Torcedora do Corinthians entra com pedido de liminar para ver o jogo no Pacaembu

Lucelita Ferreira de Vasconcelos tinha comprado ingresso antecipado para ver duelo com Millonarios e quer liminar para poder entrar no Pacaembu

A corintiana Lucelita Ferreira de Vasconcelos entrou nesta terça-feira com uma ação cautelar contra a decisão da Conmebol de proibir torcedores nos jogos do Corinthians na Libertadores da América. Nesta quarta-feira, às 22h, o Timão encara o Millonarios, no Pacaembu, sem a presença da torcida.

Lucelita se sentiu prejudicada pela punição imposta pela entidade por ter adquirido antecipadamente ingressos para os três jogos da primeira fase da competição. O Timão levou esse gancho por conta da morte de Kevin Espada, de 14 anos, no empate por 1 a 1 com o San Jose, em Oruro. Ele foi atingido por um sinalizador disparado por um corintiano.

Conmebol proibiu Corinthians de receber torcida no Pacaembu (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Auxiliar de administração, a torcedora do Corinthians, orientada pelo advogado Paulo Cremonesi, protocolou a ação no Fórum Regional de Pinheiros, na Zona Oeste. De acordo Cremonesi, a decisão da Conmebol vai contra o Estatuto do Torcedor brasileiro e também contra o Código de Defesa do Consumidor.

Saiba Mais
Romarinho estará em Assis no dia 12 de Abril para participar de grande Show de
Ely Marco e Marai

– A alegação principal da nossa ação é que a decisão administrativa da Conmebol sobrepõe duas legislações brasileiras. Não se trata de uma alteração de data ou cancelamento do jogo, mas de um impedimento de entrar no estádio. É contra o direito de ir e vir – explicou o advogado da torcedora corintiana.

Se obtiver sucesso na ação, Lucelita terá o direito de assistir aos jogos do Corinthians em solo brasileiro.  A punição ao Timão, inicialmente, é de 60 dias, prazo estipulado pela Conmebol para julgar o caso. O clube se defende e pede a antecipação dessa data.

– Eu espero ter o resultado já nesta quarta-feira, até a hora do almoço. Vou despachar diretamente com o juiz. Se a decisão for favorável, ela entrará no estádio munida de uma liminar, na qual estará uma ordem ao comandante da Polícia Militar e à administração do Pacaembu para garantir o acesso da torcedora ao local – finalizou o Cremonesi.

#MAIS LIDAS DA SEMANA