Diniz volta atrás e desconvoca Antony, por pressão da CBF. Jogador é acusado de violência contra a mulher

O atacante Antony, do Manchester United, foi desconvocado da seleção brasileira por suspeita de violência doméstica. A decisão foi tomada pela CBF após a divulgação de fotos e áudios que revelam agressões físicas e ameaças feitas pelo jogador contra sua ex-namorada, a DJ e influenciadora digital Gabriela Cavallin.

Fernando Diniz, técnico interino da Seleção Brasileira, e a Federação Brasileira de Futebol (CBF) não hesitaram muito nesta segunda-feira, após surgirem novas informações relacionadas às alegações de Gabriela Cavalin, ex-noiva do jogador, que apresentou uma denúncia acusando Antony de agressões físicas. O atleta, que defendeu o Brasil na Copa do Catar e defende o Manchester United, está em maus lençóis.

Evitar escândalo

Apesar da decisão sumária, a notícia da agressão é antiga, datando de junho deste ano. Na época da convocação, ao ser questionado sobre as investigações relacionadas ao atacante, Diniz minimizou o problema, alegando que eram “apenas acusações”. Vale lembrar que Lucas Paquetá não foi convocado por estar sendo investigado por suspeita de fraude em apostas esportivas, o que revela aqui uma situação bastante complicada para Diniz, que estaria utilizando “dois pesos, duas medidas”.

Com a revelação das fotos, prints e áudios onde o próprio jogador do Manchester United pede desculpas à ex, a CBF precisou tomar uma decisão rápida. Dessa forma, convocou Gabriel Jesus, atacante do Arsenal, para substituí-lo. 

Negou tudo

Enquanto isso, Antony aguarda o resultado do inquérito policial, que mantém as referidas provas em seu poder. Ele quebrou o silêncio através das redes sociais e se defendeu, dizendo que não tinha culpa de nada e que os comentários de Gabriela Cavalin eram inverídicos e tinham apenas a intenção de prejudicá-lo. 

Apesar disso, as provas são contundentes e, caso venha a ser constatada a violência, o atleta de 23 anos precisará responder pelo seu crime. Além da Polícia Civil de São Paulo, a polícia metropolitana da cidade de Manchester, na Inglaterra, também apura a denúncia, mas informou que não se pronunciará sobre o caso até ser tomada uma decisão.

Relembre o caso

Em junho deste ano a DJ e digital Influencer Gabriela Cavallin foi à imprensa denunciar as agressões sofridas pelo seu então namorado Antony. Ela revelou ser vítima de constantes episódios de ciúmes e agressões, os quais passaram a se tornar mais violentos com o passar do tempo. 

Em uma briga, o jogador teria atirado uma taça de vidro contra o seu rosto, o que lhe resultou em cortes nos dedos. Além disso, teria sido mantida em cárcere privado e apanhado a ponto de ter a sua prótese de silicone deslocada, precisando passar por uma cirurgia para resolver o problema. Grávida, sofreu um aborto espontâneo aos dois meses de gestação. Ela ainda revelou ter recebido socorro por parte de profissionais de saúde da confiança do jogador, que não revelariam nada, sob nenhuma circunstância.

Acompanhe as notícias sobre a Seleção Brasileira no Twitter oficial da CBF:

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 25 de Fevereiro 2024

Legend Play Sports

Bônus

R$ 1.750

Royalistplay Sports

Bônus

R$ 500

Leovegas Sport

Bônus

R$ 150
Deixe um comentário

Você está aqui : Início > Brasil > Seleção Brasileira > Diniz volta atrás e desconvoca Antony, por pressão da CBF. Jogador é acusado de violência contra a mulher