Dia Internacional da Mulher é tema de Doodle do Google com vídeo; veja

Nesta sexta-feira (7), a página de buscas mostra um novo Doodle animado com um vídeo apresentado por mulheres de todo o mundo.

O Google antecipou a homenagem para o Dia Internacional da Mulher, celebrado originalmente em 8 de março, que cai no próximo sábado. Nesta sexta-feira (7), a página de buscas mostra um novo Doodle animado com um vídeo apresentado por mulheres de todo o mundo, com saudações em várias línguas.

Doodle em homenagem ao Dia Internacional da Mulher (Foto: Reprodução/Google)

Ao final, é possível realizar buscas clicando na lupa, no ícone em amarelo, que leva a resultados sobre o Dia Internacional da Mulher. Para ver o vídeo do doodle, acesse a página de buscas google.com.br. É possível compartilhar a mensagen via redes sociais como Google+, Twitter e também por Facebook.

Origem do Dia Internacional da Mulher
O dia Internacional da Mulher está intimamente ligado aos movimentos feministas que buscavam e ainda buscam mais dignidade para as mulheres e sociedades mais justas e igualitárias para ambos os sexos. O movimento surgiu na virada do século XX, em meio a um período turbulento que envolveu a Segunda Revolução Industrial e a Primeira Guerra Mundial, motivado pela incorporação da mão-de-obra feminina na indústria.

Google celebra Dia Internacional da Mulher em novo Doodle com vídeo (Foto: Reprodução/Google)

Naquela época, as condições de trabalho eram extremamente precárias nas fábricas e eram frequentes os protestos – que aconteciam em vários lugares do mundo – organizados pelos trabalhadores (incluindo mulheres).

O primeiro Dia Internacional da Mulher foi comemorado em 28 de fevereiro de 1909, nos Estados Unidos, por iniciativa do Partido Socialista da América. A comemoração visava homenagear e marcar a memória do protesto ocorrido em função das más condições de trabalho que enfrentavam as operárias da indústria têxtil de Nova York. Elas, que trabalhavam 14 horas por dia e ganhavam de US$ 6 a US$ 10 por semana, tentavam entrar em acordo com a fábrica Triangle Shirtwaist, que se negou a negociar.

Marcado pela tragédia
No ano seguinte aconteceu a primeira conferência internacional de mulheres, na Dinamarca. Nessa ocasião, foi aprovada a proposta da socialista alemã Clara Zetkin, que sugeriu a criação de um Dia Internacional da Mulher, ainda que sem uma data definida para isso.

Na sequência, uma tragédia marcou a história de Nova York e da luta das mulheres em 25 de março de 1911. Um incêndio, causado por problemas de segurança, matou 146 trabalhadores de uma fábrica, sendo a grande maioria costureiras. Esse foi considerado o pior incêndio que já existiu na cidade até o ataque terrorista do 11 de setembro de 2011.

Outros marcos ocorreram nos anos seguintes e, até então, são lembrados todos os anos da data escolhida, 8 de março. O Google, como de costume, celebra data já a partir desta sexta-feira (7), com imagens de funcionárias e mulher do mundo mostrando suas conquistas, ideias e participação.

A data foi revitalizada pelo feminismo na década de 1960. Apenas em 1975, considerado o Ano Internacional da Mulher, a ONU começou a patrocinar o 8 de março como o Dia Internacional da Mulher.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA