Fique conectado

Futebol

Kaká volta à seleção “quase invisível” e diz não conhecer pessoalmente Neymar e muitos outros

Durante o período dos amistosos, Kaká passará pela situação curiosa de conhecer jogadores que cresceram vendo-o jogar.

Publicado em

39

Não houve festa para a volta de Kaká. Sem a presença de torcedores ou mesmo curiosos e diante de um número de jornalistas demasiadamente tímido para o “”circo”” da seleção brasileira, o meia do Real Madrid reiniciou sua história com a camisa amarela ao adentrar no início da tarde dessa segunda-feira o saguão do hotel Radison Blu de Wroclaw.

Kaká no hotel na chegada da seleção brasileira à Polônia

E reforçou o tom da chegada ao desconversar diante de perguntas sobre a extensão de seu retorno à seleção para os jogos contra o Iraque e o Japão, os primeiros desde a partida contra a Holanda, pelas quartas-de-final da Copa do Mundo de 2010. Para o jogador do Real Madrid, o momento é de uma cautela alegre.

“”É preciso ter calma. Não dá para pensar em Copa do Mundo agora num momento em que estou voltando depois de dois anos e meio longe da seleção. Mas é um recomeço e estou feliz por voltar.””, afirmou o jogador.

Apesar de ter se livrado das seguidas lesões que desde antes do último Mundial afetaram sua forma física e técnica, Kaká ainda não conseguiu se firmar na equipe principal do Real Madrid, ao ponto de ter atuado por apenas 10 minutos no clássico de domingo contra o Barcelona (empate de 2 a 2 no Camp Nou). Ele também tem atuado em uma posição mais avançada do que costumava jogar na seleção anteriormente.

No entanto, o jogador minimizou os potenciais problemas, ainda que também tenha feito questão de baixar expectativas.

“Sinto-me bem fisicamente e tecnicamente. Não tenho lesão há quase um ano, venho treinando bem e conseguindo mais oportunidades no Real. Estou chegando para dividir a responsabilidade. A seleção está com jogadores novos, mas que já têm um peso forte. O grupo tem potencial para ser vencedor””, explicou o agora veterano da seleção (30 anos), que fora chamado por Mano no final de 2011 para os amitosos contra Gabão e Egito, mas acabou cortado por conta de uma lesão muscular.

Durante o período dos amistosos, Kaká passará pela situação curiosa de conhecer jogadores que cresceram vendo-o jogar. Inclusive aquele que é o maior ídolo da seleção de agora: Neymar.

“”Muitos eu não conheço pessoalmente. O Neymar, por exemplo, não o conheço. Já tive com o Lucas quando visitei o São Paulo recentemente. Venho numa situação diferente de quando cheguei à seleção pela primeira vez e encontrei alguns dos meus ídolos””, analisou Kaká, que deverá começar jogando pelo menos uma das partidas, de acordo com que o treinador Mano Menezes disse há duas semanas quando anunciou a convocação.

A seleção enfrenta o Iraque na quinta-feira, em Malmo, na Suécia, e na terça mede forças com o Japão, em Wroclaw.

Publicidade

Esporte

Segundona: Trocas do Futebol Sustentável ‘bombam’ em Assis para VOCEM e Itapirense

No momento, os donos da casa estão na lanterna do Grupo 7, com um ponto, enquanto os visitantes ocupam o segundo lugar, com cinco.

Publicado em

Do Futebol Interior
Segundona: Trocas do Futebol Sustentável 'bombam' em Assis para VOCEM e Itapirense (Foto: Divulgação)
Segundona: Trocas do Futebol Sustentável 'bombam' em Assis para VOCEM e Itapirense (Foto: Divulgação)

As trocas do Programa Futebol Sustentável em Assis estão ‘bombando’. Dos 2 mil ingressos disponíveis pela ação para o duelo entre VOCEM e Itapirense, pela quarta rodada da segunda fase da Segundona Paulista, 500 já foram trocados. No domingo, às 10 horas, as equipes se enfrentam no estádio Antônio Viana da Silva, o Tonicão.

No momento, os donos da casa estão na lanterna, com um ponto, enquanto os visitantes ocupam o segundo lugar, com cinco. Fernandópolis, com cinco, e Catanduva, com três, completam o Grupo 7. Na segunda fase, os dois primeiros colocados de cada chave mais os quatro melhores terceiros gerais avançam à próxima etapa.

É sempre um prazer voltar para cá, onde somos bem recebidos. Importante sempre ressaltar a figura do presidente Reinaldo Carneiro Bastos, que não mede esforços para auxiliar o Interior. Não seria diferente agora, com a competição afunilando”, contou o empresário Edivaldo Ferraz, da E&L Marketing Esportivo.

O ‘Sustentop’ vem aparecendo com frequência nesta Segundona Paulista. O Alonsão, em Tupã, e o Virgínio Holtz, em Itararé, já receberam o projeto. No próximo domingo, o ‘Sustenshow’ também estará presente em Flamengo x São José, no Antônio Soares de Oliveira, o Ninho do Corvo, em Guarulhos.

É SUSTENSHOW

O Programa Futebol Sustentável é idealizado pelo presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, e executado pela E&L Marketing, empresa administrada por Edivaldo Ferraz.

Vale lembrar como funciona: para adquirir um ingresso, basta levar duas garrafas pets aos postos de troca. Todo material de reciclagem é destinado a uma cooperativa ou entidade da cidade que recebe a partida.
Desde 2016, o projeto já tirou mais de 4 milhões de garrafas plásticas do meio ambiente. Assim, cerca de 2 milhões de torcedores já foram aos estádios paulistas, especialmente no Interior, através da ação.

“O que estiver a nosso alcance para que a torcida possa ir aos campos, que cada vez mais famílias frequentem os estádios paulistas, a Federação, enquanto eu presidir a entidade, vai fazer. O Futebol Sustentável é mais uma prova de como nossa gestão tem funcionado”, disse Reinaldo Carneiro Bastos.

Divulgação

Continue lendo

Esporte

Tite conquista primeiro título usando experiência e abre caminho para renovação do Brasil

Publicado em

Do AssisNews

Após conquistar o primeiro título como treinador da Seleção Brasileira, Tite deve começar a trazer algumas novidades na lista de convocados. O treinador disputou a Copa América com alguns nomes experientes, como Daniel Alves e Fernandinho, que não devem disputar o Mundial de 2022. A ideia era fazer o Brasil voltar a ser campeão, após quase seis anos, e só depois dar chance para os mais jovens. Até agora, o plano do treinador tem funcionado perfeitamente, mas a parte complicada será neste segundo semestre.

Sem partidas oficiais até o final do ano, a Seleção Brasileira já confirmou dois amistosos, nos Estados Unidos, em setembro. O primeiro confronto será contra a Colômbia, no dia 7, e o segundo contra o Peru, no dia 11, relembrando a final da Copa América. Esses jogos devem ganhar alguma atenção do público, principalmente pela lista de convocados de Tite. Será a primeira, depois da conquista continental, que o treinador junta o elenco.

Por ter usado muitos jogadores acima dos 34 anos, Tite agora promete uma renovação no elenco pensando no Mundial de 2022. Logo após a conquista da Copa América, ele já mostrou que a tarefa não será fácil. Disse que uma nova equipe será construída, com novos atletas, e que até lá será complicado realizar a lista de convocados. Como exemplo, ele citou o surgimento de Everton como titular e um dos grandes nomes dentro de campo.

A pressão em cima do treinador será alta, principalmente após o título conquistado. A Seleção Brasileira tem sido colocada como principal candidata ao título da Copa do Mundo no Catar, principalmente por jornalistas e algumas cotações de apostas de futebol. No dia 21 de julho, o Brasil aparecia na frente de Alemanha e França, com 18,2% de chance de conquista, na corrida pela taça do Mundial. Ou seja, expectativa e favoritismo lá no alto.

Bons nomes

Com bastante moral e números positivos desde que assumiu, a vida de Tite na Seleção volta a ter uma tranquilidade maior. Já são 42 partidas no comando, onde conseguiu 33 vitórias, sete empates e apenas duas derrotas. Um aproveitamento de 84,1% que só é manchado pela eliminação no Mundial da Rússia, após revés de 2 a 1 contra a Bélgica. Uma queda que será usada como aprendizado para os próximos anos.

Alguns dos nomes que jogaram a Copa de 2018, e foram campeões continentais agora, devem dar espaço para jovens que estão cada vez mais aparecendo. Éder Militão, Vinícius Júnior, Paulinho, Everton e Rodrygo são apenas alguns nomes que podem aparecer na lista de convocados dos próximos amistosos. Serão atletas que vão ganhar experiência até março de 2020, quando começa os jogos das Eliminatórias.

O Brasil ainda tem Neymar, que não jogou a Copa América por lesão. O dono da camisa 10 virou uma incógnita por conta dos problemas físicos e, principalmente, os problemas fora de campo. Apesar de todo o potencial de jogar com o craque, a dependência do time por ele diminuiu. Isso é ótimo, pois caso ele volte a atuar como antigamente, Tite vai ter em mãos um elenco de dar inveja. Assim, a Seleção vai sendo montada aos poucos para realizar o sonho do hexa.

Continue lendo

Esporte

Assisense recebe Independente-SP buscando sair da lanterna do Grupo 8 da Segundona

Time de Assis soma até agora apenas um ponto em dois jogos válidos pela segunda fase da competição.

Publicado em

Do G1
Assisense recebe Independente-SP buscando sair da lanterna do Grupo 8 da Segundona (Foto: Wendell Giuli/Cedida)

Assisense e Independente-SP se enfrentam nesta segunda-feira, às 15h, no Tonicão, em partida válida pela segunda fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão – equivalente à quarta e última divisão estadual.

Só a vitória interessa para o time de Assis. Afinal, com apenas um ponto no Grupo 8, o Assisense está na lanterna da chave e em caso de vitória contra o Independente-SP (e dependendo do saldo de gols) poderá fechar a rodada dentro da zona de classificação à próxima fase.

Com quatro pontos, o Independente-SP aparece na segunda posição no Grupo 8. Até agora, o time venceu o Francana, por 1 a 0, na rodada de estreia da segunda fase da competição e depois empatou sem gols com o Andradina.

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas