Corpo de motorista que teve carro arrastado durante chuva é encontrado

Cratera de 6 metros de profundidade se abriu em avenida de Assis (SP).
Corpo foi encontrado em córrego de Cândido Mota nesta quinta-feira (5).

Local onde corpo foi encontrado está interditado (Foto: Arquivo Pessoal)
Local onde corpo foi encontrado está interditado (Foto: Arquivo Pessoal)
Corpo de homem de 63 anos foi encontrado (Foto: Reprodução/TV TEM)
Corpo de homem de 63 anos foi encontrado
(Foto: Reprodução/TV TEM)

O corpo do motorista que estava desaparecido desde a chuva forte que atingiu Assis na tarde de quarta-feira (4)foi encontrado dentro de um córrego em Cândido Mota (SP) no fim da manhã desta quinta-feira (5).

O carro de José Misael Gomes, 63 anos, foi arrastado pela correnteza depois que uma cratera de cerca de 6 metros de profundidade se abriu no meio da Avenida Otto Ribeiro na quarta-feira (4). De acordo com o Instituto de Pesquisas Meteorológicas em uma hora choveu um terço do previsto para todo o más de janeiro.

O corpo da vítima foi encontrado a oito quilômetros do local onde ele teria desaparecido, segundo os bombeiros. O local onde o motorista foi encontrado está interditado. Segundo os familiares, José Misael é morador de Cândido Mota e voltava do trabalho para casa quando aconteceu o acidente.

Segundo testemunhas, o veículo descia a avenida e ao atingir a água que já encobria o asfalto acabou rodando e foi levado pela correnteza.

“Eu vi quando o carro desceu e ele ficou parado aqui no meio da enxurrada, rodopiando e de repente ele não deu conta mais e a enxurrada levou ele embora, ele caiu dentro do buraco de roda pra cima. Foi coisa de segundo”, conta a empregada doméstica Maria Aparecida Gaspar Machado.

Carro foi localizado destruído a 5 km de distância da cratera (Foto: Marcelo Gardim/ Arquivo pessoal )
Carro foi localizado destruído a 5 km de distância da cratera (Foto: Marcelo Gardim/ Arquivo pessoal )

Segundo os bombeiros, logo depois do carro cair no córrego do Jacu, o asfalto cedeu e o volume de água na avenida aumentou rapidamente. “Chegando no local a gente não conseguia visualizar o veículo devido ao volume de chuva que estava cobrindo a vala, conforme a chuva foi passando o volume foi diminuindo e a gente verificou que o veículo não se encontrava dentro da vala e que teria sido levado pela força da correnteza para o curso da água do rio”, explica a capitão do Corpo de Bombeiras, Lidiara Kurachi.

O carro só foi encontrado horas depois na margem do córrego 5 quilômetros para frente de onde caiu, em um local cercado de mata e de difícil acesso para os bombeiros. E dentro do carro não havia ninguém. Os bombeiros realizaram buscas até às 23 horas quando os trabalhos foram interrompidos e retomados nesta manhã.

Estragos

Coletivo ficou alagado com a chuva (Foto: Divulgação/Whatsapp)
Coletivo ficou alagado com a chuva (Foto: Divulgação/Whatsapp)

Uma moradora registrou o teto do mercado Avenida que desabou com a força da chuva, mas ninguém se feriu. O terminal rodoviário ficou alagado e passageiros tiveram problemas para pegar os veíulos.

Muitos carros se arriscaram para passar pela Avenida Otto Ribeiro e pela Rua Vicente Fernandes Figueiredo que tiveram vários pontos de alagamento. Na avenida Nove de Julho a água quase chegou na porta dos carros.

Um ônibus não conseguiu passar pelo túnel na Rua André Perine e os passageiros precisaram ser resgatados.

No trecho urbano da Rodovia Raposo Tavares dois carros não conseguiram passará e os veículos ficaram quase encobertos pela água. Moradores e Defesa Civil usaram uma corda pra tirar o veículo do meio da rodovia. A prefeitura e a Secretaria de Obras estão trabalhando para consertar os estragos.

Teto do mercado caiu com a força da chuva (Foto: Arquivo Pessoal)
Teto do mercado caiu com a força da chuva (Foto: Arquivo Pessoal)
Cratera se formou em avenida de Assis (Foto: Reprodução/TV TEM)
Cratera se formou em avenida de Assis (Foto: Reprodução/TV TEM)

#MAIS LIDAS DA SEMANA