Capacetes que já salvam vidas em Palmital, em Assis ainda estão encaixotados

No dia 5 de abril, Nami Sabeh, da ACIA, entregou capacete ao prefeito José Aparecido Fernandes (Foto: Divulgação)

No dia 5 de abril, Nami Sabeh, da ACIA, entregou capacete ao prefeito José Aparecido Fernandes (Foto: Divulgação)

Até esta quarta-feira (28), os 44 capacetes respiradores, capazes de evitar intubação de pacientes infectados pelo coronavírus, doados pela Associação Comercial Industrial de Assis a unidades hospitalares de Assis, Cândido Mota e Pedrinhas Paulista continuavam sem uso e encaixotados.

Enquanto isso, em Palmital os equipamentos têm sido usado há semanas e os resultados comemorados por pacientes e profissionais de saúde.

“Nas últimas semanas, após recebermos os capacetes respiradores da empresa Plasútil, iniciamos o processo de treinamento da equipe de Fisioterapia e a aplicação desse método nos pacientes que apresentavam baixa saturação e muita falta de ar”, informou a direção da Santa Casa de Palmital.

Na vizinha cidade, a pouco mais de 30 km de Assis, a primeira paciente a utilizar o equipamento foi uma mulher de 68 anos de idade. “Ela foi muito solícita e proativa na utilização”. Segundo a equipe médica da Santa Casa, “a paciente apresentou grande melhora na sua oxigenação já nos dois primeiros dias de uso, chegando a uma saturação de 97%”.

De acordo com a unidade hospitalar, “a idosa permaneceu 20 dias internada e recebeu alta hospitalar esta semana”.

Um outro paciente na Santa Casa de Palmital chegou a apresentar 80% de comprometimento pulmonar. “Ele fez uso do capacete respirador, mostrando-se muito proativo e aceitando bem o tratamento, o que foi de fundamental importância para o sucesso e a melhora da sua saturação”, revela uma representante da Santa Casa.

Recuperado, o paciente “também recebeu alta médica e já está em casa”, informa a Santa Casa.

Para a equipe médica de Palmital “o capacete, com esses dois pacientes, mostrou-se muito eficiente e evitou que ambos fossem intubados. Os pacientes não precisam ser sedados e apresentam melhor evolução posterior”, comemora a direção da Santa Casa de Palmital.

EM ASSIS CAPACETES DOADOS PELO ACIA ESTÃO ENCAIXOTADOS HÁ QUASE UM MÊS

Na manhã da segunda-feira, dia 5 de abril, na presença da diretoria e de representantes dos Conselhos da Mulher Empreendedora e do Jovem Empreendedor, a Associação Comercial Industrial de Assis fez a entrega dos capacetes respiradores adquiridos com recursos obtidos através de uma ‘vaquinha’. Veja abaixo a relação dos doadores.

Para ‘ganhar tempo’, o presidente da entidade, Nami Sabeh, em entrevista concedida à rádio Voz do Vale FM, explicou que os equipamentos foram transportados num avião, que saiu de Fortaleza, onde está situada a fábrica, para Ourinhos, no sábado, dia 3 de abril.

Naquele mesmo dia, representantes da ACIA acompanharam o desembarque e trouxeram os capacetes para Assis.

A informação, dada à época por um jovem empreendedor que participou de toda campanha, era que o próximo passo seria “treinar os trabalhadores da saúde para manusear os equipamentos”. Segundo a previsão de todos envolvidos, o treinamento, realizado de maneira on line, ocorreria ‘o mais breve possível’ e “em poucos dias, os capacetes estariam salvando vidas”.

No dia da entrega dos capacetes, em solenidade que contou com a presença do prefeito José Aparecido Fernandes, a própria ACIA divulgou: “Com a doação, terá início o treinamento dos profissionais para colocar os dispositivos em funcionamento imediato”.

Não foi o que aconteceu.

Na manhã desta terça-feira, dia 27 de abril, diante de tantas reclamações nas redes sociais e alguns programas de rádio com o atraso no uso dos equipamentos nas unidades de saúde de Assis, a direção da Associação Comercial Industrial de Assis decidiu emitir uma nota pública de esclarecimento.

“A ACIA – Associação Comercial Industrial de Assis-, por meio de seus Conselhos do Jovem Empreendedor e da Mulher Empreendedora, esclarece que realizou a entrega dos capacetes ‘elmo’, arrecadados na campanha #salvevidas, bem como encaminhou o conteúdo do treinamento de seu manuseio aos hospitais para que os mesmos realizem em curto prazo e coloquem os equipamentos em uso o mais rápido possível.”

Segundo o secretário da Associação Comercial, Fernando Rocha, os capacetes foram distribuídos às seguintes unidades de saúde: UPA de Assis (16 unidades), Santa Casa de Assis (16 unidades), Hospital Regional de Assis (05 unidades), Santa Casa de Cândido Mota (05 unidades) e Pedrinhas Paulista (01 unidade).

OS DOADORES – Veja a relação das empresas e pessoas físicas que fizeram doações para aquisição dos capacetes e recursos visando arcar as despesas com o treinamento para manuseio do equipamento:

ACIA
Agroterenas
Antônio e Luciene Schiavão
Escritório Bermejo’s
Cabonnet
Carlito Modas
Cavassini Móveis e Decoração
Coop. Agropecuária de Pedrinhas
Drogarias Catedral
Francisco V. G. N. Ltda
Grupo Parceiros da Serra
Guadaim Móveis e Eletro
Hengel
Hospital de Olhos
Inoar
Interlagos Auto Peças
Nascimento Transportes
Loja Maçônica Ordem e Justiça
Mariótica
Messen Imobiliária
Pax Pneus
Pharmacia Antiga
Polo Equipamentos e Indústria
Posto Belassis
Posto GD
Postos Stella & Almeida
Pratcasa
Quântico Digital
Rebeca Atacarejo
Rosemeire Garcia Caetano
Rotary Assis do Vale
Shoozz
Smith 340
Sol da Terra
Supermercados Avenida
Tenente Gênova e família
Turma de Educação Física 1985 (Ieda)
Unimed
Xavier Ferramentas

*JORNAL DA SEGUNDA

#MAIS LIDAS DA SEMANA