertencia a Paul Tergat, com 43min12s.

Com o troféu pela 11ª posição na prova desta terça-feira, Daniel Nascimento relembrou seu abandono na edição do ano passado — Foto: Arquivo pessoal

Com o troféu pela 11ª posição na prova desta terça-feira, Daniel Nascimento relembrou seu abandono na edição do ano passado — Foto: Arquivo pessoal

Após a entrevista coletiva, Daniel Nascimento aproveitou para agradecer os torcedores de Paraguaçu Paulista e de Bauru, e relembrou a decepção sofrida na prova do ano passado, quando precisou abandonar antes da chegada.

– No ano passado acabei abandonando, mas agora eu estava muito bem preparado e confesso que foi muito gratificante poder ser o melhor brasileiro nesta tradicional prova – disse o atleta enquanto exibia seu troféu na sala de entrevistas.

Para a prova deste ano, o corredor paraguçuense chegou com o grande desafio de quebrar a má fase dos atletas brasileiros, que não vencem a maior corrida de rua da América de Sul desde 2010, ano em que Marílson Gomes dos Santos sagrou-se tricampeão – antes, havia vencido em 2003 e 2005.

Daniel Nascimento sequer figurava entre as principais “promessas” brasileiras, numa lista que tinha nomes como Daniel Chaves da Silva, top 15 na Maratona de Londres deste ano e garantido na qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, e Wellington Bezerra, 18º na Maratona de Hamburgo e vice da Maratona Internacional de São Paulo, em 2018.

O paraguaçuense Daniel Nascimento (nº 58) largou no pelotão de elite ao lado de atletas estrangeiros — Foto: TV Globo/Reprodução

O paraguaçuense Daniel Nascimento (nº 58) largou no pelotão de elite ao lado de atletas estrangeiros — Foto: TV Globo/Reprodução

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas