Fique conectado

Polícia

Polícia identifica mãe e filha que morreram após carro cair de ponte no Rio Tietê

Acidente foi na Rodovia Doutor Mário Gentil (SP-333), na manhã de domingo (10), entre Borborema e Pongaí (SP). Terceira vítima foi identificada como Aiumi da Silva de Oliveira, de 21 anos.

Publicado em

502

Os corpos de mãe e filha foram encontrados em carro que caiu no rio em Pongaí — Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Civil identificou como mãe e filha duas mulheres que foram encontradas dentro do Rio Tietê após um acidente em que o carro caiu da ponte Porto Ferrão, entre Borborema e Pongaí (SP). A motorista Rosa Maria Gomes Belarmino, de 59 anos, e a filha Solianne Gomes Belarmino, de 32, estavam no banco da frente, presas às ferragens.

O corpo de uma terceira vítima, que estava no carro, foi achado preso a galhos dentro do rio e foi identificado como Aiumi da Silva de Oliveira, de 21 anos.

Carro foi retirado do rio com ajuda de um barco em Pongaí (SP) — Foto: J. Serafim/Arquivo Pessoal

O acidente foi na Rodovia Doutor Mário Gentil (SP-333), na manhã de domingo (10). O carro foi encontrado a uma profundidade de 15 metros e foi tirado de dentro do rio com ajuda de um barco. O resgate durou sete horas. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Lins.

Acidente

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a batida aconteceu no quilômetro 232 da rodovia e envolveu dois veículos.

O carro atingido na traseira rodou e parou na pista, enquanto o outro veículo caiu no rio. A proteção da ponte ficou aberta e foram colocados cones para sinalizar o local.

Segundo os bombeiros, a profundidade do rio chega a 25 metros no trecho onde aconteceu o acidente.

Proteção de ponte ficou aberta após carro cair no Rio Tietê em Pongaí — Foto: Ariane Flores/TV TEM

De acordo com o motorista do outro carro envolvido no acidente, ele reduziu a velocidade por conta de um trator que transportava uma colheitadeira. Neste momento, o outro veículo teria vindo em alta velocidade e batido na traseira.

O motorista do carro atingido estava com a esposa e seguiam para Pirajuí. “Tinha um trator na frente carregando uma colheitadeira a 20 quilômetros por hora na pista. A hora que eu olhei o carro atrás em velocidade alta, segurei no volante e só escutei a pancada. Ele me jogou para o lado esquerdo. Sorte que não vinha nenhum caminhão”, lembra o vigilante José Roberto Maiorchini.

A concessionária informou que o limite de velocidade na ponte é de 60 quilômetros por hora. Também informou que não há informação sobre circulação de colheitadeiras no trecho. A Entrevias diz que sempre é notificada para programar o deslocamento desse tipo de veículo.

Rio Tietê chega a 25 metros de profundidade no ponto onde aconteceu acidente em Pongaí — Foto: Ariane Flores/TV TEM

Polícia

Família procura por jovem de Tarumã desaparecida há mais de uma semana

Isabela Alexandre Catissi tem 16 anos e desapareceu em 13 de março. Família registrou um Boletim de Ocorrência,

Publicado em

Do AssisNews
Isabela Alexandre Catissi tem 16 anos e desapareceu em 13 de março (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma família de Tarumã (SP) busca com desespero informações sobre a adolescente Isabela Alexandre Catissi, de 16 anos, que está desaparecida há mais de uma semana.

De acordo com informações a jovem, que desapareceu em 13 de março, foi vista pela última vez na Vila Progresso em Assis (SP). Ainda segundo informações, ela, que saiu apenas com a roupa do corpo, teria vindo para a cidade para morar com uma moça, mas não teria informado a família o local correto.

Os familiares registraram boletim de ocorrência. Informações sobre o paradeiro da menor podem ser informados a Polícia pelo 190 ou a família pelo celular (18) 99803-7310.

Continue lendo

Polícia

Briga de casal acaba com homem morto a facada, em Rancharia

Mulher golpeou o indivíduo e, à polícia, alegou defesa, pois a seu favor havia uma medida protetiva. Ela foi ouvida e liberada.

Publicado em

Do G1

Um homem, de 44 anos, foi morto a facada pela namorada, em Rancharia, na noite deste domingo (24). Conforme a Polícia Civil, a mulher foi ouvida e liberada, pois tinha a seu favor uma medida protetiva e alegou defesa.

De acordo com a polícia, o casal teve uma briga na tarde de domingo (24), por volta das 14h, e a mulher teria esfaqueado o namorado.

O homem chegou a ser socorrido por familiares e levado ao Hospital e Maternidade de Rancharia, onde foi submetido a uma cirurgia, mas não resistiu ao ferimento e morreu na madrugada desta segunda-feira (25).

Já a mulher, de 29 anos, contou à polícia que teve um relacionamento de sete meses com a vítima, possuía uma medida protetiva e alegou defesa.

Segundo a Polícia Civil, ambos são usuários de droga e deixaram a medida protetiva de lado para consumir crack e dormir juntos neste domingo (24).

Ainda conforme a polícia, a mulher disse que foi agredida pelo namorado e acertou-lhe uma facada nas costas.

Ela relatou que ambos haviam se deitado para dormir juntos, após o consumo de crack. Antes disso, a mulher já tinha sido agredida pelo namorado no local. Quando a mulher se levantou para sair da casa onde estavam e, assim, evitar mais problemas, o namorado acordou e voltou a agredi-la, o que a fez se armar com uma faca e a acertar-lhe um golpe.

No entanto, a Polícia Civil só tomou conhecimento da facada na manhã desta segunda-feira (25). Inicialmente, o homem, ao ser socorrido pelos familiares e hospitalizado, alegou que havia se ferido ao cair de um muro.

Na manhã desta segunda-feira (25), familiares da vítima procuraram a namorada e ela admitiu que, após ter sido agredida, desferiu uma facada no homem.

Segundo a Polícia Civil, como não houve situação de flagrante, a mulher foi ouvida e liberada.

Na conclusão do inquérito instaurado para apurar o caso, a Polícia Civil vai avaliar a conveniência de representar judicialmente pela prisão preventiva da envolvida.

Continue lendo

Polícia

Mulher é encontrada morta dentro de quarto de hotel no Centro de Marília

Vítima foi localizada por funcionários com vários ferimentos pelo corpo; Samu foi chamado e constatou a morte no local.

Publicado em

Do G1
Polícia Científica esteve no local para fazer a perícia; Polícia Civil não descarta feminicídio (Foto: Guilherme Lopes/TV TEM)

Uma mulher foi encontrada morta com ferimentos pelo corpo dentro de um quarto de hotel no Centro de Marília (SP), na manhã desta segunda-feira (25).

Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima foi encontrada por funcionários do hotel, que chamaram o resgate. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou a morte no local. A Polícia Militar também foi chamada para registrar a ocorrência.

A vítima, que não foi identificada, aparenta ter aproximadamente 40 anos de idade, segundo a polícia. As polícias Científica e Civil foram ao hotel para fazer a perícia e investigar a causa da morte e identificar um possível agressor, e não descarta, a hipótese de feminicídio.

Continue lendo
WhatsAssp AssisNews
Solutudo 300
Publicidade

FaceNews

Mais lidas