Assis registra uma morte por Covid-19 após 15 dias e o aumento de internações hospitalares

Aumentou número de internações em UTI (Foto: Arquivo)

Aumentou número de internações em UTI (Foto: Arquivo)

A cidade de Assis voltou a registrar óbito por complicações de Covid-19 após um período de 15 dias nesta quarta-feira (28), e experimentou um pequeno aumento de internações hospitalares provocadas pela doença.

O boletim oficial da Secretaria Municipal da Saúde confirmou a morte de uma mulher de 88 anos, que estava internada na cidade.

O último registro tinha sido no dia 13 de julho, quando um homem de 51 anos morreu por complicações da doença.

O boletim que acompanha a evolução da pandemia em Assis também trouxe a preocupante informação do aumento de internações hospitalares, principalmente nas Unidades de Terapia Intensiva.

Nesta quarta-feira, eram 45 hospitalizados, sendo 22 moradores de Assis e 23 da região. No dia anterior, eram 40 pacientes atendidos nos três hospitais da cidade.

A ocupação de UTI por assisenses, num curto período de 24 horas, quase dobrou. Subiu de seis para 11 leitos.

Dos pacientes de Assis, 11 estavam em leitos de UTI -três mulheres e oito homens- e 11 permaneciam em alas clínicas, sendo seis de cada sexo.

Surgiram 18 novos casos positivos de Covid-19 nas últimas 24 horas e Assis totaliza 14.106 pessoas infectadas desde o início da pandemia, dos quais 12.408 já estão ‘recuperados’, segundo a Secretaria da Saúde, por terem concluído isolamento domiciliar ou recebido alta médica.

Das 44.178 notificações registradas nas unidades de saúde desde o início da pandemia, 28.772 exames foram descartados para a doença.

Nesta quarta-feira, 1.300 pessoas continuavam aguardando encerramento de caso ou esperando resultado de exames encaminhados para análise laboratorial.

*JSOL

#MAIS LIDAS DA SEMANA