Menino de Maracaí morreu por febre maculosa, aponta exames

Kauã Francisco dos Santos tinha apenas 8 anos. Ele é a 15ª vítima fatal da doença registrada no estado de São Paulo.

O resultado do primeiro exame realizado pelo Instituto Adolf Lutz que aponta a febre maculosa como a causa da morte de um menino de 8 anos, no mês passado, foi divulgado nesta terça-feira (31). A doença é transmitida pelo carrapato estrela, muito comum em capivaras.

Kauã Francisco dos Santos, passou por atendimento por duas vezes no hospital de Maracaí e não melhorou. Ele foi levado até o Centro de Saúde da prefeitura. Onde o estado de saúde do menino seguiu complicado e ele foi levado novamente para o hospital de Maracaí.

Seis dias depois do primeiro atendimento, Kauã foi transferido para o Hospital Regional de Assis. Porém, o quadro clínico piorou e ele acabou morrendo no dia 15 de julho.

15ª vítima

Kauã é a 15ª vítima fatal da doença registrada neste ano no estado de São Paulo, além de 32 casos de infecção. Em 2017, a doença causou 32 mortes. Foram ainda registrados 29 casos em que o paciente se recuperou da doença. Em 2016, as mortes chegaram a 64.

A febre maculosa é causada por uma bactéria transmitida por picadas do carrapato-estrela, que costuma parasitar capivaras.

Entre os sintomas estão febre alta, dores abdominais e manchas no corpo, semelhantes ao sarampo. Se não tratada, a doença pode matar em até dez dias após o contágio.

Os carrapatos transmissores podem ser encontrados em várias regiões do país como Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Distrito Federal e parte da Bahia.

#MAIS LIDAS DA SEMANA