Suspeitas de envolvimento no assassinato de ‘Faby Xablau’ são soltas

Outros dois suspeitos continuam presos. O corpo de Fabiana Martins, de 16 anos, foi encontrado carbonizado no dia 23 de julho.

Duas mulheres suspeitas de envolvimento na morte da adolescente Fabiana Adrielle Cardoso Martins, de 16 anos, ocorrida em Assis (SP), foram soltas nesta segunda-feira (30). Outros dois suspeitos continuam presos.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Marcelo Armstrong Nunes, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), as duas irmãs, que estavam presas temporariamente desde o dia 27 de julho, tiveram a prisão revogada pelo fato de que algumas das testemunhas não sustentaram a acusação de envolvimento no crime.

Os outros dois principais suspeitos, um jovem morador de Assis e o outro de Platina (SP), continuam presos.

O caso

O corpo de Fabiana Martins, que foi carbonizado, foi encontrado por moradores na Zona Rural de Assis, na via conhecida como Estrada da Pinga. A vítima foi reconhecida no IML pelo padrasto por meio de uma tatuagem no braço e uma pulseira.

De acordo com o delegado, há indícios de que Fabiana sofreu violência e pode ter morrido por estrangulamento. Além disso, a suspeita é de que o crime foi premeditado.

“Aparentemente, há sinais de agressão na face e existe a suspeita que ela possa ter sido estrangulada. Como havia um vasilhame com querosene ao lado do corpo, trabalhamos com a hipótese de crime premeditado, com planejamento”, explica.

A Polícia continua com as investigações sobre o caso.

Fabiana Martins, de 16 anos, foi encontrada morta e com sinais aparentes de violência no rosto, diz a polícia (Foto: Reprodução/Facebook)

#MAIS LIDAS DA SEMANA