Mesmo após confusão São Paulo é campeão da sul-americana

Argentinos acusam PM de ameaçá-los com armas de fogo no vestiário e se recusam a voltar para o gramado. Diante disso, arbitragem encerra a partida

Lucas levanta a taça de campeão da Sul-Americana (Foto: Gustavo Tilio / Globoesporte.com)

Em jogo tumultuado, São Paulo vence o primeiro tempo por 2 a 0 o Tigre da Argentina e é Campeão da Taça Sul-Americana em jogo interrompido no intervalo da partida. O clube brasileiro venceu o jogo por W. O e consequentemente o torneio.

O clima começou a esquentar quando o time brasileiro não quis permitir que o clube argentino aquecesse no gramado do Morumbi minutos antes da partida, o que gerou princípio de tumulto.

Em campo os jogadores do Tigre foram provocativos e agressivos. Mas, nada que comprometesse a integridade física dos jogadores e do jogo. Prova disto é que o São Paulo conseguiu aos 23 minutos do único tempo Lucas abriu o marcador e aos 27, Oswaldo ampliou o marcador, 2 a 0, placar final.

O camisa 7, Lucas, que levou uma cotovelada no decorrer do jogo, ao final da primeira e única etapa, provocou o jogador argentino e começou a confusão que segundo dirigentes argentinos se generalizou para o vestiário. Motivo que levou o clube do “hermanos” a não retornarem ao segundo tempo por terem sido agredidos por seguranças e militares nos vestiários, segundo informação do técnico do Tigre, Pipo Gorosito, ao jornal esportivo argentino “Olé”, inclusive com apresentação de revolveres.

Foi o jogo de despedida de Lucas que garantiu o título inédito a clube paulistano.

#MAIS LIDAS DA SEMANA