Grupo convida comunidade para discutir Reforma Política nesta quinta

A página do movimento no facebook é: facebook.com/reformapolitica.assis. A reunião será na sede do Sindicato dos Servidores Municipais.

Grupo convida comunidade para discutir Reforma Política nesta quinta-feira

O Grupo Cidadania Assis formado por representantes da sociedade civil organizada vem se reunindo desde junho para discutir a Reforma Política para o plebiscito nacional que acontecerá em setembro. N, na sede do Sindicato dos Servidores Municipais, será realizada mais uma reunião e os integrantes convidam os interessados no assunto para participar e reforçar o movimento.

No último encontro, promovido no dia 10 de julho, os integrantes divulgaram que no dia 14 de agosto, às 19 horas, na Acia, será realizado um debate aberto a sociedade de Assis e região sobre Reforma Política – Mudar a Política para mudar o Brasil, com a vinda de José Antonio Moroni, um dos membros da Coordenação Nacional da Coalizão e Plataforma dos Movimentos Sociais da Reforma do Sistema Político. E no dia 15 de agosto, às 9 horas, na Câmara Municipal de Assis, um debate com as autoridades políticas.

Fazem parte do grupo até agora o Pastor Denis, da IPI de Assis, Maisa Kamagawa, do setor de Educação Estadual, Urias Camargo, do Sindicato dos Servidores Municipais, Angela Canassa, do setor de Educação Municipal, Roberto Carlos do Cedipas, Padre Sergio, da Basilica Vila Xavier, Rodrigo Costa Silva, da Apeoesp, Pastor Luis Timoteo, da Igreja Luterana de Maracaí, Marcio Alexandre do Complexo Prudenciana, Roberto de Souza do Sindicato dos Bancários, Zezinho coordenador do grupo e o bispo Dom Simão, anfitrião.

O movimento tem uma fanpage no facebook para os que se interessarem pelo assunto: www.facebook.com/reformapolitica.assis “Nossa intenção é ampliar este debate para todos os segmentos da sociedade e traçarmos estratégias de divulgação e conscientização para que cheguem até as comunidades. Por isso, é de extrema importância engrossar este movimento que discute um assunto tão importante para a história do nosso país”, relata Zezinho.

#MAIS LIDAS DA SEMANA