Fora do coma, Schumacher deixa hospital na França, diz assessoria

De acordo com Sabine Kehm, ex-piloto alemão vai seguir “longa fase de reabilitação distante dos olhos do público”. Família agradece aos médicos e socorristas.

Alonso e Michael Schumacher em 2006 (Foto: Getty Images)

Após seis meses internado devido a consequências de um gravíssimo acidente de esqui no dia 29 de dezembro de 2013 na estação de Méribel, o heptacampeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher deixou o Hospital de Grenoble, na França, nesta segunda-feira. A informação é da assessora de imprensa do piloto alemão, Sabine Kehm.

De acordo com a nota, a “longa fase de reabilitação acontecerá distante dos olhos do público”. O ex-atleta deverá ser levado para sua residência, na Suíça, onde seguirá o tratamento médico. Os familiares de Schumi fizeram questão de agradecer aos médicos e socorristas pelos cuidados com o alemão. Além disso, citaram também “todas as pessoas que enviaram pensamentos positivos” ao ex-piloto, que passou pelas escuderias Jordan, Benetton, Ferrari e Mercedes.

Schumacher hospital (Foto: AFP)

Na última sexta-feira, Schumacher havia sido transferido Unidade de Terapia Intensiva (UTI)para uma ala de reabilitação também no hospital francês.

Veja o comunicado divulgado pela assessoria do piloto na íntegra:
“Michael deixou o (hospital) CHU Grenoble para continuar sua longa fase de reabilitação. Ele não está mais em coma. Sua família gostaria de agradecer a todos os médicos, enfermeiros e terapeutas que o trataram em Grenoble, bem como os socorristas que o atenderam no local do acidente, que fizeram um excelente trabalho nestes primeiros meses.

A família também gostaria de agradecer a todas as pessoas que enviaram pensamentos positivos a Michael. Estamos certos de que isso o ajudou. Para o futuro, gostaríamos de pedir compreensão, uma vez que sua posterior reabilitação acontecerá distante dos olhos do público”.

VEJA TAMBÉM

#MAIS LIDAS DA SEMANA