Fique conectado

Futebol

É a hora do Verdão de Kleina mostrar sua força

Desde a chegada do treinador, o time alviverde tem três vitórias em três jogos

Publicado em

87

Os 17 pontos que separam o São Paulo do Palmeiras na classificação sugerem um amplo favoritismo são-paulino no clássico deste sábado, a partir das 16 horas, no Morumbi. Mas a frieza dos números esconde o atual momento das equipes. O dono da casa ainda não apresentou uma regularidade digna de um time que ocupa o alto da tabela e o visitante chega fortalecido com três vitórias – duas no Brasileirão e uma na Copa Sul-Americana – sob o comando do técnico Gilson Kleina.

Se bater o São Paulo – e encerrar um jejum de dez anos sem vitórias sobre o rival no Morumbi -, o Palmeiras ultrapassa o Sport, chega à 17ª posição e fica no limite da zona da degola. Hoje ninguém mais duvida de que é possível escapar do rebaixamento no Brasileirão.O ânimo revigorado do adversário ligou o sinal de alerta nos são-paulinos, que não podem pensar em outro resultado que não a vitória para não perder contato com o Vasco na briga pelo G4. Caso vença o clássico deste sábado, somando a um tropeço vascaíno diante do Atlético-GO em Goiânia, o São Paulo terá a possibilidade de entrar na zona de classificação para a Libertadores no confronto direto da próxima rodada, em São Januário.Partida complicada…
“Todo jogo contra o Palmeiras é complicado, independentemente da situação em que eles se encontram na tabela. Falamos de um clássico, de um grande time e sabemos que nunca teremos vida fácil. Precisamos estar ligados o tempo todo. Eles vêm em um momento de grande evolução com seu novo treinador. Acredito que será um jogo muito bonito de se ver”, analisou o lateral Cortez, um dos titulares do técnico Ney Franco no São Paulo.

A pressão já começou antes mesmo de a bola rolar. Os palmeirenses entraram com um protesto formal na CBF solicitando a troca do árbitro Paulo César de Oliveira, alegando que ele frequentemente prejudica a equipe. Temendo que as reclamações influenciem o árbitro, o São Paulo respondeu prontamente e criticou a atitude.

“O que foi feito pelo Palmeiras é coisa da década de 60, é mais antigo do que bola rolando. Todo esse ‘bafafá’ em relação ao árbitro é estratégia para influenciar a arbitragem. Ainda bem que é o Paulo, que considero um dos melhores árbitros do País e não será influenciado”, alfinetou Ney Franco.

Polêmicas à parte, o treinador do São Paulo resolveu abrir mão do sistema mais ofensivo e vai reforçar o meio-de-campo com o volante Wellington no lugar do meia Maicon. Lucas e Osvaldo atuarão mais recuados e caberá a Luis Fabiano, que volta de contusão, fazer os gols.

A baixa é o zagueiro Rhodolfo, que cumpre suspensão pela expulsão contra o Coritiba – Edson Silva fica com a vaga. Ciente da posição complicada do adversário na tabela, o treinador projeta usar o nervosismo como uma arma a seu favor. “Quando uma equipe está fragilizada em termos de pontuação, como é o caso do Palmeiras, pode-se perder o equilíbrio na partida. Não teremos um jogo fácil, a troca deles mexeu com a parte tática e técnica e estão motivados. Sabemos que se marcarmos bem mexeremos não só com a parte técnica e tática como também a emocional”, disse Ney Franco.

Do lado palmeirense, o projeto é conquistar no mínimo um empate para não quebrar a reação das últimas rodadas. Embora precise somar o máximo possível de pontos para não ampliar a angústia da luta contra o descenso, o julgamento é que somar ao menos um em território adversário não será mau negócio. “O melhor resultado é fazermos nossa missão, seja com vitória ou pontuando. O São Paulo está na parte de cima da tabela e tem números muito melhores, mas estamos numa crescente”, afirmou Gilson Kleina, que tenta conquistar sua quarta vitória consecutiva no comando do Palmeiras.

Respeito mútuo
Os dois treinadores sabem que do outro lado têm jogadores que podem decidir sozinhos o clássico deste sábado. No São Paulo, Ney Franco decidiu mexer no time para tentar frear as investidas de Valdivia, que está empolgado com a sequência de sete partidas consecutivas sem sofrer uma lesão, algo inédito no ano. Além disso, Marcos Assunção é um perigo na bola parada e Barcos já mostrou diversas vezes que sabe fazer gols como ninguém – contra o São Paulo, foram dois do argentino em dois jogos na temporada.

Já no Palmeiras, Gilson Kleina não deve mexer no esquema tático – o zagueiro Thiago Heleno (machucado) e o atacante Maikon Leite (suspenso) não jogam -, mas faz questão de alertar sua equipe para tomar cuidado com Luis Fabiano, por seu faro de gol, e com Osvaldo e Lucas pela velocidade e facilidade para driblar. “Não dá para marcar só um deles, todos vivem uma boa fase”, avisou o treinador.

Publicidade

Esporte

Segundona: Trocas do Futebol Sustentável ‘bombam’ em Assis para VOCEM e Itapirense

No momento, os donos da casa estão na lanterna do Grupo 7, com um ponto, enquanto os visitantes ocupam o segundo lugar, com cinco.

Publicado em

Do Futebol Interior
Segundona: Trocas do Futebol Sustentável 'bombam' em Assis para VOCEM e Itapirense (Foto: Divulgação)
Segundona: Trocas do Futebol Sustentável 'bombam' em Assis para VOCEM e Itapirense (Foto: Divulgação)

As trocas do Programa Futebol Sustentável em Assis estão ‘bombando’. Dos 2 mil ingressos disponíveis pela ação para o duelo entre VOCEM e Itapirense, pela quarta rodada da segunda fase da Segundona Paulista, 500 já foram trocados. No domingo, às 10 horas, as equipes se enfrentam no estádio Antônio Viana da Silva, o Tonicão.

No momento, os donos da casa estão na lanterna, com um ponto, enquanto os visitantes ocupam o segundo lugar, com cinco. Fernandópolis, com cinco, e Catanduva, com três, completam o Grupo 7. Na segunda fase, os dois primeiros colocados de cada chave mais os quatro melhores terceiros gerais avançam à próxima etapa.

É sempre um prazer voltar para cá, onde somos bem recebidos. Importante sempre ressaltar a figura do presidente Reinaldo Carneiro Bastos, que não mede esforços para auxiliar o Interior. Não seria diferente agora, com a competição afunilando”, contou o empresário Edivaldo Ferraz, da E&L Marketing Esportivo.

O ‘Sustentop’ vem aparecendo com frequência nesta Segundona Paulista. O Alonsão, em Tupã, e o Virgínio Holtz, em Itararé, já receberam o projeto. No próximo domingo, o ‘Sustenshow’ também estará presente em Flamengo x São José, no Antônio Soares de Oliveira, o Ninho do Corvo, em Guarulhos.

É SUSTENSHOW

O Programa Futebol Sustentável é idealizado pelo presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, e executado pela E&L Marketing, empresa administrada por Edivaldo Ferraz.

Vale lembrar como funciona: para adquirir um ingresso, basta levar duas garrafas pets aos postos de troca. Todo material de reciclagem é destinado a uma cooperativa ou entidade da cidade que recebe a partida.
Desde 2016, o projeto já tirou mais de 4 milhões de garrafas plásticas do meio ambiente. Assim, cerca de 2 milhões de torcedores já foram aos estádios paulistas, especialmente no Interior, através da ação.

“O que estiver a nosso alcance para que a torcida possa ir aos campos, que cada vez mais famílias frequentem os estádios paulistas, a Federação, enquanto eu presidir a entidade, vai fazer. O Futebol Sustentável é mais uma prova de como nossa gestão tem funcionado”, disse Reinaldo Carneiro Bastos.

Divulgação

Continue lendo

Esporte

Tite conquista primeiro título usando experiência e abre caminho para renovação do Brasil

Publicado em

Do AssisNews

Após conquistar o primeiro título como treinador da Seleção Brasileira, Tite deve começar a trazer algumas novidades na lista de convocados. O treinador disputou a Copa América com alguns nomes experientes, como Daniel Alves e Fernandinho, que não devem disputar o Mundial de 2022. A ideia era fazer o Brasil voltar a ser campeão, após quase seis anos, e só depois dar chance para os mais jovens. Até agora, o plano do treinador tem funcionado perfeitamente, mas a parte complicada será neste segundo semestre.

Sem partidas oficiais até o final do ano, a Seleção Brasileira já confirmou dois amistosos, nos Estados Unidos, em setembro. O primeiro confronto será contra a Colômbia, no dia 7, e o segundo contra o Peru, no dia 11, relembrando a final da Copa América. Esses jogos devem ganhar alguma atenção do público, principalmente pela lista de convocados de Tite. Será a primeira, depois da conquista continental, que o treinador junta o elenco.

Por ter usado muitos jogadores acima dos 34 anos, Tite agora promete uma renovação no elenco pensando no Mundial de 2022. Logo após a conquista da Copa América, ele já mostrou que a tarefa não será fácil. Disse que uma nova equipe será construída, com novos atletas, e que até lá será complicado realizar a lista de convocados. Como exemplo, ele citou o surgimento de Everton como titular e um dos grandes nomes dentro de campo.

A pressão em cima do treinador será alta, principalmente após o título conquistado. A Seleção Brasileira tem sido colocada como principal candidata ao título da Copa do Mundo no Catar, principalmente por jornalistas e algumas cotações de apostas de futebol. No dia 21 de julho, o Brasil aparecia na frente de Alemanha e França, com 18,2% de chance de conquista, na corrida pela taça do Mundial. Ou seja, expectativa e favoritismo lá no alto.

Bons nomes

Com bastante moral e números positivos desde que assumiu, a vida de Tite na Seleção volta a ter uma tranquilidade maior. Já são 42 partidas no comando, onde conseguiu 33 vitórias, sete empates e apenas duas derrotas. Um aproveitamento de 84,1% que só é manchado pela eliminação no Mundial da Rússia, após revés de 2 a 1 contra a Bélgica. Uma queda que será usada como aprendizado para os próximos anos.

Alguns dos nomes que jogaram a Copa de 2018, e foram campeões continentais agora, devem dar espaço para jovens que estão cada vez mais aparecendo. Éder Militão, Vinícius Júnior, Paulinho, Everton e Rodrygo são apenas alguns nomes que podem aparecer na lista de convocados dos próximos amistosos. Serão atletas que vão ganhar experiência até março de 2020, quando começa os jogos das Eliminatórias.

O Brasil ainda tem Neymar, que não jogou a Copa América por lesão. O dono da camisa 10 virou uma incógnita por conta dos problemas físicos e, principalmente, os problemas fora de campo. Apesar de todo o potencial de jogar com o craque, a dependência do time por ele diminuiu. Isso é ótimo, pois caso ele volte a atuar como antigamente, Tite vai ter em mãos um elenco de dar inveja. Assim, a Seleção vai sendo montada aos poucos para realizar o sonho do hexa.

Continue lendo

Esporte

Assisense recebe Independente-SP buscando sair da lanterna do Grupo 8 da Segundona

Time de Assis soma até agora apenas um ponto em dois jogos válidos pela segunda fase da competição.

Publicado em

Do G1
Assisense recebe Independente-SP buscando sair da lanterna do Grupo 8 da Segundona (Foto: Wendell Giuli/Cedida)

Assisense e Independente-SP se enfrentam nesta segunda-feira, às 15h, no Tonicão, em partida válida pela segunda fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão – equivalente à quarta e última divisão estadual.

Só a vitória interessa para o time de Assis. Afinal, com apenas um ponto no Grupo 8, o Assisense está na lanterna da chave e em caso de vitória contra o Independente-SP (e dependendo do saldo de gols) poderá fechar a rodada dentro da zona de classificação à próxima fase.

Com quatro pontos, o Independente-SP aparece na segunda posição no Grupo 8. Até agora, o time venceu o Francana, por 1 a 0, na rodada de estreia da segunda fase da competição e depois empatou sem gols com o Andradina.

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas