Manifestação reúne mais de três mil pessoas em Assis

Polícia Militar acompanhou a manifestação. Assisenses e pessoas das cidades vizinhas reivindicaram melhoria na saúde, educação e segurança.

Um movimento democrático, esta é a definição da passeata realizada em Assis nesta quinta-feira, dia 20 de junho, onde mais de três mil pessoas entre jovens e adultos ativistas, estudantes, vereadores e pessoas de várias cidades da região tomaram a Av. Rui Barbosa, principal Avenida de Assis, em apoio aos protestos que acontecem em todo o território Nacional.

Muitos jovens participaram do manifesto realizado nesta quinta, 20, em Assis (Foto: Marcos Diniz)

Empunhando cartazes, alguns de rostos pintados nas cores da Bandeira do Brasil, gritando palavras de ordem e cantando o Hino Nacional, os manifestantes partiram da Praça Arlindo Luz, em frente à antiga estação Ferroviária rumo ao marco central nos altos da Avenida Rui Barbosa.

Sem violência, com ordem e respeito mostraram a indignação a atual situação que o País vem passando atualmente.

O Gigante acordou

Desta forma, a manifestação ocorreu de forma tranquila pelo centro da cidade, sendo acompanhados e escoltados pela Polícia Militar a qual não registrou nenhum incidente envolvendo os manifestantes, tampouco depredação ou ato de vandalismo que infelizmente fora registrado em outras.

O momento mais emocionante da passeata aconteceu na concentração final, onde alguns jovens ignorando o risco de queda colocaram a bandeira do Brasil na estátua do padroeiro da cidade, São Francisco de Assis, juntamente com uma faixa que dizia “o Gigante acordou”, neste momento as pessoas cantaram o Hino Nacional em grande voz e muita emoção.

Segundo os participantes, o movimento atingiu o objetivo que é chamar a atenção dos Governos, tanto local quanto federal, para o descontentamento causado pelas altas taxas de impostos pagos pelos Brasileiros e do retorno que não esta acontecendo na educação, saúde e segurança, pelos gastos exorbitantes que estão sendo aplicados na construção e reforma de Estádios, assunto ainda mais fomentado por uma declaração de Ronaldo fenômeno que falou em uma coletiva de imprensa que “Copa do mundo não se faz com a construção de Hospitais”.

As manifestações tiveram início em São Paulo Capital, pelo Movimento Passe Livre, após o anuncio do aumento das passagens do transporte público.

E este aumento foi o suficiente para a explosão de revolta dos Brasileiros acerca da atual situação em que o País está, e também da corrupção generalizada na política Brasileira, fato que agora ganhou destaque internacional justamente porque as manifestações ocorrem durante o evento da Copa das Confederações onde vários países disputam o torneio inter-continental.

Região
Manifestações estão sendo preparadas em outras cidades da região em apoio as outras deflagradas pelo resto do país, os resultados já podem ser vistos, com o recuo dos preços do transporte público em várias capitais estaduais e a queda na aceitação do Governo Dilma, as manifestações ganharam a grandeza que tem, graças ao movimento “Anônimos” e ás redes sociais que convocam as pessoas a irem para as ruas protestarem, ganhando força e adesões em grande massa.
Confira todas as fotos na galeria abaixo:

#MAIS LIDAS DA SEMANA