Fique conectado

Tecnologia

Natal é um mau momento para trocar de smartphone, aponta levantamento

Levantamento mostra que os celulares tiveram um aumento de preço de 24,2% entre os dias 1º de novembro e 11 de dezembro.

Publicado em

172

Natal é um mau momento para trocar de smartphone, aponta levantamento

O Natal promete ser um momento ruim para trocar de smartphone. É o que aponta um levantamento da Precifica, que mostrou os celulares tiveram um aumento de preço de 24,2% entre os dias 1º de novembro e 11 de dezembro. Outra categoria que subiu no período foi a de TV e Vídeo, enquanto os jogos tiveram uma redução significativa no preço.

De forma geral, o levantamento da Precifica mostra que o preço médio de produtos no comércio eletrônico teve um aumento de 12,6% entre o início de novembro e o dia 11 de dezembro. Durante o período, foram analisados cerca de 8.053 produtos no sites de e-commerce no Brasil, incluindo marketplaces.

Entre as categorias a se evitar neste fim de ano, a principal é a de celulares e smartphones. O preço médio dos modelos era de R$ 1.401 no dia 1ºde novembro e sofreu variações até chegar a um valor de R$ 1.740 a duas semanas do Natal. Já a categoria de TV e Vídeo teve alta de 21,4% no mesmo período.

Por outro lado, alguns produtos apresentaram quedas durante as semanas analisadas. A categoria de brinquedos teve uma baixa de preço médio de 18,5% no período, seguida por eletrodomésticos com 2,5% de redução. No entanto, os produtos que mais ficaram baratos no período foram os jogos, que reduziram seus valores médios em 21,5%. Inclusive, a Sony, Microsoft e Steam estão fazendo promoções de games digitais em suas lojas.

Ainda de acordo com a Precifica, a maior queda do preço médio do comércio eletrônico foi registrada em 24 de novembro, dia seguinte à Black Friday. Nesta data, os produtos sofreram uma deflação de 9,9%. Já a maior alta foi registrada no dia 7 de novembro, com 32,3% em relação ao início do levantamento. Apesar da alta do preço, o Natal segue sendo a principal data do e-commerce brasileiro com previsão de faturamento de R$ 9,4 bilhões, segundo a Associação Brasileira do Comércio Eletrônico.

Tecnologia

Xiaomi abre loja física em São Paulo e atrai milhares de fãs

No dia da inauguração, os produtos estavam com 30% de desconto. O estoque durou apenas 40 minutos.

Publicado em

Agência Estado
Xiaomi abre loja física em São Paulo e atrai milhares de fãs

No sábado (1), a Xiaomi inaugurou sua primeira loja física no Brasil, no Shopping Ibirapuera, em São Paulo. A marca chinesa é a quarta maior fabricante de smartphones do mundo. Além dos smartphones, o público poderá encontrar diversos produtos, como patinetes, luminárias, fones de ouvido, aspirador robótico, bicicletas elétricas, power banks, projetor e muitos outros produtos e acessórios.

No dia da inauguração, os produtos estavam com 30% de desconto. A marca chinesa vendeu seu smartphone topo de linha por R$ 2,8 mil. Vendido normalmente por R$ 4 mil. O estoque durou apenas 40 minutos.

Para quem não é de São Paulo, a Xiaomi também disponibilizará uma versão brasileira do seu site, onde as pessoas poderão adquirir os produtos da marca.

Continue lendo

Internet

Anatel aprova frequências que servirão para 5G no Brasil

Próximo passo é definir relator para edital de licitação das frequências. Faixas escolhidas foram 2,3GHz e 3,5GHz.

Publicado em

Do G1
Anatel aprova frequências que servirão para 5G no Brasil
Anatel aprova frequências que servirão para 5G no Brasil

A Anatel deliberou nesta quinta-feira (23) o destino e a regulamentação sobre o uso das faixas de 2,3 GHz e 3,5GHz, que serão usadas para a internet móvel de quinta geração, o 5G.

Segundo a Anatel, a faixa de 2,3 GHz é um importante para alinhamento com sistemas mundiais do tipo IMT (sigla em inglês para Telecomunicações Móveis Internacionais), enquanto que a faixa de 3,5 GHz é tida por muitos como a porta de entrada para as redes de altíssima velocidade da quinta geração de telefonia.

“A aprovação dessas duas matérias é um passo importante para o processo licitatório no qual temos trabalhado, para que seja contemplado o interesse nacional”, destacou em nota o presidente da Anatel, Leonardo de Morais.

O próximo passo é determinar um relator para o edital que será aberto para o leilão das redes no ano que vem. Depois, o edital irá para uma consulta pública.

Segundo a Anatel, a destinação das frequências levou em consideração blocos, arranjos, distribuição geográfica e contrapartidas a serem exigidas dos vencedores da futura licitação, até possíveis medidas preventivas e corretivas para mitigar eventuais interferências prejudiciais entre os sistemas de radiocomunicação.

Continue lendo

Tecnologia

Clientes da Vivo ficam sem sinal de celular por várias horas em Assis

Problema atingiu clientes em várias partes do Brasil. A empresa ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

Publicado em

Do AssisNews
Clientes da Vivo ficam sem sinal de celular por várias horas em Assis

Usuários da telefonia móvel Vivo registraram problemas no sinal de celular, em Assis (SP) na tarde desta segunda-feira (20). O problema que começou por volta das 14h, não permitia que os usuários se conectassem às redes 3G e 4G da empresa ou até realizassem alguma chamada.

Contudo, a falha no serviço não ocorreu apenas em Assis, de acordo com o Down Detector, várias partes do Brasil foram “pegas” pelo problema. Ainda segundo o site as cidades mais afetadas são: São Paulo, Rio De Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Curitiba, Presidente Prudente, Brasília, Porto Alegre, Fortaleza e Recife. Interior dos estados do Sul e Sudeste também parece sofrer com as falhas de serviço da operadora.

Regiões em vermelho e amarelo estão enfrentam problemas em se conectar às redes móveis da Vivo (Fonte: Down Detector)

Em Assis e região, alguns usuários relataram que já conseguiam utilizar os serviços da operadora por volta das 19h50.

A empresa ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso, mas estamos buscando informações oficiais e vamos atualizar esta publicação assim que possível.

Problema recorrente

No dia 16 de janeiro deste ano clientes da Vivo ficaram sem sinal de celular por pelo menos 5 horas.
Usuários da operadora registraram problemas no sinal de celular, em Assis (SP) e cidades da região como Cândido Mota (SP), Tarumã (SP) e outras.

Pouco depois das 17h, os aparelhos já exibiam a mensagem ‘sem serviço’ e, até as 20h50, ainda não havia sido restabelecido.

Na época, a empresa informou através de nota que a falha do serviço aconteceu devido a rompimento de fibra ótica, ocasionado por terceiros, os clientes móveis os clientes estavam com dificuldades para realizar e receber chamadas e utilizar a internet.

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas