Fique conectado

Futebol

Bahia vence e afunda Sport na Fonte Nova pelo Campeonato Brasileiro

Gilberto e Tiago marcaram os gols da vitória por 2 a 0 pela 23ª rodada da competição. Visitantes ficam em situação complicada na competição.

Publicado em

173

Bahia x Sport (Foto: Lance)

Duas equipes tradicionais da região nordeste do país, Bahia e Sport, se encontraram nessa quarta-feira (5) em Salvador pela 23ª Rodada do Brasileirão. E deu Bahia, 2 a 0, com gols de Gilberto e Tiago, para dar uma “guinada” na classificação dos baianos a 10ª colocação. Enquanto isso, o clube pernambucano já sabe que passará mais uma rodada no incômodo Z4.

COMEÇO CARREGADO DE ERROS

Os dois times não se intimidavam em relação a postura ofensiva, mas demonstravam claros problemas na parte de criar problemas a defesa adversária. Tanto é que, somente aos 10 minutos, um dos dois times teve condição de chutar com força através de Gabriel que resultou na boa defesa de Douglas.

NINO “SALVADOR” PARAÍBA

Aos 23 minutos, a aposta de sair rapidamente em contra-ataque e pegar a zaga do Bahia desprevenida na base do lançamento passou muito perto de dar certo para o Sport. Após ganhar da marcação, Cláudio Winck conseguiu ainda tirar do goleiro Douglas e Andrigo, quando estava prestes a completar para as redes, foi travado providencialmente por Nino Paraíba.

SPORT MAIS PERIGOSO, PORÉM TEVE CHUTAÇO DE RAMIRES

Até o final da primeira etapa, a tônica foi em quase todo momento o Esquadrão de Aço circulando a defesa pernambucana apenas tendo a posse, porém mostrando pouca efetividade em furar o bloqueio. Enquanto isso, o Sport mostrava facilidade para sair no contra-ataque em alta velocidade e tinha espaços para trabalhar a bola.

Porém, foram os anfitriões, com o jovem Ramires, que conseguiu agitar o público presente na Arena Fonte Nova. Dominando já dentro da grande área, o camisa 18 fintou a marcação e chutou com muita força de pé esquerdo, vendo a bola explodir na trave direita de Magrão.

BORA BAÊA!

Aos sete minutos, o volante Gregore assumiu a responsabilidade e partiu pra cima da marcação, driblando desde o meio-campo pelo menos quatro marcadores antes de chegar a grande área. Depois disso, o toque para o meio da área encontrou Gilberto, sozinho, para concluir as redes e iniciar a contagem em Salvador.

SUBIU A PRESSÃO!

As investidas que antes batiam no “muro” do Sport passaram a serem efetivas, levando novamente perigo ao gol de Magrão em duas oportunidades. Se na primeira o zagueiro Ronaldo Alves foi obrigado a travar duas vezes chutes de Marco Antonio, na segunda a zaga do clube de Recife novamente foi acionada e conseguiu desviar finalização de Gilberto.

DESPERDIÇOU!

Na melhor oportunidade que o Sport teve para empatar o duelo, Mateus Gonçalves saiu em disparada pelo lado direito e cruzou na altura da cabeça de Ernando que, só raspando na bola, viu ela passar por toda a extensão da área rumo a lateral.

FECHOU A CONTA

Desesperado pelo resultado, o Sport passou cada vez mais a dar chance para o Bahia explorar seus espaços defensivos. Algo bem aproveitado por Gilberto, que tocou para Éverson que, ao ver seu companheiro de zaga Tiago totalmente livre, só rolou para o camisa 3 do Tricolor baiano tocar para as redes e garantir o triunfo.

BAHIA 2 X 0 SPORT

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data-Hora: 5/9/2018 – 19h30
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (CBF-SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Anderson José Moraes de Coelho (CBF-SP)
Público/renda: 13.956 pessoas / R$ 210.104,00
Cartões amarelos: Zé Rafael (BAH), Ronaldo Alves (SPO),
Gols: Gilberto (7’/2°T) (1-0), Tiago (39’/2°T) (2-0)

BAHIA: Douglas; Bruno; Tiago, Lucas Fonseca e Paulinho (Éverson, aos 34’/2°T); Gregore, Elton, Ramires (Flávio, aos 28’/2°T), Zé Rafael e Marco Antonio (Clayton, aos 20’/2°T); Gilberto. Técnico: Enderson Moreira.

SPORT: Magrão; Durval, Ronaldo Alves e Ernando; Cláudio Winck (Rafael Marques, aos 13’/2°T), Deivid (Mateus Gonçalves, aos 27’/2°T), Neto Moura (Fellipe Bastos, aos 16’/2°T), Gabriel, Andrigo e Sander; Rogério. Técnico: Eduardo Baptista.

Futebol

Fora, Assisense empata com Francana e soma primeiro ponto na 2ª fase

Times ficam no 0 a 0 na segunda rodada do Grupo 8 e seguem fora da zona de classificação.

Publicado em

Do Globoesporte.com
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Francana e Assisense empataram por 0 a 0 na manhã deste domingo, no estádio Lancha Filho, em Franca. O jogo foi válido pela segunda rodada do Grupo 8 do Campeonato Paulista da Segunda Divisão – equivalente ao quarto nível do futebol estadual.

Sem balançar a rede no Lanchão, a Veterana permanece sem vencer na segunda fase da competição. O time somou seu primeiro ponto e está em terceiro lugar na chave, assim como o Assisense. Os dois estão atrás de Independente e Andradina, que têm quatro pontos.

A Francana volta a jogar no domingo, às 10h, contra o Andradina, no Evandro Calvoso. Na segunda-feira (22), o Assisense recebe o Independente.

Continue lendo

Futebol

Everton marca, Brasil vence o Peru e conquista a Copa América

Seleção chegou ao seu nono título continental na história.

Publicado em

Everton abriu o placar na decisão (Foto: Carl DE SOUZA / AFP)
Everton abriu o placar na decisão (Foto: Carl DE SOUZA / AFP)

Quem manda no futebol sul-americano é o Brasil. No Maracanã lotado, a Seleção venceu o Peru por 3 a 1 e conquistou seu nono título da Copa América. Quando joga em casa, ganha sempre. Everton, Gabriel Jesus e Richarlison marcaram os gols, Guerrero descontou.

Para repetir o futebol apresentado na goleada da primeira fase, seria importante encontrar um gol no primeiro tempo. Só que o início do jogo foi de um adversário arrojado, sem medo de marcar em cima, impedindo a Seleção de armar as jogadas desde o campo de defesa. Por isso, demorou mais de 10 minutos para o time de Tite entrar no jogo e se impor. E logo que fez, abriu o placar.

Aos 15, a jogada começou pela direita, como sempre o lado de segurança do Brasil. Gabriel Jesus dominou pela ponta, fez o que quis com Trauco e cruzou. A zaga peruana se preocupou demais com Firmino, Advincula errou a leitura do lance e Everton, sozinho, bateu de primeira para vencer Gallese: 1 a 0.

O gol causou exatamente o efeito que Tite queria. Com a vantagem no placar, o Brasil se sentiu à vontade no Maracanã. Entendeu a superioridade que tinha e passou a administrar a partida, mas sem “sentar” no resultado. Era um domínio ofensivo, buscando ampliar o placar e resolver tudo sem sustos. Aos 23, teve uma chance claríssima. Pelo lado esquerdo, Alex Sandro e Firmino tramaram até que a bola chegou a Coutinho, mas seu chute passou ao lado da trave.

O problema de um jogo controlado mas de pouca vantagem é o que pode ocorrer em um lance isolado. Estava quase no final do primeiro tempo, a seleção peruana avançou pela direita e, em uma tentativa de cruzamento rasteiro, a bola bateu no braço de Thiago Silva. Pênalti marcado por Roberto Tobar e confirmado após rever o lance no VAR. Aos 44, Guerrero bateu com categoria e empatou.

Menos mal para o Brasil que a resposta foi imediata. Antes mesmo do intervalo, voltou a frente no placar. E o gol foi ao estilo pedido por Tite. O Peru tentava sair de trás mas Firmino foi dedicado para dar um carrinho certeiro no meio. Arthur apanhou o rebote e conduziu em direção à área. Gabriel Jesus se desmarcou e recebeu, aproveitando-se da queda de Zambrano, que se desequilibrou. Com calma, o centroavante do Manchester City tirou de Gallese e fez 2 a 1.

O Brasil voltou ainda mais confiante no segundo tempo. Principalmente pelo crescimento de Philippe Coutinho. O meia foi responsável pelas jogadas ofensivas do time. Aos cinco minutos, quase marcou batendo forte, ao lado da trave. Aos oito, ele arrancou do campo de defesa, passou por três adversários, mas na hora de bater, foi travado. Na sequência, Jesus deu para Firmino bater mal, para fora.

O terceiro gol não saía e enervava o time, dando confiança aos peruanos. Não que houvesse grande pressão, mas o cenário do primeiro tempo ainda estava vivo na memória. Em faltas laterais próximas à área, assustava Alisson e a defesa.

Para dar um tempero ainda mais dramático, Gabriel Jesus cometeu uma falta na lateral e o árbitro entendeu que era de cartão amarelo. Como já tinha, foi expulso. O Peru, então, atirou-se ao ataque. Teve uma chance em um de Carrillo, defendido por Alisson, e outra em uma pancada de fora da área, que passou próxima à trave.

Aos 43, Everton arrancou pelo meio, entrou na área e trombou com a defesa. Roberto Tobar marcou pênalti, reviu no VAR e confirmou. Richarlison, que havia ingressado pouco antes, bateu e liquidou a fatura. A América é do Brasil mesmo.

COPA AMÉRICA — FINAL — 7/7/2019

BRASIL (3)
Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro e Arthur; Philippe Coutinho (Militão, 31’/2ºT), Everton (Allan, 47’/2ºT) e Gabriel Jesus; Firmino (Richarlison, 29’/2ºT).
Técnico: Tite

PERU (1)
Gallese; Advincula, Zambrano, Aram e Trauco; Tapia (González, 37’/2ºT), Yotún (Ruidiaz, 33’/2ºT), Flores, Cueva e Carrillo (Polo, 40’/2ºT); Guerrero.
Técnico: Ricardo Gareca

Gols: Everton (B), aos 15, Guerrero (P), aos 43, Gabriel Jesus, aos 47 minutos do primeiro tempo; Richarlison (B), aos 44 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Gabriel Jesus (B); Advincula, Zambrano e Tapia (P)
Cartão vermelho: Gabriel Jesus (B)

Público: 69.906 (58.504 pagantes)
Renda: R$ 38.760.850
Arbitragem: Roberto Tobar, auxiliado por Christian Schiemann e Claudio Rios. VAR: Julio Bascuñan (equipe chilena)
Local: Maracanã, Rio de Janeiro

Continue lendo

Esporte

Em casa, Assisense perde para o Itararé e é ultrapassado no Grupo 4 da Segundona

Classificados à próxima fase, partida em Assis teve mudança no vice-líder da chave, que agora é o Itararé após vitória por 1 a 0.

Publicado em

Do G1

O Itataré venceu o Assisense por 1 a 0, na manhã deste domingo, no estádio Tonicão, em Assis, pela nona e penúltima rodada da fase de classificação do Grupo 4 da Segundona do Campeonato Paulista, que na prática é a quarta e última divisão do estadual de São Paulo.

O gol da vitória da “Caçula”, apelido do Itararé, foi marcado por Marco Túlio, nos minutos finais do primeiro tempo.

A vitória deixou o Itararé com 16 pontos, um à frente do Assisense, agora terceiro colocado.

Na última rodada da fase de classificação da Segundona, o Assisense visita o Marília, no estádio Bento de Freitas, em Marília. O Itararé recebe o Elosport, no estádio Virgínio Holtz, em Itararé. Os dois jogos serão no próximo domingo, às 10h.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas