Barcos cumpre meta de gols, Palmeiras empata com o Botafogo e fica mais perto da Série B

O resultado deixa o Palmeiras com 33 pontos, quatro atrás do Bahia, mas ainda joga neste domingo, diante da Portuguesa.

Barcos comemora gol de empate do Palmeiras (Foto: Uol.com.br)

O Palmeiras dominou o jogo, teve mais finalização, mas só pôde mesmo contar com Hernán Barcos. O argentino fez dois gols, um deles aos 45 minutos do 2º tempo, cumpriu a meta de 27 tentos na temporada, mas não deu a vitória aos palmeirenses diante do Botafogo. O placar terminou no 2 a 2 graças ao brilho de outro gringo sul-americano. O uruguaio Lodeiro fez um gol e deu uma outra assistência para Elkeson.

O resultado deixa o Palmeiras com 33 pontos, quatro atrás do Bahia, que tem 37, mas ainda joga neste domingo, diante da Portuguesa. Já o Botafogo fica com 51 pontos e está a oito pontos do São Paulo, o primeiro time do G-4 que empatou com o Fluminense.

Na próxima rodada, o Palmeiras enfrenta o Fluminense, no domingo, às 17h, em Presidente Prudente. Já o Botafogo volta para o Rio de Janeiro para enfrentar a Portuguesa, às 19h30 de sábado.

O jogo deste domingo começou com as duas equipes dando liberdade nas intermediárias e reforçando a marcação apenas na chegada às áreas. A alternativa encontrada pelo Botafogo foi chutar de longe, com Fellype Gabriel, após jogada ensaiada de falta. Bruno espalmou para escanteio sem grandes dificuldades. A resposta palmeirense foi com a primeira infiltração pelo meio da área no jogo. Luan recebeu bola de Barcos e enfiou para Patrick Vieira. O jovem errou a finalização e colocou à esquerda de Jefferson.

No lance seguinte, um erro fatal de Maurício Ramos fez o time carioca abrir o placar. O zagueiro errou o passe e deu a bola nos pés de Andrezinho, que tocou para Bruno Mendes. O jovem atacante achou Lodeiro, que fez o gol após duas tentativas. Na primeira, ele chutou no pé da trave. No rebote a bola foi direto para a cabeça do uruguaio, que só tocou para balançar as redes. Sete minutos depois, o Palmeiras respondeu com gol de Barcos, que aproveitou desvio de Patrick Vieira em escanteio e só empurrou para empatar o placar.

No segundo tempo, o técnico Gilson Kleina mostrou logo aos 10 minutos que não estava satisfeito com o empate. Ele tirou Artur e colocou Maikon Leite, deslocando Wesley para a lateral direita. O resultado foi imediato e, em dois minutos, Luan teve duas chances de fazer o gol da virada após cruzamentos vindos da direita. O ditado de quem não faz toma, no entanto, veio à tona em Araraquara.

Maurício Ramos perdeu dividida com Lodeiro, que se levantou e cruzou na cabeça de Elkeson. O camisa 9, que acabara de entrar, ganhou de Juninho e cabeceou no chão, com poucas chances de defesa para Bruno. O Palmeiras voltou a responder rápido, mas dessa vez parou na trave. Maikon Leite aproveitou rebote da zaga e, de fora da área, chutou de chapa. A bola bateu no pé da trave direita de Jefferson. O camisa 7 voltou a quase balançar as redes após bom passe de Patrick Vieira. A bola parou no peito do arqueiro botafoguense. No rebote, Patrick furou a bola e deixou de fazer o gol mesmo com o goleiro fora da meta.

O Botafogo passou a só se defender com três zagueiros e apostava só no contra-ataque. O Palmeiras, por sua vez, passou a cruzar bolas e mais bolas na área. Aos 30, Barcos teve mais uma chance. O argentino dominou bola dentro da área, limpou um zagueiro e bateu forte. Em cima da linha, Márcio Azevedo afastou. A partir daí, o desespero tomou conta do Alviverde, que nada conseguia fazer com a precisão necessária.

#MAIS LIDAS DA SEMANA