Homem confessa ter matado paraguaçuense após briga por causa de droga

Manoel confessou que agrediu Elizabeth por ela ter consumido parte das suas pedras de crack.

Manoel de Oliveira foi autuado por homicídio qualificado e recolhido à cadeia pública de Lutécia

Uma denúncia anônima realizada à Polícia Militar no fim da tarde desta terça-feira, dia 12, informou o local que estaria o autor do homicídio de Elizabeth Alvarenga, encontrada morta e decepada em uma propriedade rural na manhã de ontem.

Policiais civis e militares se deslocaram à Rua José Ricardo Pellizer, na Vila Fercon, e localizaram Manoel de Oliveira Faria, de 33 anos, que confessou a autoria do crime. Segundo o indiciado, na noite anterior ao assassinato ele pediu para Elizabeth ir comprar crack para ele, e ao retornar ela entregou apenas uma parte da droga, pois havia consumido o restante. Com isso, Manoel entrou em luta corporal com a vítima e cometeu o homicídio.

O indiciado relatou que apenas se lembra que desferiu golpes de canivete contra a mulher. O motivo de ter cortado a cabeça e retirada a roupa da vítima, ele disse que não se recorda de ter realizado isso.

Manoel foi levado ao plantão policial, autuado por homicídio qualificado e recolhido à cadeia pública de Lutécia.

O corpo de Elisabeth foi encontrado na manhã desta terça-feira, dia 12
O cadáver estava jogado a cerca de dez metro da estrada de terra (Foto: i7 Notícias)

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA