Fique conectado

Tecnologia

Google apresenta novidades do Android Q e atualizações de privacidade e assistente de voz

Empresa também trouxe inovações em reconhecimento de voz e um novo smartphone Pixel. Novidades foram apresentadas durante conferência de desenvolvedores Google I/O, que acontece na Califórnia.

Publicado em

160

O Google fez diversos anúncios nesta terça-feira (7) durante o evento para desenvolvedores Google I/O. A empresa apresentou novas ferramentas que, segundo o presidente da empresa, Sundar Pichai, irão “construir um Google mais útil para todo mundo”, além de novidades no sistema operacional Android e até um modelo mais barato do celular Pixel.

Pichai também afirmou que a companhia está facilitando o acesso ao controle de dados do usuário, com menos passos e informações mais acessíveis.

Android Q

Segundo o Google são atualmente 2,5 bilhões de aparelhos rodando o sistema operacional da empresa, fabricados por mais de 180 companhias. A atualização do sistema foi anunciada para 21 celulares de 13 fabricantes, incluindo Xiaomi, Huawei, LG, Pixel, Nokia, Oppo, Vivo, OnePlus, Redmi, Asus e Sony. Samsung, apesar de ser a líder mundial na venda de celulares, não estava na lista apresentada pelo Google.

O Android Q terá funções apropriadas paras os celulares dobráveis, que foram anunciados por diversas fabricantes este ano. O novo sistema operacional também terá um “modo noturno”, mais escuro que ajuda a salvar bateria.

Novidades do Android Q vão permitir a pais definir tempo limite de uso de aplicativos. — Foto: Divulgação/Google

O foco da nova geração do Android também será em privacidade e segurança. A empresa anunciou o Google Play Protect, ferramenta que irá escanear bilhões de aplicativos a fim de garantir a segurança da loja de apps do Google.

Com o Android Q também será mais fácil implementar atualizações de segurança e privacidade, de maneira separada e sem reiniciar o celular. Será possível ao usuário fazer atualizações desse tipo separadas de atualizações maiores.

As funções de privacidade estão mais acessíveis e com maior controle do usuário. Nesse sentido, o Android Q também conta com mais controle parental, permitindo morar os downloads que crianças fazem de aplicativos e otempo gasto em cada um deles.

Assistente de voz e novas funções

Veja outras novidades que a empresa anunciou:

  • Pesquisa de notícias mais especializada, com linha do tempo e matérias aprofundadas;
  • Realidade aumentada na câmera nas buscas também foi apresentado, podendo “trazer” as pesquisas para o mundo real;
  • Novas funções do Google Lens: a empresa aumentou o escopo de funções da busca por câmeras, permitindo até ler o cardápio do restaurante, destacando o que é mais popular e mostrando fotos. A função também lê cartazes e consegue traduzi-los e até ajuda a calcular gorjeta para o garçom e dividir a conta em um restaurante;
  • Pichai apresentou novas funcionalidades do Google Duplex e do assistente de voz, que agora permite não só ligar para marcar horários, mas também completar formulários na web. O exemplo usado foi o aluguel de um carro, que agora pode ser feito pelo assistente de voz. Mais detalhes serão dados no final do ano;
  • O Google Assistente ficou 10 vezes mais rápido e ganhou capacidade de fazer multi-tarefas sem precisar dar o comando de voz a cada uma delas. Será possível mandar e-mails, pedir um carro para o hotel e responder mensagens. Essas novidades serão primeiro implementadas nos telefones Pixel, do próprio Google, no final deste ano;
  • O Assistente também passa a ser mais integrado com a vida do usuário, entendendo quais contatos são importantes, permitindo fazer lembretes e funções personalizadas;
  • Novo “modo dirigir” do Assistente, que será lançado no meio de 2019, trará funções como rotas mais rápidas para compromissos já agendados, além de escutar podcasts e outras tarefas enquanto o usuário está ao volante;
  • Agora haverá um “modo anônimo” no Google Maps, que possibilitará que buscas por locais e trajetos não sejam salvos na conta do usuário;
  • “Live Caption” é uma nova habilidade do Android que permitirá criar legendas automáticas para qualquer conteúdo: de vídeos na internet a podcasts e até vídeos gravados em casa pelos usuários;
  • Outra função semelhante, chamada “Live Relay”, será útil para pessoas com dificuldade de fala, que poderão interagir com uma ligação digitando e sendo interpretados pelo assistente pessoal;
  • O Google também mostrou avanços num projeto para fazer reconhecimento de voz de pessoas com problemas de fala, que sofreram um AVC, por exemplo, para que o Assistente tenha capacidade de reconhecer todas as pessoas.

Sundar Pichai, CEO do Google, revela novidades da empresa no evento Google I/0 — Foto: Justin Sullivan / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Novo Pixel

O Google também trouxe as versões “baratinhas” do Pixel, celular fabricado pela própria empresa. O Pixel 3a e Pixel 3a XL custam US$ 399 e US$ 479, “metade do preço dos celulares topo de linha”, segundo o Google.

Com tela OLED de 5,6 polegadas no 3a e de 6 polegadas no 3a XL, câmera topo de linha, e bateria que promete durar até 30 horas, o novo celular vem para competir no mercado de aparelhos de preço intermediário com característica dos mais caros.

Novos Pixel 3a e 3a XL, apresentados durante a Google I/O — Foto: Luciana Oliveira/G1 Novos Pixel 3a e 3a XL, apresentados durante a Google I/O — Foto: Luciana Oliveira/G1
Novos Pixel 3a e 3a XL, apresentados durante a Google I/O — Foto: Luciana Oliveira/G1

Funcionalidades como realidade aumentada e o Google Assistente melhorado também pretendem dar um ar premium ao aparelho mais barato.

O anúncio não inclui o Brasil como um dos países em que o smartphone será lançado. Segundo Mario Queiroz, VP global de produtos do Google, os novos aparelhos serão lançados apenas em mercados onde o Pixel 3 já estava disponível.

Tecnologia

App para ficar velho: FaceApp volta a fazer sucesso com efeito de idoso

FaceApp está em alta nas redes sociais e é 1º lugar nas lojas de aplicativo; veja como usar.

Publicado em

Do TechTudo
FaceApp, app com efeito de velho, chegou ao topo das lojas da Apple e do Android (Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo)
FaceApp, app com efeito de velho, chegou ao topo das lojas da Apple e do Android (Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo)

O aplicativo FaceApp, que virou febre em 2017 por mostrar como você vai ficar mais velho, voltou a ser sucesso nas redes sociais pelo mesmo motivo. Diversas publicações de famosos e anônimos, principalmente no Instagram, mostrando como seriam suas aparências quando ficassem idosos, fizeram o aplicativo chegar ao 1º lugar na App Store e na Google Play Store neste domingo (14), superando serviços como WhatsApp, Facebook, YouTube e Instagram.

O FaceApp utiliza um sistema de reconhecimento facial para fazer montagens e transformar o rosto das pessoas em velhos, crianças, para o gênero oposto, mudar a cor do cabelo, entre outras possibilidades. Na opção de idoso, são adicionados cabelos brancos e rugas ao rosto do usuário.

No Google Trends, ferramenta que monitora as buscas na Internet, houve um aumento do interesse pelo termo “app que deixa velho”, com pico no último sábado (13), às 22h. O nome do aplicativo também foi bastante pesquisado durante a madrugada, com pico à meia-noite de hoje, segundo a plataforma do Google.

Continue lendo

Saúde

Aplicativo do SUS: saiba ver agendamentos de consultas pelo Meu digiSUS

App oficial do Ministério da Saúde é compatível com celulares Android e iPhone (iOS).

Publicado em

Do TechTudo
Saiba como usar o app Meu digiSUS no celular — Foto: Helito Beggiora/TechTudo
Saiba como usar o app Meu digiSUS no celular — Foto: Helito Beggiora/TechTudo

O Meu digiSUS é o aplicativo oficial do Ministério da Saúde para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Compatível com celulares Android e iPhone (iOS), o app permite visualizar o seu histórico de saúde, encontrar postos, hospitais e farmácias, marcar consultas, acompanhar agendamentos e mais. Para utilizar os recursos da plataforma, é necessário realizar o seu cadastro no portal Brasil Cidadão.

No tutorial a seguir, confira como usar o app Meu digiSUS. O procedimento foi realizado em um Moto E5 Plus, da Motorola, rodando o Android 8.0 Oreo, mas as dicas também valem para usuários da plataforma da Apple e para outros aparelhos com o sistema do Google.

Passo 1. Baixe e instale o app Meu digiSUS. Ao abri-lo pela primeira vez, deslize a tela algumas vezes para a esquerda e toque em “Entrar”. Faça login usando sua conta do Brasil Cidadão ou registre-se gratuitamente;

Acesse a sua conta do Brasil Cidadão ou cadastre-se grátis para entrar no Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Acesse a sua conta do Brasil Cidadão ou cadastre-se grátis para entrar no Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Passo 2. Na tela principal do aplicativo, toque em “Minha Saúde” para ver e editar seus dados pessoais, medicamentos, vacinas, exames, alergias, informações nutricionais, médicos que lhe atendem e mais;

Acessando informações pessoais sobre a sua saúde com o Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Acessando informações pessoais sobre a sua saúde com o Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Passo 3. Em “Serviços de Saúde”, você pode localizar hospitais, farmácias populares, maternidades, serviços de urgência e centros de especialidades próximos da sua localização atual. Para isso, o aplicativo pedirá acesso ao GPS do seu celular;

Localizando serviços de saúde com o Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Localizando serviços de saúde com o Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Passo 4. Abra “Medicamentos” para ver e cadastrar seus medicamentos. Você também pode localizar uma farmácia popular próxima a você e ver algumas informações sobre o programa e medicamentos disponibilizados pelo SUS;

Acessando registro de medicamentos do Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Acessando registro de medicamentos do Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Passo 5. Toque em “Atendimento SUS” para ver as suas consultas agendadas, ver a fila de espera e visualizar o histórico de consultas realizadas. Em “Agendar consulta”, é possível marcar uma consulta com o médico que lhe atende;

Agendando atendimento pelo SUS no app Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Agendando atendimento pelo SUS no app Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Passo 6. Em “Ouvidoria SUS”, você pode acompanhar e registrar reclamações, denúncias, solicitações e sugestões de melhorias para o sistema. Por lá, também é possível ligar para o número 136 para tirar dúvidas sobre doenças e obter informações sobre ações e programas do Ministério da Saúde;

Acessando ouvidoria do app Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Acessando ouvidoria do app Meu digiSUS — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Passo 7. Acessando a aba “Campanhas”, você encontra informações sobre as ações e programas promovidos pelo Ministério da Saúde. Toque sobre o botão verde em destaque, na barra inferior, para agendar um atendimento médico, retirada de medicamentos, ver a sua carteirinha de vacinação e outras ações rápidas;

Visualizando campanhas do Ministério da Saúde no app — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Visualizando campanhas do Ministério da Saúde no app — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Passo 8. Na aba “Avisos”, é possível visualizar as notificações do aplicativo Meu digiSUS. Por fim, acesse a aba “Mais” para visualizar informações sobre o app, alterar a sua senha, visualizar outros aplicativos do Ministério da Saúde e sair da sua conta.

Acessando notificações e configurações do app — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Acessando notificações e configurações do app — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Pronto! Aproveite as dicas de como usar o app Meu digiSUS para agilizar o atendimento médico em consultas do SUS.

Continue lendo

Facebook

Facebook, WhatsApp e Instagram têm problemas nesta quarta-feira

Usuários reclamam de falha no envio de mídias, como fotos, vídeos e áudios; empresa diz estar ‘ciente’. Também foi relatada instabilidade no Twitter para envio de mensagens.

Publicado em

Do G1
Facebook, Instagram e WhatsApp passam por instabilidade nesta quarta-feira (3). — Foto: Dado Ruvic/Reuters
Facebook, Instagram e WhatsApp passam por instabilidade nesta quarta-feira (3). — Foto: Dado Ruvic/Reuters

As plataformas do Facebook, incluindo Whatsapp e Instagram, estavam com problemas de funcionamento na manhã desta quarta-feira (3). Entre os principais problemas encontrados pelos usuários estão o envio de mídias, como fotos, vídeos, áudios e figurinhas (no caso do WhatsApp).

As 3 plataformas pertencem ao Facebook.

O Twitter também registrava instabilidade para envio de mensagens privadas.

Em seu perfil no Twitter, o Facebook afirmou no começo desta tarde que “está ciente de que algumas pessoas estão tendo problemas para enviar ou anexar imagens, vídeos e outros arquivos nos aplicativos” da empresa.

“Sentimos muito pelo problema e estamos trabalhando para que tudo volte ao normal o mais rápido possível”. E marcou a hashtag #facebookdown , que está sendo compartilhada pelos usuários que relatam falhas. Esta e as hashtags #instagramdown e #whatsappdown estavam entre os trending topics mundiais do Twitter no começo desta tarde.

A última vez que todas as 3 plataformas do Facebook ficaram instáveis ao mesmo tempo foi no dia 13 de março, quando o problema durou várias horas. Na época, a empresa disse que uma mudança de configuração em servidor causou falha nos aplicativos.

O site Down Detector, que aglomera relatos de consumidores sobre o status de serviços online, teve fortes reclamações sobre as redes sociais do Facebook e também sobre o Twitter.

A maior parte dos usuários que passaram por problemas no WhatsApp estão no Brasil, Argentina, Peru, Colômbia e alguns países da Europa. Já o Facebook e o Instagram tiveram muitas reclamações nos Estados Unidos e também na Europa.

No Twitter, usuários reclamaram dos problemas que encontraram nas redes sociais

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas