Corinthians empata no fim e amplia série negativa

Abalada e desfalcada, equipe corintiana sofre para voltar de Bragança com um ponto na bagagem, graças a pênalti convertido por Guerrero no fim

Observado por Fábio Santos, Ralf tenta passar pela marcação do jogador do Bragantino (Foto: Uol)

O Corinthians voltou aos campos após a tragédia na Bolívia em um dia de luto e homenagens para o jovem Kevin Espada. Em jogo emocionante em Bragança Paulista, o Timão conseguiu um empate por 2 a 2 com o Bragantino graças a um pênalti convertido por Paolo Guerrero aos 51 minutos do segundo tempo.

A equipe chegou ao quinto jogo sem vitória após empates com Botafogo-SP, São Caetano e Palmeiras, pelo Paulistão, e San Jose, pela Libertadores. O último triunfo foi na goleada por 5 a 0 sobre o Oeste, no último dia 3. Com o resultado, o Timão chegou aos 14 pontos e ingressou no G-8. O Bragantino continua no meio da tabela.

Os jogadores fizeram um minuto de silêncio e atuaram com uma faixa preta no braço como homenagem para o jovem torcedor boliviano, morto após ser atingido por um sinalizador na partida entre Corinthians e San Jose, na última quarta-feira. Nas arquibancadas, também eram vistos bandeiras com mensagens de apoio ao garoto.

O Corinthians entrou em campo com vários reservas já de olho no jogo contra o Millonarios, na próxima quarta-feira, pela Libertadores. Alessandro, Danilo e Emerson, por exemplo, ficaram de fora. Mas o Timão pareceu não se deixar influenciar pelo abalo emocional e pelos desfalques.

A equipe adotou postura agressiva e teve muitas chances de abrir o marcador no primeiro tempo. Com total domínio, o Corinthians chegava ao ataque com frequência e armava uma marcação muito forte no campo do adversário quando estava sem a bola.

Com o time da capital bem postado em sua defesa, o Bragantino tinha dificuldades de fazer a saída de bola e jogar no contra-ataque, sua estratégia desde os minutos iniciais. Por outro lado, o Corinthians era incisivo e dava trabalho ao goleiro Rafael Defendi, mas pecava nas finalizações.

O segundo tempo começou com muita emoção. Logo no primeiro ataque do segundo tempo, o Bragantino chegou ao gol. Diego Macedo tocou pela direita e Léo Jaime, livre na segunda trave, apareceu em velocidade para empurrar para a meta.

Apenas dois minutos, o Corinthians empatou com Alexandre Pato. Renato Augusto finalizou de fora da área e a bola encontrou Pato, livre na grande área, para chutar forte e igualar o placar.

Mas o Timão mal teve tempo de curtir o empate. Aos 9 minutos, o Bragantino saiu na frente novamente. Diego Macedo fez o cruzamento na primeira trave e Lincom escorou de cabeça. Cássio ainda caiu para fazer a defesa, mas acabou espalmando para dentro.

O Corinthians perdeu em eficiência e tinha dificuldades até a metade do segundo tempo. Com a necessidade de fazer o gol, Tite escalou três atacantes: Romarinho, Pato e Guerrero.  O Timão começou a impor forte pressão, enquanto o time da casa se segurava atrás e tinha como única jogada ofensiva o contra-ataque.

O visitante conseguiu o empate com um pênalti aos 49 minutos do segundo tempo. Raphael Andrade bateu o braço na bola dentro da área após cobrança de escanteio e acabou expulso. Na cobrança, Paolo Guerrero chutou forte no alto do canto esquerdo do gol. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar. Foi o último lance da partida.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA