Vizinho diz à polícia que matou menina a facadas por vingança contra a mãe dela

Menina de 8 anos foi achada morta às margens de um córrego em Chavantes (SP). Assassino é vizinho da família e confessou o crime, que foi motivado, segundo relato do homem à polícia, porque a mulher não deixava Emanuelle brincar com o enteado dele.

A menina de 8 anos que foi encontrada morta depois de desaparecer enquanto brincava em uma praça em Chavantes (SP), na sexta-feira (10), foi assassinada a facadas, informou a polícia.

O corpo dela foi encontrado na noite desta segunda-feira (13), por volta das 23h, em uma área de mata na Fazenda Santana Nova. O homem disse, durante depoimento à polícia, que matou a menina por vingança.

Equipes da Polícia Civil e Polícia Militar foram acionadas depois que  Agnaldo Guilherme Assunção, de 49 anos, que mora no mesmo bairro da família da menina, confessou que matou Emanuelle a facadas e indicou onde estava o corpo.

Menina desaparece enquanto brincava em praça perto de casa em Chavantes — Foto: Arquivo pessoal
Menina desaparece enquanto brincava em praça perto de casa em Chavantes — Foto: Arquivo pessoal

Após a confissão, as equipes foram até o local e encontraram a menina morta ao lado de um córrego, por volta das 23h. A perícia identificou marcas de faca pelo corpo, uma nas costas e três no peito. Agnaldo foi preso e levado para a cadeia.

O assassino contou à polícia que matou Emanuelle por vingança contra a mãe dela, já que a mulher não deixava Emanuelle brincar com o enteado dele.

O corpo de Emanuelle foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Exame de corpo de delito deve apontar a causa da morte e se houve abuso sexual.

Policiais civis e militares fizeram buscas após suspeito indicar local onde corpo estava — Foto: Adolfo Lima/TV TEM
Policiais civis e militares fizeram buscas após suspeito indicar local onde corpo estava — Foto: Adolfo Lima/TV TEM

Câmeras de segurança
A polícia levantou imagens do circuito de monitoramento ao redor da praça onde Emanuelle brincava quando desapareceu e verificou que o suspeito aparecia duas vezes no vídeo.

O que chamou a atenção da polícia é que, no mesmo dia, ele aparece cada vez com uma roupa diferente.

Em um primeiro momento, de camiseta branca e a pé e em um segundo momento, de camiseta vermelha e de bicicleta.

Emanuelle foi encontrada morta na noite de segunda-feira (13) na zona rural de Chavantes — Foto: Reprodução/TV TEM
Emanuelle foi encontrada morta na noite de segunda-feira (13) na zona rural de Chavantes — Foto: Reprodução/TV TEM

Após ser identificado, Agnaldo Guilherme Assunção foi interrogado nesta segunda-feira e havia negado saber de qualquer informação sobre o desaparecimento da criança. Contudo, acabou confessando à polícia o crime. Ele foi preso e está à disposição da Justiça.

Imagens de câmeras de segurança divulgadas nesta segunda-feira mostram o momento em que Emanuelle vai na direção da praça onde sumiu, no bairro Cohab.

Logo após brincar em um parquinho, a menina não foi mais vista por volta das 17h, quando a amiga que a acompanhava foi embora. Segundo a família, a mãe ia verificar como a filha estava no local, mas não encontrou.

Desde então, familiares, vizinhos, policiais, canil e até uma equipe de voluntários de Marília se mobilizaram nas buscas pela criança.

Já em outras imagens de câmeras de segurança, Emanuelle aparece na praça brincando. Voluntários do SICOE, equipe de Marília especializada neste tipo de ocorrência, também foram até o local para ajudar nas buscas.

Novas imagens mostram menina a caminho de praça momentos antes de desaparecer no interior de SP — Foto: Divulgação/Câmeras de Segurança
Novas imagens mostram menina a caminho de praça momentos antes de desaparecer no interior de SP — Foto: Divulgação/Câmeras de Segurança

#MAIS LIDAS DA SEMANA