Fique conectado

Futebol

Campeão pelo Palmeiras, Dudu é eleito o craque do Brasileirão

Publicado em

62

Dudu foi eleito o melhor jogador do torneio (Foto: Divulgação)

Campeão brasileiro, o Palmeiras também teve o melhor jogador da competição. Nesta segunda-feira, em evento realizado no Rio, o atacante Dudu foi eleito o melhor jogador do torneio, recebendo a principal honraria do Prêmio Brasileirão 2018.

Dudu também foi eleito um dos melhores atacantes do torneio, mas acabou sendo superado em uma disputa definida pelo voto popular, o Craque da Galera, em que o escolhido pelos torcedores através da internet foi o volante Cuéllar, do Flamengo.

O ótimo desempenho que rendeu ao Palmeiras o título do Brasileirão também levou o clube a conquistar outras premiações individuais. Foi o caso de Luiz Felipe Scolari, escolhido o melhor treinador do torneio. E o lateral-direito Mayke e o meio-campista Bruno Henrique também foram eleitos para a seleção ideal da competição em suas respectivas posições.

Assim como o Palmeiras, o Internacional, que terminou o Brasileirão em terceiro lugar, também teve três jogadores escolhidos para a seleção do torneio: o goleiro Marcelo Lomba, o zagueiro Victor Cuesta e o volante Rodrigo Dourado.

Vice-campeão nacional, o Flamengo, além do prêmio popular para Cuéllar, teve dois jogadores lembrados para o time ideal: o lateral-esquerdo René e o meia Lucas Paquetá, que se despediu do clube no fim de semana e vai se transferir para o Milan.

Pedro Geromel (Grêmio), Arrascaeta (Cruzeiro) e Gabriel também compuseram o time ideal, sendo que o atacante do Santos também foi lembrado por ter sido o artilheiro do Brasileirão, com 18 gols. Ele não ficará no Santos para 2019, pois retornará para a Inter de Milão, que o havia emprestado ao clube da Vila Belmiro.

Assim teve a seguinte escalação: Marcelo Lomba (Internacional), Mayke (Palmeiras), Pedro Geromel (Grêmio), Víctor Cuesta (Internacional) e Renê (Flamengo); Rodrigo Dourado (Internacional), Bruno Henrique (Palmeiras), Lucas Paquetá (Flamengo) e Arrascaeta (Cruzeiro); Dudu (Palmeiras) e Gabriel (Santos).

A CBF também premiou o atacante Pedro, do Fluminense, como revelação do torneio. Raphael Claus foi eleito o melhor árbitro, sendo que os auxiliares Kleber Lucio Gil e Danilo Manis também foram reconhecidos pelo trabalho no Brasileirão. Já o primeiro gol de Everton Ribeiro na vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, no Mineirão, foi eleito o mais bonito do torneio.

O Corinthians recebeu o prêmio de fair-play do Brasileirão. A CBF também fez homenagem a Nicholas, torcedor palmeirense deficiente visual, que vai aos jogos do time ao lado da mãe Silvia.

FUTEBOL FEMININO

A CBF também premiou os melhores do Brasileirão Feminino, vencido pelo Corinthians, sendo que a meia Adriana Leal, do clube do Parque São Jorge, foi escolhida a melhor jogadora do torneio.

A seleção do campeonato teve: Bárbara (Kindermann); Maurine (Santos), Thaila (Santos), Antonia (Audax) e Yasmin (Corinthians); Brena (Santos), Djennifer (Iranduba), Gabi Zanotti (Corinthians) e Adriana Leal (Corinthians); Dani Helena (Flamengo) e Lelê (Rio Preto).

Arthur Elias (Corinthians) foi escolhido o melhor treinador. E o prêmio fair-play ficou com o Sport. Além disso, Marta foi homenageada e recebeu um troféu das mãos de sua mãe.

Futebol

Corinthians confirma contratação do volante Richard, ex-Fluminense

Jovem de 24 anos chegará ao clube com um contrato válido pelas próximas quatro temporadas.

Publicado em

Agência Estado
Corinthians confirma contratação do volante Richard, ex-Fluminense

O volante Richard é o novo reforço do Corinthians. Nesta segunda-feira, a diretoria do clube anunciou a contratação do meio-campista, de 24 anos, que estava no Fluminense e chegará ao clube com um contrato válido pelas próximas quatro temporadas, até o final de 2022.

Richard é o quarto reforço anunciado pelo Corinthians para o próximo ano. Antes, o clube havia contratado os atacantes André Luis e Gustavo Mosquito e o lateral-direito Michel Macedo. Os dois últimos, inclusive, chegaram a treinar no CT Joaquim Grava nas últimas semanas.

O Corinthians não deu maiores detalhes financeiros sobre a negociação que fez Richard trocar o Fluminense pela equipe paulista. O volante estava desde a metade de 2017 no time carioca, sendo que foi o autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre o América Mineiro, na rodada final do Campeonato Brasileiro deste ano, um resultado que evitou o rebaixamento da equipe à Série B.

A chegada ao Corinthians também representa um retorno para Richard, pois o volante iniciou a sua carreira no futebol do Estado, pelo Comercial. Depois, passou por Atlético Sorocaba e Atibaia, antes de se transferir ao Fluminense.

Richard terá concorrência para buscar a titularidade no meio-campo corintiano. Afinal, Ralf terminou a temporada 2018 como titular. E o elenco, agora novamente sob o comando de Fábio Carille, também conta com Gabriel como outra opção para a função

Com a presença de Richard, o elenco do Corinthians se reapresenta após o período de férias em 3 de janeiro, no CT Joaquim Grava, iniciando a pré-temporada. O primeiro jogo da equipe por uma competição oficial em 2019 vai ser contra o São Caetano, em casa, pela rodada de abertura do Campeonato Paulista, que tem o dia 20 de janeiro como sua data-base.

Continue lendo

Futebol

Esquema de segurança funciona e evita brigas na final da Libertadores

Publicado em

Agência Estado

O esquema de segurança organizado pela Polícia Nacional Espanhola e que contou com a cooperação de policiais argentinos conseguiu evitar grandes confrontos entre torcedores do River Plate e do Boca Juniors, neste domingo, antes e durante a final da Copa Libertadores, disputada em Madri. Antes da partida, foram registrados apenas princípios de confusão em pontos isolados da capital espanhola.

Um dos momentos de tensão ocorreu na noite de sábado, quando cerca de mil torcedores do River se concentraram na Puerta del Sol, um dos locais mais famosos de Madri. Torcedores do Boca que estavam no local foram dispersados.

Ao todo, o Superclássico contou com cerca de quatro mil profissionais de segurança, entre eles, 2.054 policiais. Antes do jogo, as autoridades locais criaram uma barreira para separar os torcedores, que foram escoltados pela polícia. O som dos helicópteros da polícia se misturava à cantoria argentina. Para entrar no estádio, foi realizado um controle de acesso rigoroso, com duas revistas e vários pontos de checagem.

O forte policiamento é reflexo do ocorrido em 24 de novembro, data em que seria a segunda partida da final, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires. O ônibus do Boca Juniors foi alvo de pedradas antes de acessar o estádio e a partida acabou adiada.

Depois de dias de entrave, a Conmebol escolheu Madri como local do jogo decisivo. Nos dias anteriores ao confronto, a Espanha deportou pelo menos dois torcedores “barras bravas” argentinos e fez várias reuniões de planejamento.

Neste domingo, os dois times argentinos empataram por 1 a 1 no tempo normal. Na prorrogação, o River virou o placar e venceu por 3 a 1.

Continue lendo

Futebol

Brasil fica sem jogadores entre os 10 primeiros da Bola de Ouro

Publicado em

Agência Estado

O anúncio do prêmio Bola de Ouro, realizado nesta segunda-feira, foi decepcionante para os brasileiros. O jogador do País mais bem colocado entre os 30 indicados pela revista France Football foi o atacante Neymar, do Paris Saint-Germain, que, no entanto, apareceu somente na 12.ª colocação.

O tradicional prêmio dado anualmente ao melhor jogador do mundo na votação da revista mostrou que o momento do futebol brasileiro não é mesmo dos melhores. Afinal, esta foi a primeira vez que o País não teve representantes entre os dez primeiros desde 2012, quando o próprio Neymar, ainda no Santos, apareceu em 13.º.

O atacante, aliás, é o símbolo do momento vivido pelo Brasil em 2018. Ele sofreu com lesões no primeiro semestre do ano e não jogou o que dele se esperava na Copa do Mundo da Rússia, em que a seleção de Tite não passou das quartas de final, caindo para a Bélgica.

Os outros três brasileiros lembrados entre os 30 finalistas do Bola de Ouro, aliás, também estavam com a seleção na Copa da Rússia. Depois de Neymar, quem apareceu com a melhor colocação foi o atacante Roberto Firmino, reserva do Brasil no Mundial, que se destacou na campanha do vice-campeonato da Liga dos Campeões pelo Liverpool e ficou com o 19.º lugar do prêmio.

Outro jogador do Liverpool lembrado pela premiação foi o goleiro Alisson, que começou 2018 na Roma e se transferiu no meio do ano Titular da seleção na Copa do Mundo, ele ficou com a 25.ª colocação, três abaixo de Marcelo, do Real Madrid, que foi o 22 º após ajudar sua equipe na conquista de mais uma Liga dos Campeões, mas também decepcionar na Copa, em que sofreu com problemas físicos.

O Brasil conquistou o Bola de Ouro em cinco oportunidades. O prêmio, que antigamente era entregue apenas a jogadores europeus, ficou com Ronaldo em 1997 e 2002, com Rivaldo, em 1999, com Ronaldinho Gaúcho, em 2005, e com Kaká, em 2007. Além deles, Roberto Carlos e Neymar já ficaram entre os três finalistas.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Banner Star Som
Publicidade

FaceNews

Mais lidas