John Lineker precisa corrigir erros para sonhar com possível disputa de cinturão no futuro

A sequência de vitórias do lutador John Lineker foi interrompida no final de abril. Após sofrer derrota no UFC Ft. Lauderdale (EUA), o parnanguara agora precisa de uma boa luta até o final do ano para sonhar com uma disputa de cinturão. Além disso, ele também deve passar por treinamentos intensivos com o objetivo de corrigir erros que cometeu contra Cory Sandhagen, principalmente na precisão dos socos e na passividade durante a luta.

Foi a quarta derrota de Lineker, desde que entrou no UFC em 2012. O lutador sempre foi elogiado entre os galos, e chegou a ficar entre os 10 melhores da categoria. A luta contra Cory Sandhagen seria a chance de, futuramente, disputar o cinturão. Porém, algumas falhas fizeram adiar os planos. O objetivo do lutador, que não pegou suspensão médica, será identificar alguns problemas que ocasionaram a derrota.

Entre eles, está a efetividade no striking contra os adversários. Segundo o site oficial do UFC, o parnanguara acerta apenas 40% dos socos que tenta. Um número que não é baixo, porém está longe de ser efetivo como os campeões. Na luta contra Sandhagen, essa falta de precisão fez com que Lineker se mostrasse passivo contra o adversário. Assim, os juízes acabam premiando a efetividade de quem toma mais atitude.

A finalização no chão é outro ponto a melhorar, principalmente pelo bom rendimento em take downs que o lutador tem. O aproveitamento de 60% o coloca como um dos mais efetivos na organização, porém ele parece não aproveitar isso. Entre as 31 vitórias que têm na carreira, apenas quatro, ou seja 13%, foram por finalização. Essa efetividade para encerrar a luta é um diferencial no UFC, e impede derrotas por split decision.

Outros brasileiros

Enquanto Lineker deve lutar apenas no final do ano, outro brasileiro vai chamar atenção nos próximos meses. Júnior Cigano tenta a quarta vitória consecutiva e, assim, finalmente ter o necessário para uma disputa de cinturão. O próximo adversário, no entanto, será o complicado camaronês Francis Ngannou.

Nas cotações de apostas desportivas online, Cigano aparece como azarão. No dia 13 de maio, ele tinha apenas 43,5% de chance de vitória contra o rival, ou seja, vai precisar superar também os números.

A luta acontece no início de julho, em Las Vegas, pelo UFC 239. Este evento promete muita ação, já que o confronto principal da noite será entre o campeão Jon Jones e o brasileiro Thiago Santos. A rivalidade entre os dois cresceu recentemente, após comentários em entrevistas divulgadas. Por isso, o meio do ano será importante na organização, principalmente para os brasileiros.

Atual campeã, Amanda Nunes também luta neste evento, mas com o objetivo de defender o cinturão. Ela será desafiada pela experiente Holly Holm e a disputa promete ser de qualidade, principalmente pelo estilo e histórico das duas. A torcida brasileira vai poder acompanhar os principais eventos da noite com muito apoio, o que podem fazer a diferença para as decisões. Enquanto isso, Lineker se recupera da derrota para no futuro também ser um desafiante de campeões no UFC.

#MAIS LIDAS DA SEMANA