Após 40 dias, cratera aberta em avenida de Assis não está consertada

Buraco aberto durante chuva tem cerca de seis metros de profundidade.
Valor da obras é estimado em R$ 900 mil; conserto deve começar em março.

Imagens mostram dimensão da cratera em Assis (Foto: Rodrigo Vella/Divulgação)
Imagens mostram dimensão da cratera em Assis (Foto: Rodrigo Vella/Divulgação)

A cratera de aproximadamente seis metros de profundidade que se abriu na Avenida Otto Ribeiro durante um temporal, em Assis (SP), há mais de quarenta dias, ainda não foi consertada. O buracão interrompeu o trânsito na Avenida Otto Ribeiro. Além dos estragos, um carro foi levado pela correnteza do Rio Jacú, matando o motorista.

Segundo o secretário de obras Clóvis Marcelino o valor estimado da obra é de R$ 900 mil. A previsão é que comece em março e termine em 55 dias.

Cratera se formou em avenida de Assis (Foto: Reprodução/TV TEM)
Cratera se formou em avenida de Assis (Foto: Reprodução/TV TEM)

Segundo os bombeiros, com o acúmulo da água da chuva, a tubulação acabou não suportando a pressão da água e cedeu e partiu ao meio a avenida. Até um poste foi engolido pela cratera. A cratera abriu onde passa o córrego do jacu que recebe grande quantidade da água da chuva da cidade.

O carro só foi encontrado horas depois na margem do córrego cinco quilômetros para frente de onde caiu. O corpo do motorista que estava desaparecido desde a chuva foi encontrado dentro de um córrego em Cândido Mota. O corpo de José Misael Gomes, 63 anos, foi encontrado a oito quilômetros do local onde ele teria desaparecido, segundo os bombeiros.

#MAIS LIDAS DA SEMANA