Santos vence Mogi nos pênaltis e vai à final do Paulistão de 2013

Santos e Mogi Mirim decidiram a primeira vaga da Final do Campeonato Paulista 2013, Santos sai vitorioso nas cobranças de penalidades.

Edu Dracena festeja o gol de empate do Peixe contra o Mogi (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Em jogo válido pela semifinal do Campeonato Paulista, no sábado, 04, no estádio Romildão, na cidade de Mogi Mirim, às 18h 30, Santos Futebol Clube – SFC – leva melhor, no entanto, o Mogi Mirim Esporte Clube – MMEC – representou bem o interior no cenário estadual de futebol.

O Sapão (Mogi Mirim) foi dirigido por Dado Cavalcanti e o Peixe (Santos), pelo experiente técnico Murcicy Ramalho.

Na história dos times havia o contraste, pois, o clube do interior, buscava a primeira final inédita no estadual, já o time praiano, tenta o tetracampeonato seguido no Paulistão, tendo em vista que o Peixe venceu as edições de 2010, 2011 e 2012 e continuando sonhando em vencer de 2013.

Primeiro tempo:

O Santos impôs superioridade em decorrência do peso da tradição da camisa, e aos três minutos Edu Dracena cabeceia e o goleiro Daniel defende.

O mais criticado da equipe santista foi o meio-campista argentino Walter Motillo, recém-contratado do Cruzeiro o atleta ainda não conseguiu mostra o belo futebol, apresentado na equipe antecessora.

Aos 37 minutos, o Santos teve um lance mais agudo, Neymar abre na esquerda para Cícero cruzar rasteiro, o atacante Miralles não alcança a bola e desperdiça a primeira oportunidade do clube praiano.

A torcida do clube do interior em alguns momentos vaiou o craque Neymar, que não fez uma boa partida.

O Mogi Mirim foi melhor na primeira etapa, e conseguiu abrir o placar primeiro, aos 44, o volante Val numa jogada pela direita alça bola na área para cabeçada certeira do atacante Roni.

Assim termina o primeiro tempo, Mogi 1, Santos 0.

Segundo tempo:

O Santos busca incansavelmente o empate, mas, ficava mas vulnerável aos contra-ataques do Sapão.

A equipe de Muricy só não tomou mais gols, devido excelente atuação do goleiro Rafael.

Um dos destaques da equipe de Mogi, foi o camisa 10, Roni, autor do único gol do Mogi no tempo normal.

Após a saída de Motillo com lesão muscular na cocha esquerda as críticas se intensificaram para a Neymar Jr que continuava mediano.

O substituo do argentino Motillo, o atacante André também não fez uma boa apresentação.

O jogo ficou polarizado em ataque do Santos contra a defesa do Mogi. A batalha foi vencida pelo clube praiano, quando Neymar em cobrança de falta do meio de campo pelo lado esquerdo, Cícero dentro da área desvia para no canto do goleiro Daniel, que faz bela defesa, sobrando a bola para Miralles na linha de fundo do lado esquerdo do ataque do Santos, Miralles cruza para o zagueiro Edu Dracena que escora de cabeça e empata o jogo para o Santos.

Aos 40, o juiz não marca um pênalti a favor do Mogi que poderia definir a vitória do clube do interiorano, Wagninho recebe carrinho faltoso do zagueiro Edu Dracena, segundo os  comentaristas esportivos da Rádio Globo de São Paulo.

Fim de segundo tempo, placar do jogo, 1 a 1 no tempo regulamentar, o jogo seria decidido nas penalidades.

Pênaltis.

Nos pênaltis brilhou a estrela do goleiro santista, Rafael que defendeu pênaltis e  assegurou a vitória por 5 a 4 e consequentemente a vaga do Santos na final do campeonato Paulista edição de 2013.

O Santos aguarda o vencedor do clássico de domingo, 06, entre São Paulo e Corinthians às 16h 00 no Morumbi.

Temos uma certeza. A final do Campeonato Paulista será um grande clássico. Imperdível!

O site oficial da Federação Paulista de Futebol passou a seguinte Ficha Técnica do jogo.

Mogi Mirim 1 (4) x (5) 1 Santos

Local: Romildo Vitor G. Ferreira, Mogi Mirim

Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Auxiliares: Herman Brumel Vani e Danilo Ricardo Simon Manis
Quarto Árbitro: Jose Claudio Rocha Filho
Assistentes adicionais: Marcelo Rogério e Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza

Mogi Mirim: Daniel; Mateus Caramelo, Tiago Alves, Lucas Fonseca e João Paulo (Juninho); Val, Magal, Wagner (Carlos Alberto) e Roger Gaúcho; Henrique (Waguininho) e Roni.
Técnico: Dado Cavalcanti.

Santos: Rafael; Felipe Anderson, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Arouca, Cícero e Montillo (André); Neymar e Miralles.
Técnico: Muricy Ramalho.

Gols: Roni (MOG) aos 44 do primeiro tempo, Edu Dracena (SAN) aos 30 do segundo tempo.

CA: Montillo e Renê Júnior (SAN); Tiago Alves, Roger Gaúcho e Val (MOG).

Pênaltis: Mogi Mirim 4 (Tiago Alves, Roger Gaúcho, Waguininho e Val) x 5 (Cícero, André, Neymar, Léo e Edu Dracena) Santos.

#MAIS LIDAS DA SEMANA