Fique conectado

Tecnologia

Clientes da Vivo ficam sem sinal de celular por várias horas em Assis

Problema atingiu clientes em várias partes do Brasil. A empresa ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

Publicado em

441

Clientes da Vivo ficam sem sinal de celular por várias horas em Assis

Usuários da telefonia móvel Vivo registraram problemas no sinal de celular, em Assis (SP) na tarde desta segunda-feira (20). O problema que começou por volta das 14h, não permitia que os usuários se conectassem às redes 3G e 4G da empresa ou até realizassem alguma chamada.

Contudo, a falha no serviço não ocorreu apenas em Assis, de acordo com o Down Detector, várias partes do Brasil foram “pegas” pelo problema. Ainda segundo o site as cidades mais afetadas são: São Paulo, Rio De Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Curitiba, Presidente Prudente, Brasília, Porto Alegre, Fortaleza e Recife. Interior dos estados do Sul e Sudeste também parece sofrer com as falhas de serviço da operadora.

Regiões em vermelho e amarelo estão enfrentam problemas em se conectar às redes móveis da Vivo (Fonte: Down Detector)

Em Assis e região, alguns usuários relataram que já conseguiam utilizar os serviços da operadora por volta das 19h50.

A empresa ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso, mas estamos buscando informações oficiais e vamos atualizar esta publicação assim que possível.

Problema recorrente

No dia 16 de janeiro deste ano clientes da Vivo ficaram sem sinal de celular por pelo menos 5 horas.
Usuários da operadora registraram problemas no sinal de celular, em Assis (SP) e cidades da região como Cândido Mota (SP), Tarumã (SP) e outras.

Pouco depois das 17h, os aparelhos já exibiam a mensagem ‘sem serviço’ e, até as 20h50, ainda não havia sido restabelecido.

Na época, a empresa informou através de nota que a falha do serviço aconteceu devido a rompimento de fibra ótica, ocasionado por terceiros, os clientes móveis os clientes estavam com dificuldades para realizar e receber chamadas e utilizar a internet.

Especial Publicitário

Saiba como recuperar dados com o EaseUS Data Recovery

O AssisNews testou o EaseUS Data Recovery Wizard para Windows.

Publicado em

Do AssisNews

Neste artigo vamos abordar um assunto que cada vez mais vem sendo requisitado por pessoas e empresas ao redor do mundo: a recuperação de dados.

Convenhamos que não é exagero nenhum dizer que grande parte da vida de pessoas e de empresas estão em computadores. Documentos, fotos, vídeos, projetos, ideias, exames, e-mails são apenas alguns exemplos de coisas que passaram da forma física para a digital nos últimos anos e que ficaram suscetíveis aos mais variados problemas intrínsecos à tecnologia.

Quanto mais dados são gerados, maior a possibilidade de perdê-los, por isso, é importante conhecer ferramentas que possam lhe ajudar no momento da necessidade de recuperar algum dado perdido. Uma ferramenta que atende muito bem a esta demanda é o programa para recuperar dados “EaseUS Data Recovery, do qual vamos tratar daqui em diante.

O AssisNews testou o Data Recovery Wizard da EaseUS Software, um programa recuperador de arquivos perdidos das mais diversas formas, e que cumpre bem o seu papel. O programa tem uma versão gratuita, mas a versão que testamos foi a paga para Windows. 

Saiba como recuperar dados com o EaseUS Data Recovery (Foto: AssisNews)

Saiba como recuperar dados com o EaseUS Data Recovery (Foto: AssisNews)

Ao entrar no aplicativo, você tem a opção de escolher em qual disco quer procurar pelos arquivos apagados. O processo de digitalização vai demorar alguns minutos, então a sugestão é que o usuário faça alguma outra coisa enquanto espera.

Depois que a digitalização estiver completa, é só escolher qual a pasta ou arquivo que deve ser recuperado e clicar no botão “recuperar”. Caso o usuário não possa ou não queira fazer a recuperação dos dados do disco na hora, é possível salvar e deixar para outro momento. Ao mostrar o conteúdo apagado, o programa dá a opção de fazer uma visualização prévia dos arquivos, sejam eles fotos, vídeos ou outros arquivos.

Saiba como recuperar dados com o EaseUS Data Recovery (Foto: AssisNews)

Ao fazer a busca em um cartão microSD antigo, por exemplo, descobrimos fotos de um evento de alguns anos atrás que não estavam com o resto das fotos, ou seja, a gente até lembrava que tinha tirado, mas nunca mais iria ver na vida. Por estas e outras, o investimento em um programa de recuperação de dados é sempre válido. Nunca se sabe o que pode estar escondido em arquivos apagados em algum HD, SSD ou cartão de memória esquecido numa gaveta.

Todo mundo que mexe com computadores certamente passou por isso em algum momento, aquela tensão ao perceber que apagou sem querer algum arquivo importante, e perdeu fotos ou vídeos da família ou dos amigos, ou então quem sabe várias horas de trabalho. 

Pois é, perder dados importantes é algo que não se deseja nem pro pior dos inimigos. O pior de tudo é que, pelo menos na minha experiência, por mais cuidadoso que um usuário seja, é só uma questão de tempo até que algo imponderável aconteça e ele acabe perdendo dados importantes. É sempre melhor prevenir do que remediar, usando um programa de recuperação de dados como o EaseUS Data Recovery Wizard Professional.

O aplicativo tem uma versão gratuita, mas a versão que testamos foi a profissional, que pode efetivamente recuperar os dados. A versão free só serve para mostrar quais são os arquivos que podem ser recuperados, e suporte recuperar dados de 2GB de graça, então pra salvar mais dados importantes, você vai precisar comprar a versão paga.

Saiba como recuperar dados com o EaseUS Data Recovery (Foto: AssisNews)

O funcionamento do programa é bem simples, você escolhe qual disco rígido, SSD, flash drive ou cartão de memória quer analisar, e clica no botão “Digitalizar”, que aciona uma busca completa no local para mostrar o que pode ser efetivamente salvo. Essa parte do processo pode demorar, dependendo do tamanho do disco que está sendo analisado.

Depois disso, você pode ver em uma lista todos os arquivos que podem ser recuperados para fazer isso na hora, ou então salvar a busca para recuperar mais tarde. Com o Data Recovery Wizard dá pra salvar fotos, arquivos de vídeos e outros documentos que antes estavam totalmente inacessíveis para o usuário.

A recuperação é instantânea, basta escolher o arquivo e um local para salvá-lo (em outro disco que não seja o analisado, por favor) e clicar no botão “Recuperar Agora”. Dependendo da empolgação do usuário com o arquivo recuperado, ele pode até mesmo compartilhar a façanha nas suas redes sociais. Se ele achou mesmo que nunca mais iria poder acessar aquele conteúdo, pode dar vontade de contar pra todo mundo.

Saiba como recuperar dados com o EaseUS Data Recovery (Foto: AssisNews)

Ao contrário da versão para Mac, a versão para Windows permite fazer buscas de arquivos e dados perdidos dentro do próprio HD onde o sistema está instalado sem ter que entrar no modo de recuperação, o que é um ótimo diferencial e uma mão na roda.

É possível fazer buscas por tipos de arquivo ou pelo nome deles, para facilitar a vida do usuário. O EaseUS Data Recovery Wizard Professional é um aplicativo que cumpre o que promete, e que tem o potencial de salvar a nossa pele, dependendo de importância dos dados que tenham sido apagados ou perdidos.

Ah, para fechar o assunto, vale ressaltar que o EaseUS Data Recovery Wizard 12.9 recupera mais de 1.000 tipos de arquivos! Você não leu errado, é isso mesmo. Abaixo seguem alguns dos tipos:

  • Documento: DOC/DOCX, XLS/XLSX, PPT/PPTX, PDF, CWK, HTML/HTM, INDD, EPS, etc.
  • Imagem: JPG/JPEG, TIFF/TIF, PNG, BMP, GIF, PSD, CRW, CR2, NEF, ORF, SR2, MRW, DCR , WMF, RAW, SWF, SVG , RAF, DNG, etc.
  • Vídeo: AVI, MOV, MP4, M4V, 3GP, 3G2, WMV, MKV, ASF, FLV, SWF, MPG, RM/RMVB, MPEG, etc.
  • Áudio: AIF/AIFF, M4A, MP3, WAV, WMA, APE, MID/MIDI, RealAudio, VQF,FLV, MKV, MPG, M4V, RM/RMVB, OGG, AAC, WMV,APE, etc.
  • E-mail: PST, DBX, EMLX, etc. (Outlook, Outlook Express, etc)

*O conteúdo deste artigo é patrocinado.

Continue lendo

Tecnologia

Huawei anuncia nova fábrica de US$ 800 milhões no Estado de SP

Durante encontro com representantes da empresa em Xangai, Governo de São Paulo também tratou da tecnologia 5G, em discussão no Brasil.

Publicado em

Assessoria
Será segunda fábrica no Estado de SP. Gigante chinesa tem uma unidade em Sorocaba (Foto: AFP)
Será segunda fábrica no Estado de SP. Gigante chinesa tem uma unidade em Sorocaba (Foto: AFP)

Nesta sexta-feira (9), o Governador João Doria, o Secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, e o Secretário de Relações Internacionais, Julio Serson, se reuniram, em Xangai, com Steven Shen, Vice-Presidente da Huawei Brasil, e Atilio Rulli, Diretor Sênior de Relações Públicas e Governamentais.

“Essa reunião definiu as perspectivas de investimentos da Huawei no Brasil e em São Paulo. A Huawei já tem uma fábrica em Sorocaba, no interior de São Paulo, que emprega 2 mil funcionários diretos e 15 mil indiretos. Eles definiram um novo investimento em São Paulo: uma nova fábrica em uma nova cidade”, disse o Governador.

A escolha dessa cidade será feita pela Huawei nos próximos meses, dentro do polo de desenvolvimento tecnológico do Governo do Estado de São Paulo. A definição será dada por meio das circunstâncias de logística, disponibilidade de mão de obra, condições técnicas de implantação do novo site e da nova fábrica, representando um investimento de US$ 800 milhões nos próximos três anos (2020 a 2022).

A fábrica vai suportar, além do mercado doméstico brasileiro, também a exportação para a América do Sul.

“O programa do 5G, que foi definido nesta reunião, que não é apenas uma evolução, mas é uma revolução. Traz no âmbito do Estado, dos governos municipais, estaduais e federal, a perspectiva do uso dessa evolução tecnológica para a telemedicina, educação e segurança pública. A conexão para cada km² vai atingir 1 milhão de equipamentos, portanto, 1 milhão de usuários. É um salto fantástico em relação a capacidade de hoje”, completou Doria.

A Huawei e o Governo do Estado devem esperar o leilão dessa frequência, por meio da Anatel, com o acompanhamento do Ministério da Ciência e Tecnologia, do Governo Federal. A previsão é de que o leilão ocorra em março de 2020.

“Havendo o leilão, a Huawei terá condições, evidentemente, tendo um bom resultado, de ter a infraestrutura pronta e disponível no mercado em março de 2021”, disse o Governador.

Além disso, foi definido um investimento da Huawei, que ainda será definido o valor, no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), no período de 2020 a 2022. Será dedicado a tecnologia e inovação, e o apoio a academia.

“Recentemente, tivemos uma reunião no IPT, onde nós afirmamos que o Governo de São Paulo não faria nenhuma redução nos investimentos previstos no orçamento, mas também buscaríamos recursos, no setor privado, para aumentar o investimento em tecnologia e na pesquisa em São Paulo. A Huawei será uma dessas empresas a atender esse apelo de São Paulo”, declarou Doria.

Outro investimento será na área da educação, em um programa comandado pelo Secretário da Educação, Rossieli Soares.

“É um programa de inovação, tecnologia e digitalização da rede pública de ensino do ensino fundamental e básico”, disse o Governador. O objetivo é, até o final de 2022, que as escolas da rede pública estadual não utilizem mais giz e quadro negro, substituindo-os por computadores, tablets, smartphones e tecnologia de ponta, para professores e alunos.

A Huawei será uma das parceiras do programa, também para as Escolas Técnicas (ETECs) e Fatecs, do Centro Paula Souza.

“Para a Huawei é uma honra participar dessa parceria com o Governo do Estado de São Paulo. Nós fazemos esses investimentos para melhorar o ecossistema dos nossos parceiros da sociedade brasileira, das gestões públicas”, disse Atilio Rulli, Diretor Sênior de Relações Públicas e Governamentais da Huawei.

Missão China

A Missão China é a quarta missão empresarial de São Paulo no mercado externo e a maior de todas. Em busca de investimentos para o Estado de São Paulo, o Governador João Doria, junto com um grupo de empresários e cinco secretários de Estados (Agricultura e Abastecimento, Desenvolvimento Econômico, Fazenda e Planejamento, Transportes Metropolitanos e Relações Internacionais), desembarcou na segunda-feira (5), em Pequim onde fica até domingo (11), com agenda também nas províncias de Xian e Xangai.

A missão é liderada e foi organizada pela InvestSP, a agência de promoção de exportações e investimentos do Estado de São Paulo.

Além de estimular a geração de negócios para as principais cadeias produtivas do Estado, a Missão China 2019 está levando para empresas e investidores chineses as oportunidades de investimentos disponíveis em São Paulo. São 21 projetos disponíveis, sendo 16 de concessões e 5 de Parcerias Público Privadas, que totalizam R$ 37,6 bilhões em receitas que podem chegar aos cofres de São Paulo.

A Missão China 2019 conta com o apoio e suporte financeiros da AstraZeneca, Bank of Communications, Bank of China, CRRC, LinkLatters, Pinheiro Neto Advogados e PwC.

Continue lendo

Tecnologia

Liberação do FGTS 2019: como consultar pelo app da Caixa

“Como saber se tenho direito ao FGTS 2019?”. Aplicativo mostra valores depositados por empregadores que assinaram a carteira

Publicado em

Do TechTudo
Aplicativo do FGTS 2019 mostra depósitos feitos na conta do trabalhador no fundo — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

O aplicativo FGTS 2019, da Caixa Econômica Federal, é um dos meios pelo qual o trabalhador pode consultar e ver os valores depositados no FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). O governo anunciou a liberação do FGTS nesta quarta-feira (24). A quantia a ser disponibilizada dependerá de cada conta: quanto maior o saldo, menor será o percentual disponível para sacar, mas haverá um limite de R$ 500 por conta. O período de saque começa em setembro.

O app da Caixa requer um breve cadastro, feito pelo próprio celular, para exibir um relatório dos últimos vínculos trabalhistas. É possível consultar cada um e descobrir quanto há depositado. Ainda não se sabe se o software irá mostrar valores disponíveis para retirada. Veja, no tutorial, como usar as principais funções do programa para Android e iPhone (iOS).

Passo 1. Baixe o FGTS 2019 (Android) (IOs). Ao abrir, selecione a opção “Para o trabalhador” e toque em “Primeiro acesso” para criar uma conta;

Acesse o modo Trabalhador e crie uma conta no app FGTS 2019 — Foto: Reprodução/Paulo Alves 

Acesse o modo Trabalhador e crie uma conta no app FGTS 2019 — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 2. Toque em “Aceitar” para prosseguir e digite o seu número do NIS na janela pop-up;

Insira o número do NIS para começar o cadastro no FGTS 2019 — Foto: Reprodução/Paulo Alves 

Insira o número do NIS para começar o cadastro no FGTS 2019 — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 3. Preencha o cadastro e siga os passos mostrados no aplicativo para criar uma conta. Ao final, use o número do NIS e a senha configurada no registro para fazer login;

Informe dados pessoais e faça login no FGTS 2019 com uma senha — Foto: Reprodução/Paulo Alves 

Informe dados pessoais e faça login no FGTS 2019 com uma senha — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 4. O aplicativo mostra uma lista com todos os seus empregos com carteira assinada. Selecione um deles para obter um resumo do valor depositado. Clique em “Ver extrato” para obter mais detalhes;

Explore detalhes de uma conta ativa ou inativa do FGTS — Foto: Reprodução/Paulo Alves 

Explore detalhes de uma conta ativa ou inativa do FGTS — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 5. Confira o histórico de depósitos na sua conta do FGTS realizados por um empregador específico. Clique na seta na parte de cima para obter as suas informações pessoais, como número do PIS, carteira de trabalho e inscrição do empregador.

Veja histórico de depósitos e informações do trabalhador no FGTS 2019 — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Veja histórico de depósitos e informações do trabalhador no FGTS 2019 — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas