Corpo de jovem brasileira que morreu em voo chegou neste sábado, dia 12, em Palmital

Após dez dias de espera a família e amigos poderão enfim velar, se despedir e sepultar o corpo de Helen Leite.

Família passou nove dias de angústia para conseguir liberar o corpo da jovem (Foto: Vitor Fontes / Futura Press)

O corpo da palmitalense Helen Leite, 25 anos, que morreu no último dia 2 em um voo de São Paulo para Dallas (EUA), chegou na manhã deste sábado , 12, ao aeroporto internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo. O avião da empresa American Airlines, que decolou dia 11 de Houston e ainda fez uma conexão em Miami, chegou por volta das 9h. O carro fúnebre seguiu direto para a Palmital. A família passou por nove dias de angústia e espera por notícias para conseguir liberar o corpo da jovem. Além disso, como não tinham condições financeiras de arcar com o translado, que custava cerca de R$ 22 mil, os familiares realizaram uma campanha para arrecadar o valor. A campanha mobilizou os moradores de Palmital e surpreendeu a família, em menos de quatro horas o valor foi angariado.

Saiba Mais
Jovem de Palmital morre durante voo para Dallas

Apesar de conseguir repatriar o corpo, a família ainda não sabe as causas da morte. Segundo a advogada, os médicos forneceram ao Consulado brasileiro em Houston apenas o atestado de óbito, documento exigido para que o corpo da jovem fosse removido para o Brasil. Nenhum laudo informando as possíveis causas da morte foi fornecido aos familiares. O voo 962, da American Airlines, partiu de São Paulo à 1h12 de quarta-feira, dia 2 de janeiro, com 220 passageiros a bordo e 14 na tripulação, rumo ao Aeroporto Internacional de Dallas, no Texas. Segundo a companhia, o Boeing 777 teve que ser desviado para o Bush International Airport, em Houston (Texas), por causa da emergência. Uma porta-voz da polícia de Houston afirmou que detetives não encontraram ferimentos aparentes na brasileira, e as causas da morte eram investigadas.

#MAIS LIDAS DA SEMANA