Buscas por brasileiro desaparecido na Suíça continuam, diz Itamaraty

Estudante de Assis (SP) sumiu após participar de uma rave em Zurique.
Fotos e informações sobre ele foram divulgadas na imprensa local.

Jovem sumiu após festa rave na Suiça (Foto: Arquivo pessoal)

O Itamaraty informou nesta quinta (7) que as buscas pelo estudante brasileiro Matheus Henrique Marioto, de 23 anos, continuam em Zurique, na Suíça. O jovem desapareceu após participar de um rave no país no sábado (2) e ele teria sido visto pela última vez saltando de uma ponte sobre o Lago Zurique. Em nota, o Itamaraty informou também que fotos e informações sobre o rapaz foram divulgadas pela polícia da Suíça na imprensa local, para que qualquer pessoa entre em contato caso tenha pistas sobre o paradeiro dele.

“O Consulado-Geral do Brasil em Zurique mantém contato com familiares de Matheus, que reside na Alemanha, e com autoridades policiais da cidade desde a notificação de seu desaparecimento”, informou ainda na nota enviada ao site G1. Apesar da possibilidade de afogamento ter sido levantada, o Itamaraty trabalha com a hipótese de encontrá-lo vivo.

Saiba Mais
Em excursão, assisense vai a Suíça e desaparece

Segundo informações da família, Matheus está na Europa há dois meses. Ele faz parte de um programa de intercâmbio, e desenvolve softwares para uma empresa alemã. No último final de semana, ele e um grupo de amigos foram até Zurique participar de uma das maiores festas de música eletrônica da Europa, a Street Parade, que reúne anualmente mais de um milhão de pessoas.

O último contato dele com a família foi na sexta-feira (1º), quando avisou a mãe da viagem. “Conversei com o meu filho pela última vez na sexta-feira (1º) via internet, a gente se falava quase todo dia. Ele estava muito animado, trabalhando, e disse que aos finais de semana ia aproveitar para conhecer países diferentes, para conhecer a cultura. Ele estava muito feliz porque ia para Zurique”, contou a mãe, Luiza Sandra Bastos Vidal, em entrevista ao site G1.

Desaparecimento foi noticiado na imprensa local
(Foto: Reprodução/Internet)

Foi a irmã dele, Michelle Giovana Marioto  quem recebeu a notícia do desaparecimento do irmão. “O primeiro contato que foi feito foi do responsável pelos intercambistas que avisou que meu irmão tinha sumido. E eu perguntei “mas como assim”, e ele disse parece que ele foi ao banheiro e não voltou mais”, afirma.

Ainda segundo informações da família, testemunhas viram quando Matheus saltou do lado sul da ponte Quaibrücke e mergulhou no Lago Zurique. Este foi o último contato dele com os amigos, que estranharam sua ausência no horário marcado para o retorno. Desde sábado a polícia faz buscas com barcos e mergulhadores à procura do brasileiro, de acordo com a imprensa local, que noticiou o desaparecimento.

Luiza conta que o filho não tinha o costume de frequentar festas e nem tomava bebida alcoólica. “Eu creio que ele pode ter batido a cabeça, ter ficado desacordado, saído sem rumo, então ele pode estar perdido, sem memória”, acredita a mãe.

Luiza acredita que o filho pode ter perdido a
memória (Foto: Reprodução / TV TEM)

Matheus é formado em Ciências da Comunicação na Unesp de Rio Preto e faz mestrado na universidade. Os ex-colegas de faculdade estão abalados com a notícia e tentam entender o que aconteceu.  “Até hoje a gente não sabe direito o que aconteceu, mas temos esperança que ele vai ser encontrado bem, que logo ele vai aparecer”, ressalta o amigo Guilherme Priolli.

Embora o intercâmbio não tenha relação com a Unesp, a universidade está prestando todo apoio à família. A Aiesec, instituição responsável pelo intercâmbio de Matheus, informou em nota que está ajudando na comunicação entre o consulado brasileiro em Zurique, as autoridades locais e a família do jovem.

Ele pulou do Quaibrücke no Lago de Zurique – e do lado Bellevue (direita).

#MAIS LIDAS DA SEMANA