Em tribuna, vereador comenta sobre o grande número de multas aplicadas em Assis e pede mudanças na forma de fiscalização

Somente em maio, o número de multas saltou para 3.022 aplicadas pelos agentes e 288 pela PM, num total arrecadado de R$ 696.399,21 reais.

O vereador Célio Diniz no uso da tribuna na última Sessão Ordinária, do dia 03, comentou sobre o aumento do número de multas de trânsito que foram aplicadas no município nos últimos meses. O levantamento foi feito pelo próprio Departamento de Trânsito de Assis, em resposta ao requerimento nº 366/2017, de autoria dos vereadores Alexandre Cachorrão e Célio Diniz.

Motoristas de Assis reclamam que recebem multas sem cometer infração

Célio foi procurado por diversos munícipes, assim como outros vereadores da casa, que estão reclamando pelo grande índice de autuações em Assis. Segundo eles, trata-se de multas absurdas e sem qualquer fundamento e que se instalou uma fábrica de multas em nossa cidade. “Acredito que inicialmente deveria haver uma grande campanha educativa em nossa cidade, porque diante da crise e da difícil situação financeira que todos passamos, a multa mais baixa ainda compromete e pesa no orçamento de qualquer pessoa. Primeiramente, deveria se priorizar a parte da educação preventiva que a punitiva”, diz.

Segundo a resposta recebida, de janeiro a maio desse ano foram aplicadas mais de sete mil multas em Assis divididas da seguinte forma: em janeiro, as multas aplicadas pelos agentes foram 415 e pela Polícia Militar 86, num total arrecadado de R$ 83.466,98 reais; em fevereiro, o número foi de 461 multas aplicadas pelos agentes e 103 pela PM, totalizando R$ 111.634,53 reais arrecadados; em março, os agentes aplicaram 646 multas contra 229 multas aplicadas pela PM, arrecadando o valor de R$ 188.449,34 reais; em abril, o número de multas subiu para 1.559 aplicadas pelos agentes e 311 aplicadas pela PM, com a quantia de R$ 384.906,94 reais arrecadados; e em maio, o número de multas saltou para 3.022 aplicadas pelos agentes e 288 pela PM, num total arrecadado de R$ 696.399,21 reais, que ao final soma-se quase um milhão e quatrocentos mil reais em cinco meses.

“Ficamos assustados com a quantidade de multas aplicadas, principalmente no mês de maio. Embora isso seja uma responsabilidade da Prefeitura que é quem aplica as infrações com a Polícia Militar e não da Câmara, estamos cobrando do Departamento de Trânsito um caminho menos punitivo à população e mais educativo, o primeiro passo é uma reunião com o Chefe do Departamento Leonardo Godoi que acontecerá na Câmara Municipal nesta sexta feira dia 07 de julho e esperamos que a forma de fiscalização do trânsito seja mudada sem onerar nossa população. Após essa reunião, outras medidas também serão tomadas pela Câmara na resolução do caso”, informa Célio Diniz.

#MAIS LIDAS DA SEMANA