Fique conectado

Polícia

Vereador Pavão é acusado de atropelar mulher e fugir sem prestar socorro

Essa não é a primeira vez que o edil se envolve em acidentes de trânsito. Uma Comissão Processante contra o vereador está em andamento na Câmara Municipal.

Publicado em

1.088

Vereador Nilson Antônio da Silva (PMDB) (Foto: Divulgação)

O Vereador Municipal de Assis, Nilson Antônio da Silva, o Nilson Pavão (PMDB), é acusado de se envolver em mais um acidente de trânsito, desta vez, o caso trata-se de um atropelamento.

Beatriz Simeão Burani conta que foi atropelada pelo edil quando ela levava sua filha à escola e em seguida o vereador fugiu sem prestar socorro à vítima.

De acordo com a mulher, o caso na avenida Siqueira Campos, em frente a praça São Benedito, por volta da 7h, desta segunda-feira (29). Ela conta que foi surpreendida pelo carro do vereador  em alta velocidade quando foi atropelada e em seguida ele fechou o vidro do carro e saiu sem prestar socorro.

No momento do acidente, ela estava sozinha e sofreu ferimentos leves. “Sorte a minha que eu estava sem a minha filha e que não houve nada serio comigo” conta.

Em uma publicação nas redes sociais ela relata o caso:

(Foto: Reprodução/Facebook)

Em 13 de agosto deste ano, a Câmara Municipal de Assis abriu uma comissão processante contra Nilson Pavão, que frequentemente tem se envolvido em acidentes de trânsito e até uso de entorpecentes.

Outros acidentes

No dia 20 de setembro, o vereador foi acusado de se envolver em uma colisão na Vila Prudenciana.

Segundo a proprietária do veículo atingido, VW/Gol, Maria Alice Lima, o acidente aconteceu por volta das 08h30 da manhã no cruzamento da Avenida David Passarinho com a Rua Anhumas, próximo ao Velório Municipal.

No dia 10 de agosto, Nilson foi detido e liberado após se envolver em um acidente no Distrito Industrial e a polícia encontrar três porções de cocaína em seu veículo.

Vereador Nilson Pavão se envolve em mais um acidente de carro em Assis (Foto: Maria Alice Lima/Arquivo Pessoal)

Polícia

Idoso tem dedos da mão decepados por trem de carga

Segundo a PM, família disse que homem de 79 anos tem o hábito de sair para beber e a suspeita é de que ele tenha dormido às margens da linha do trem, com a mão sobre os trilhos.

Publicado em

Do G1

Um idoso de 79 anos teve os dedos da mão direita decepados por trem de carga em Cafelândia (SP), neste domingo (20).

A polícia foi acionada por volta das 7h para atender a ocorrência. Segundo a Polícia Militar de Lins, a família contou procurava pelo idoso desde sábado (19) à tarde e que a vítima tem o hábito de sair para beber.

Segundo a polícia, a suspeita é de que ele tenha dormido às margens da linha do trem, com a mão sobre os trilhos.

O homem foi socorrido para o pronto-socorro de Cafelândia com sinais de embriaguez e estava em choque. Um boletim de ocorrência foi registrado como lesão corporal e agressão culposa.

Continue lendo

Polícia

Dono do Posto Alexandria 2 morre em acidente com moto em rodovia

Dono de postos de combustíveis bateu moto de média cilindrada em carro em um cruzamento na rodovia Rachid Rayes (SP-333), em Oscar Bressane (SP). Duas pessoas do carro tiveram ferimentos leves.

Publicado em

Do G1
Motociclista morreu após bater na lateral de carro em rodovia de Oscar Bressane — Foto: Arquivo pessoal

Motociclista morreu após bater na lateral de carro em rodovia de Oscar Bressane — Foto: Arquivo pessoal

Um empresário de 42 anos morreu na tarde deste sábado (19) depois de bater na lateral de um carro em um cruzamento na rodovia Rachid Rayes (SP-333), em frente ao trevo do município de Oscar Bressane (SP).

Segundo a Polícia Rodoviária, o motorista do carro, com placas de Bauru, parou na sinalização de “Pare” para cruzar a pista. Mas, ao avançar, o motociclista que pilotava uma moto de média cilindrada – 650cc – acabou atingindo a lateral do veículo, informou a polícia.

Fábio Luiz Torrezan chegou a ser socorrido pela equipe de resgate, mas não resistiu aos ferimentos — Foto: Facebook/Reprodução

Fábio Luiz Torrezan chegou a ser socorrido pela equipe de resgate, mas não resistiu aos ferimentos — Foto: Facebook/Reprodução

O motociclista Fábio Luiz Torrezan era dono de postos de combustíveis em Assis e região. O empresário chegou a ser socorrido pela equipe de resgate, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital da Clínicas de Marília.

O motorista e a passageira do carro sofreram ferimentos leves. A ocorrência foi registrada na Central de Polícia Judiciária de Marília.

Moto bateu na lateral do veículo que atravessava a rodovia Rachid Rayes, em Oscar Bressane — Foto: Arquivo pessoal

Moto bateu na lateral do veículo que atravessava a rodovia Rachid Rayes, em Oscar Bressane — Foto: Arquivo pessoal

Continue lendo

Polícia

Humorista Evandro Santo é agredido em Marília e fala em homofobia

Humorista fez uma publicação nas redes sociais contando o episódio

Publicado em

Do Marília Notícia
Evandro Santo levou um soco no rosto após show de humor (Foto: Divulgação)
Evandro Santo levou um soco no rosto após show de humor (Foto: Divulgação)

O humorista Evandro Santo, conhecido por seu personagem Cristian Pior, foi agredido após a apresentação de um show em Marília na noite desta sexta-feira (18). O ator afirma que se trata de um caso de homofobia.

O agressor teria participado de uma interação com Evandro no palco, o chamado “Tinder Humano”. Mas a confusão não aconteceu naquele momento, segundo o artista que diz ter levado um soco no rosto ao sair do banheiro.

Evandro promete registrar o caso na polícia e processar o agressor. Na manhã deste sábado (19) ele fez duas publicações em suas redes sociais comentando o ocorrido. Veja abaixo o relato na íntegra feito por Evandro:

Primeira postagem

Esta não é uma foto bonita e nem legal. Esta foto mostra o quanto devemos ter cuidado com pessoas com aparência “normal”, porque o ódio e a homofobia não tem cara. Viemos ontem fazer nosso show em Marília, na @aguadocemarilia um local que nos recebeu super bem, com todo o carinho e respeito e profissionalismo, do começo ao fim.

Como todos que viram já o meu show, ele é interativo e as pessoas sobem no palco e dão risadas e sobem porque querem. Quem não quer não sobe.

O show transcorria super bem, até que chega a hora do “Tinder humano” e todos os meus amigos da comédia sabe que funciona.

Quando pedi um rapaz solteiro, na hora um rapaz chamado Pedro, se prontificou a subir para fazer o Tinder com outra moça que sempre pode acabar em um “beijo” ou “selinho”.

Ele super aceitou bem, fez o Tinder, ganhou um selinho meu, deu risada assim como a moça ganhou um meu e deu risada.

Saiu do palco de boa, o público que era muito educado, participativo e carinhoso pediu para eu ficar mais, agradecemos a cada, a #jovempanmarilia, pedi dez minutos para descansar e depois como sempre tirar as fotos.

 Saí, fui no banheiro, e quando saí, um rapaz falou: “ O Pedro está vindo ao banheiro”. E eu: uai, e daí. Quando saí do banheiro do nada, o cara apareceu, o mesmo que participou por vontade própria e me deu um baita soco na boca, no qual obviamente eu não reagi. Tanto a boca quanto ao nariz sangraram. Na hora virou um tumulto no banheiro, gente separando o cara, um cara ficou puto e disse para o pai dele: Você trouxe o seu filho para fazer isto com o artista? Chegou uma moça super prestativa e fizeram um paredão para eu sair. Saí tão passado que fui direto para o hotel. Não apanho desde os 13 anos de idade, por qualquer motivo. Acordei péssimo pensando em deixar pra lá e ir logo para casa. Mas não. Vou na delegacia fazer o B.0 e vou fazer todos os processos possíveis do mundo por agressão, homofobia e covardia. Por que o cara não me bateu no palco? Por que esperou eu ir no banheiro e estar sozinho? Deve ser algum poderoso da cidade? Pode ser. Mas sou figura pública é isto poderia acontecer com qualquer amigo meu da comédia. Gente, quem não curte comédia ou humor, não frequentem shows

Segunda postagem

Não frequentem comédias, enfim. Fiquei sabendo agora que ele acabou de sair de uma clínica de reabilitação. Isto não é desculpa. Conheço um monte de dependentes ou ex dependentes que não agridem ninguém. Cabia então alguém da família cuidar do moço, não deixar ele subir no palco ou participar devido a sua suposta saúde mental. Alguém vai responder sobre este crime real. Eu sei que vai ter um monte de haters falando “bem feito”, Vc isto ou aquilo. São só pessoas falando na Internet. Este sim é um verdadeiro HATER o que agride as pessoas. Não quero saber. Vou até o fim com todos os processos possíveis. Em nome do respeito ao próximo, a não violência do próximo e a anti homofobia. Vou agora na delegacia e vou atrás dos meus direitos. Enfim, vida que segue. Evandro Santo.

Evandro Santo levou um soco no rosto após show de humor (Foto: Divulgação)

Evandro Santo levou um soco no rosto após show de humor (Foto: Divulgação)

Continue lendo
Solutudo 300
WhatsAssp AssisNews
Publicidade

FaceNews

Mais lidas