O dia em que Martino pediu clemência a Lionel Messi no Barcelona: como foi a história?

O técnico argentino teve um ano complicado na Ciudad Condal e refletiu isso com essa frase.

Gerardo Martino pediu misericórdia a Lionel Messi. O técnico argentino terá sua terceira experiência no comando do jogador de futebol rosarino, depois de seu tempo no FC Barcelona e o Equipe nacional da Argentina entre 2014 e 2016.

Poucos dias antes de ele ser oficializado como o novo Inter Miami DT, um incidente entre os dois foi revelado.

Enquanto ele estava em Barcelona, ele disse uma frase para o “10” que foi revelada por Andoni Zubizarretao diretor esportivo do clube naquela temporada.

“Eu sei que se você ligar para o presidente, ele me expulsa, mas você não precisa provar isso para mim todos os dias.”

O ex-goleiro do Culé declarou em uma entrevista com Vicente Del Bosque para o jornal espanhol El País.

A opinião de Leo era muito importante na equipe blaugrana. Por essa razão, era importante mantê-lo feliz. Como eles poderiam fazer isso? Com títulos. Sua demanda era tal que não dava espaço para resultados ruins, o que se tornou a sentença para a saída do tático argentino no final da safra.

Martino nunca aceitou ter dito isso, mas a comitiva da equipe o assegurou. Ele até negou ter algo pessoal com o jogador. Na premiação O melhor de 2019 não votou nele porque ele “não teve o ano para entrar na lista dos melhores” e preferiu dar o voto a Van Dijk, Frenkie de Jong e Eden Hazard.

O pior ano futebolístico de Martino

De acordo com Tata, esse foi seu pior ano desde que começou como técnico em 1998, com o Almirante Brown de Arrecifes. Ele chegou ao Barcelona durante a pré-temporada de 2013-2014, depois que o saída de Tito Vilanova e só conseguiu ganhar um título, mas ele nos garante que, em termos esportivos, não foi mal.

“Em termos de resultados, não foi um ano ruim. Ganhamos um título (a Supercopa da Espanha) e disputamos uma final (a Copa do Rei), mas no Barcelona o que importa é quantos títulos você ganha. No entanto, digo que foi meu pior ano,

enfatizou o ex-jogador do Newell’s.

Seu início de ciclo foi positivo. Ele quebrou o recorde de maior número de partidas invictas no início da temporada para um técnico novato, com 20 partidas em todas as competições.

14 Liga Espanhola, 4 Copa da Espanha e 2 Supercopas da Espanha, com um recorde de 16 vitórias e 4 empates. Naquele período, sua equipe era uma máquina, com 52 gols marcados e apenas 11 gols contra.

Apesar de um ótimo começo, não conseguiu manter o ritmo. Na segunda metade do ano, o time caiu. Eles não conseguiram vencer a liga, perdendo-a na última rodada contra o Atlético de Madrio clube que também os eliminou da Liga dos Campeões na Copa do Mundo da FIFA nas quartas de final.

O argentino revelou que percebeu que este estágio seria curto depois de vencer o Clássico contra o Real Madrid. Isso aconteceu porque eles marcaram um gol que foi contra a filosofia do Tiki Taka.

“Há questões de que minha gestão teve vida curta e, para mim, o clássico contra o Real Madrid, que vencemos por 2 a 1 em casa, foi fundamental. Marcamos o segundo gol correndo para o espaço e, se o Barcelona corria para o espaço, era porque algo não estava certo. Mas eu entendi que, se pudéssemos acrescentar algo à equipe, seria não negar a eles a chance de correr”,

analisou ele.

Ele se despediu do Camp Nou no final da temporada, com um recorde de 59 jogos oficiais, com 40 vitórias, 11 empates e 8 derrotas. Ele marcou 148 gols a favor e 48 contra.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 25 de Junho 2024

KTO Sport

KTO Sport

Bônus

R$ 200

EsportesdaSorte Sports

EsportesdaSorte Sports

Bônus

R$ 300

Parimatch Sport

Parimatch Sport

Bônus

R$ 500

Starda Sport

Starda Sport

Bônus

R$ 500

Legendplay Sports

Legendplay Sports

Bônus

R$ 1.750

Roobet Sports

Roobet Sports

Bônus

R$ 80

Royalistplay Sports

Royalistplay Sports

Bônus

R$ 500

LeoVegas Sport

LeoVegas Sport

Bônus

-

IZZI Sport

IZZI Sport

Bônus

R$ 100

Bet7k Sports

Bet7k Sports

Bônus

R$ 7.000
Deixe um comentário

Você está aqui : Início > Argentina > Seleção Argentina > O dia em que Martino pediu clemência a Lionel Messi no Barcelona: como foi a história?