Barcos marca na estreia, mas Grêmio é dominado

Time chileno jogou melhor todo o primeiro tempo e frustrou estreia de André Santos e Barcos

Hernán Barcos estreou com gol, mas sem vitória no Grêmio. Em uma atuação com picos de pobreza criativa extrema, e com uma escalação sem entrosamento, o time gaúcho levou 2 a 1 do Huachipato-CHI em casa. Falcone e Braian Rodriguez marcaram para os visitantes e o centroavante argentino descontou de pênalti.

O jogo na Arena também ficou marcado por um apagão parcial nos refletores. Uma fileira de lâmpadas do novo estádio, bem na região central do gramado, desligou durante o intervalo e atrasou o início do segundo tempo em cerca de cinco minutos.

A derrota em Porto Alegre frustra completamente a expectativa da torcida. Empolgados com as chegadas de Welliton, André Santos e Barcos, os torcedores viram um time preso na marcação adversária, por vezes nervoso e sem criatividade.

Barcos estreou com gol na Arena (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

E no cenário ruim, o primeiro tempo foi tudo que havia de pior. Talvez pela entrada abrupta dos reforços, com menos de uma semana de clube, mas também com influência da marcação dos chilenos. Tanto que o Huachipato fez Marcelo Grohe trabalhar bastante.

Aos 17, nem Grohe foi capaz de evitar. Vargas errou passe no meio-campo e o Huachipato foi com tudo para frente. Reynero serviu Braian nas costas do estreante André Santos e o atacante cruzou para área. Sozinho na marca do pênalti, Falcone encheu o pé e abriu o placar.

A desvantagem deixou o Grêmio nervoso. Os erros se multiplicaram, as chegadas ao ataque ficaram ainda mais raras. Barcos foi pouco acionado, Vargas não conseguiu disparar uma vez sequer e a dupla Zé Roberto e Elano foi protocolar.

No vestiário, Vanderlei Luxemburgo decidiu tirar Adriano – um dos estreantes da noite, e ir para cima com tudo. Com Marcelo Moreno e um tridente ofensivo estrangeiro. O resultado inicial foi ruim. Aos 5, Braian Rodriguez se antecipou a Cris e cabeceou forte para o gol.

A reação do Grêmio foi tentar de qualquer jeito. E três minutos depois, em um bate-rebate na área, Barcos chutou e Contreras desviou com a mão. Pênalti. Na cobrança, o próprio atacante conferiu. Seu primeiro gol no novo clube e um fôlego novo para o time em campo. Na base da pressão, o Grêmio chegou mais na área do goleiro Veloso, mas sem conseguir finalizar com qualidade.

#MAIS LIDAS DA SEMANA