Morte de assisense desaparecido na Suíça é confirmada em exame de DNA

Assessoria da Unesp emitiu nota sobre o falecimento de Matheus Marioto.
Itamaraty informou que não vai comentar sobre o caso a pedido da família.

Jovem sumiu após festa rave na Suíça no dia 2 de agosto (Foto: Reprodução / Internet)
O Assisense Matheus Henrique Marioto sumiu no sábado no festival Street Parade em Zurique na Suiça (Foto:Bild: Stapo ZH)

A morte do estudante Matheus Henrique Marioto, de 23 anos, desaparecido desde o último dia 2, em Zurique, na Suíça, foi confirmada no fim da tarde desta segunda-feira (11) pela assessoria da Unesp de São José do Rio Preto, que presta auxílio à família – Matheus cursava mestrado na linha de engenharia de software e banco de dados. De acordo com a Unesp, um exame de DNA feito com objetos retirados de seu apartamento comprovou a identidade do corpo do brasileiro, natural de Assis (SP). A causa da morte de Matheus, que morava na Alemanha, foi por afogamento. Por telefone, o Itamaraty informou ao site G1 que não vai emitir nenhuma nota sobre o caso a pedido da família de Matheus. No entanto, afirmou que continuará prestando toda a assistência necessária. Passaportes emergenciais já foram providenciados, mas a família vai aguardar mais informações do consulado e que ainda não vai até a Suíça. O corpo de Matheus foi localizado no Rio Limmat, informa a nota da Unesp. A polícia da Suíça contou que ele teria pulado da ponte Quaibrücke no lago de Zurique para se refrescar e não foi mais localizado. Após as buscas realizadas pelos oficiais, um corpo foi localizado no dia 8 de agosto. No dia do desaparecimento, ele havia participado de uma das maiores festas de música eletrônica da Europa, a Street Parade.

Saiba Mais
Corpo encontrado em rio na Suíça pode ser de assisense desaparecido
Buscas por brasileiro desaparecido na Suíça continuam, diz Itamaraty
Em excursão, assisense vai a Suíça e desaparece

Matheus concluiu a graduação em Ciência da Computação Matemática no Ibilce em 2011 e, desde 2013 era aluno do programa de Pós-Graduação em Ciência da Computaçã e trabalhava em projeto de mestrado na linha de Engenharia de Software e Banco de Dados, da Unesp de São José do Rio Preto. A universidade informou que a partir desta terça-feira (12) está decretado luto oficial de três dias.

Ele pulou do Quaibrücke no Lago de Zurique – e do lado Bellevue (direita).

#MAIS LIDAS DA SEMANA