Médico indica que Ceni e Toloi devem jogar contra o Atlético-MG

O especialista conversou com a imprensa após a derrota do São Paulo por 1 a 0 diante do XV de Piracicaba

Rogério Ceni, do São Paulo, retorna para o gol após marcar gol de pênalti sobre o The Strongest pela Libertadores (Foto: AP Photo/Juan Karita)

Ainda não é uma certeza, mas Rogério Ceni e Rafael Toloi devem estar em campo diante do Atlético-MG, na próxima quarta-feira, em jogo que será decisivo para o São Paulo na Libertadores. Segundo José Sanchez, médico do clube, a dupla se recupera bem e só perderá o confronto se reagir mal à volta aos treinos nesta semana.

O especialista conversou com a imprensa após a derrota do São Paulo por 1 a 0 diante do XV de Piracicaba, pelo Paulista, no último sábado. Rogério Ceni teve um trauma no pé direito no clássico com o Corinthians, há duas semanas, em um choque com Alexandre Pato. Já Rafael Toloi tem um edema no músculo adutor da coxa direita.

“O problema do Rogério é um trauma muito sério no pé. A repercussão principal desse trauma foi a dor. Ele não teve uma fratura, não teve lesão ligamentar ou de tendão importante. Só teve vários processos inflamatórios traumáticos no local”, disse José Sanchez, que vê os treinos de segunda e terça como fundamentais na avaliação do capitão tricolor.

“Ele não fez nenhum trabalho com o grupo, por exemplo. Então não posso dizer que estou convicto de que ele não vai sentir nada. A gente só vai ter certeza disso quando ele participar de um trabalho no campo. Esse é o tipo de contusão que você só consegue saber na hora que toca na bola, dá o chute”, avaliou ele.

O caso de Toloi é parecido, segundo Sanchez. “Ele teve um quadro de contratura leve no adutor da coxa direita e a gente está otimista que, ele melhorando, participe dos treinos. Se tudo correr bem, a gente espera que ele não sinta nada”, disse ele.

Ney Franco, quando questionado sobre o assunto, foi ainda mais incisivo que o médico. “Tanto Rogério quanto Toloi, pela forma como está sendo o tratamento, acho que vão ter condição de jogo”, disse o treinador.

Ambos são titulares absolutos da equipe e a possível baixa da dupla seria mais um problema para Ney Franco. Ele já não poderá contar com Luis Fabiano e Jádson, suspensos, e Maicon, lesionado.

O São Paulo precisa vencer o Atlético-MG, dono da melhor campanha da Libertadores, em casa, e torcer para que o Arsenal vença o The Strongest por uma diferença pequena de gols.

#MAIS LIDAS DA SEMANA