Luis Fabiano brilha, São Paulo vence o paulista e garante vaga antecipada

Atacante faz os dois gols da partida, volta a sorrir e coloca o Tricolor nas quartas de final do estadual. Galo da Japi perde chance de encostar no G-8

Em um time com oito reservas, coube a um polêmico titular absoluto colocar o São Paulo nas quartas de final do estadual. A cara fechada dos dias anteriores deu lugar ao sorriso aberto dos artilheiros. Com ótimo aproveitamento nas últimas quatro partidas, Luis Fabiano fez os gols da vitória por 2 a 0 sobre o Paulista, em Jundiaí, e classificou o Tricolor com cinco rodadas de antecipação.

Se o rendimento na Libertadores ainda preocupa, a campanha são-paulina no Paulistão até o momento é incontestável. Em seus 14 jogos (tem um a menos que os adversários), o clube contabiliza nada menos que 11 vitórias e 35 pontos. A vantagem de 14 pontos para o Bragantino, atual nono colocado, o coloca como o primeiro clube a assegurar um lugar na fase seguinte do torneio que não vence desde 2005.

Luis Fabiano também usa o Paulistão como alento para o momento complicado na competição sul-americana. Depois de evitar comemorar os últimos gols e dizer que “coisinhas” estavam minando o ambiente no elenco, o Fabuloso voltou a festejar: chegou a 12 na temporada, cinco somente nas últimas quatro rodadas. No segundo anotado nesta noite, Rogério Ceni atravessou o gramado para abraçá-lo.

Ele aguarda agora o julgamento do recurso pedido pelo clube após a suspensão de quatro partidas imposta pela Conmebol por causa da expulsão contra o Arsenal, no Pacaembu. Domingo, o Tricolor faz o clássico contra o Corinthians, às 16h, no Morumbi. Na quinta, tem o importante duelo diante do Strongest, em La Paz. O Fabuloso é a grande dúvida.

Já o Paulista perdeu a chance de se aproximar da zona de classificação e segue ameaçado pelo rebaixamento. O clube permanece com 17 pontos, em 12º lugar, e pega o Bragantino, sábado, às 16h, em Bragança Paulista.

Luis Fabiano tenta desarmar Casado, do Paulista (Foto: Marcos Bezerra / Ag. Estado)

São Paulo domina, e Fabuloso marca
Jogar com uma formação considerada reserva não foi problema para o São Paulo ser superior em Jundiaí. Não que o desempenho tenha sido de gala, mas o Tricolor controlou todo o primeiro tempo sem sofrer na defesa. Suficiente para abrir vantagem sobre um Galo da Japi tímido em tirar proveito por atuar em casa.

A ameaça de não voltar a ser titular nas últimas duas rodadas da fase de grupos da Taça Libertadores acordou os jogadores do São Paulo. Na lateral direita, Paulo Miranda, retornando nesta quarta após cirurgia no joelho esquerdo, teve a primeira boa chance ao receber passe na área, escapar da marcação e chutar por cima.

Em baixa, Douglas melhorou de rendimento atuando quase como um atacante. Foi dele o cruzamento certeiro que originou o primeiro gol são-paulino, aos 26 minutos. Wallyson dominou no peito pelo lado direito da área e rolou para Luis Fabiano apenas empurrar para a rede. Ao contrário dos últimos jogos, o Fabuloso abriu o sorriso, abraçou os companheiros e voltou a comemorar.

A desvantagem não foi capaz de levar o Paulista para o ataque. A falta de criatividade no meio de campo facilitou a marcação do São Paulo, que passou toda a parte inicial do jogo sem sofrer sustos. Jogo tranquilo para levar o placar a seu favor para o intervalo.

Luis Fabiano comemora um de seus dois gols (Foto: Levi Bianco / Ag. Estado)

Luis Fabiano faz outro e garante vitória
O São Paulo não deu chances para o Paulista reagir no início do segundo tempo. Voltou a impor seu ritmo e ficou ainda mais próximo da vitória. Logo aos três minutos, Fabrício cruzou da direita, e Luis Fabiano apareceu livre na pequena área para desviar de cabeça e ampliar: 2 a 0.

Totalmente perdido, o time da casa não esboçou reação e permitiu que o adversário continuasse em cima. Douglas quase coroou a boa atuação. Em velocidade, ele entrou na área e chutou forte. Richard afastou com a perna e impediu o terceiro. O mesmo lateral/atacante esteve perto de fazer outro em finalização de fora da área.

A boa movimentação no sistema ofensivo permitiu ao Sâo Paulo chegar com facilidade ao ataque. Em rápida troca de passes perto da área, Luis Fabiano bateu, a bola passou pelo goleiro, mas Lázaro conseguiu afastar praticamente sofre a linha.

O Galo da Japi só conseguiu assustar nos minutos finais, mesmo assim sem oferecer grande perigo. Rodolfo Testoni cobrou falta que Rogério Ceni desviou com ajuda da trave no canto direito. Muito pouco para atrapalhar uma vitória convicente do líder do Paulistão. Líder e agora classificado.

#MAIS LIDAS DA SEMANA