Câmera de segurança mostra menina em praça momentos antes de desaparecer em Chavantes — Foto: Câmera de segurança/Reprodução
Câmera de segurança mostra menina em praça momentos antes de desaparecer em Chavantes — Foto: Câmera de segurança/Reprodução

Uma câmera de segurança mostra Emanuelle Pestana de Castro, de 8 anos, sentada em um banco da praça onde desapareceu, no fim da tarde de sexta-feira (10), em Chavantes (SP).

Segundo a família, a menina brincava no parquinho do bairro Cohab e, de vez em quando, a mãe ia verificar com a filha estava. Por volta das 17h, ela não foi mais vista.

Menina desaparece enquanto brincava em praça perto de casa em Chavantes — Foto: Arquivo pessoal
Menina desaparece enquanto brincava em praça perto de casa em Chavantes — Foto: Arquivo pessoal

“Na hora que foi umas 16h e pouco, a mãe veio aqui e ela estava brincando. Quando foi umas 17h, ela veio e a Emanuelle falou: ‘vai descendo que eu já vou’. Ela foi, mas na hora que voltou, Emanuelle já não estava aqui”, conta uma vizinha da família, Josimara Roberta Assunção.

O caso mobilizou a cidade. Amigos, vizinhos e conhecidos da família ficaram na praça na expectativa de alguma notícia que pudesse ajudar. Voluntários do Sicoe, equipe de Marília especializada neste tipo de ocorrência, também foi até o local para ajudar nas buscas.

Na tentativa de encontrar alguma pista, policiais civis e militares ouviram moradores e analisaram imagens do circuito de segurança de estabelecimentos próximos ao local.

“É um serviço bastante complexo. Em conjunto com a Polícia Civil, estamos em busca de imagens de monitoramento, tanto do comércio local como da região. Mas até o momento, não temos nada concreto. Estamos esgotando todos os nossos meios”, explica o tenente da PM, Leandro Souza.

Segundo a polícia, todas as informações estão sendo checadas pela equipe. Um cão da PM fez buscas em um canavial da cidade porque existia a suspeita de que Emanuelle teria sido vista na garupa de uma moto. A hipótese, no entanto, já foi descartada pela polícia.

No sábado (11), cão farejador ajudou nas buscas pela menina — Foto: Reprodução/TV TEM
No sábado (11), cão farejador ajudou nas buscas pela menina — Foto: Reprodução/TV TEM

Os pais da menina também foram pessoalmente até Canitar porque receberam uma informação de que a menina poderia estar na cidade vizinha, mas não era verdade.

A principal suspeita da polícia é de que Emanuelle tenha sido vítima de um crime, e o caso assustou os moradores da cidade.

“É pavoroso. Dá medo. Eu penso na minha menina, imagina perder minha menina? Os moradores frequentam a praça normalmente, vem bastante criança brincar aqui, eu sempre desço com a minha menina. É de dar um nó na garganta”, admite o motorista Pedro Jamil Junior.

A população pode ajudar a polícia com pistas ou informações úteis ligando de maneira anônima no número 181. Os moradores também podem entrar em contato com a PM através do 190 e com a Polícia Civil, pelo 197.

O desaparecimento de Emanuelle mobilizou a polícia, voluntários e moradores de Chavantes — Foto: Reprodução/TV TEM
O desaparecimento de Emanuelle mobilizou a polícia, voluntários e moradores de Chavantes — Foto: Reprodução/TV TEM

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do AssisNews diretamente em seu email.

VOCÊ PODE GOSTAR

Motorista de ônibus morre em acidente com caminhão em Santa Cruz do Rio Pardo

Ônibus saiu do Mato Grosso do Sul com a destino a São Paulo.

Mulher é presa após fazer mais de 3 mil ligações telefônicas para ‘perturbar’ o trabalho da polícia

Envolvida irá responder pelo crime de atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública

Incêndio destrói o prédio do centro automotivo Radial Pneus

Fogo começou durante a madrugada deste domingo, dia 26.

Homem de 57 anos morre atropelado ao cruzar a rodovia

Segundo informações, ele teria sido atingido por dois veículos, que fugiram do local.