Nilmar: De Jogador revelação à Aposentadoria por Depressão

Nilmar, que também teve passagens por clubes como o Internacional e o Santos, ressalta que a depressão é muitas vezes resultado da acumulação de pequenos abalos psicológicos não tratados. Ele enfatiza que sua condição piorou durante sua passagem pelo Al-Nasr nos Emirados Árabes, onde não havia um departamento de psicologia para oferecer suporte.

O futebol, um esporte que muitas vezes é visto como sinônimo de glória e sucesso, esconde uma realidade obscura que afeta jogadores de todas as idades. 

Depressão: Um Desafio Inesperado para Nilmar

Nilmar, conhecido por sua incrível habilidade no campo, experimentou um fim de carreira melancólico que o levou a um confronto inesperado com a depressão. No entanto, seu caso é apenas um exemplo do que muitos jogadores enfrentam, muitas vezes silenciosamente, em um ambiente esportivo altamente competitivo.

Ao retornar ao Brasil, após uma passagem pelo Al-Nasr, equipe dos Emirados Árabes, Nilmar começou a sentir os primeiros sintomas de sua batalha contra a depressão.

“Quando ele veio do Al-Nasr para o Brasil, em menos de 40 dias o problema estourou. Ele estava no limite, a qualquer momento isso ia acontecer. Por sorte, aconteceu em um clube que tem psicólogo. Diagnosticamos rapidamente e iniciamos o tratamento, mas ele parou de jogar. Se um psicólogo tivesse percebido antes o problema, ele estaria jogando até hoje”, explica a psicóloga Juliane Fechio, do Santos Futebol Clube.

O Despertar da Depressão

O ponto de virada ocorreu na madrugada do dia 28 de agosto de 2017, quando Nilmar acordou em seu quarto de hotel na concentração da equipe em Belo Horizonte, após um jogo contra o Cruzeiro, com sintomas físicos e emocionais alarmantes. 

“Eu acordei de madrugada com esse formigamento, essa dormência na parte direita do corpo inteiro, estava no quarto sozinho, e não consegui dormir mais. Aí de manhã eu procurei o médico do clube, que me examinou e ficou me acompanhando de perto, até chegarmos em São Paulo”, compartilhou Nilmar.

A depressão afetou não apenas sua saúde física, mas também seu prazer por jogar futebol. Ele se sentia desanimado, achava um sacrifício ir treinar e perdeu o prazer em algo que sempre foi seu sonho.

 “Já estou há uns 20 e poucos dias lutando contra isso e não passa de jeito nenhum. Não consigo entender o que é, mas já estou no meu limite. Me ajuda, por favor”, suplicou Nilmar à psicóloga Juliane.

O Tabu da Saúde Mental no Futebol

O caso de Nilmar é um exemplo de como a saúde mental não deve ser negligenciada no esporte, mas também revela a existência de estereótipos e preconceitos em relação à busca de ajuda profissional. O ex-atacante admitiu que, no início de sua carreira, também tinha preconceito contra os psicólogos no clube, algo comum entre os jogadores mais jovens.

“Quando tinha reuniões com esses profissionais, lembro que a gente debochava: ‘ih… Hoje vem aquele psicólogo…’ Coisa de jovem, sabe? A gente achava um saco, não via importância naquilo”, relembra Nilmar.

No entanto, após sua própria experiência, ele percebeu a importância do apoio psicológico no esporte.

“Não existe a prática esportiva sem o cuidado com a saúde mental, então é super importante que os clubes tenham psicólogos”, destaca Nilmar.

A Importância da Saúde Mental dos Jogadores

Nilmar não está sozinho, outros jogadores renomados, como Ronaldo Fenômeno, também enfrentaram a depressão. A pressão constante, as lesões, a distância da família e a pressão por alto desempenho são apenas alguns dos fatores que contribuem para a saúde mental precária dos jogadores.

Um estudo realizado pela FIFPro revelou que 38% dos jogadores entrevistados apresentaram sintomas de ansiedade ou depressão

A depressão não escolhe gênero, idade ou status social, é uma doença que pode afetar qualquer pessoa. Portanto, é vital que os clubes de futebol adotem medidas reais e ativas para acompanhar o desenvolvimento mental dos atletas e apoiar seus jogadores em momentos difíceis.

O Papel dos Clubes no Cuidado com a Saúde Mental

Atualmente, apenas metade dos clubes da Série A do Campeonato Brasileiro possui psicólogos em suas equipes. O psicólogo Robert Messias observa que o futebol é um universo intenso, onde os jogadores experimentam oscilações extremas de sucesso e fracasso em curtos períodos de tempo. 

Esse ambiente, juntamente com os estressores comuns do esporte, como lesões e dificuldades nos relacionamentos interpessoais, pode contribuir para o surgimento de problemas de saúde mental. No entanto, com o apoio adequado, os jogadores podem aprender a lidar com esses desafios e desenvolver estratégias para manter sua saúde mental.

Acompanhe as novidades sobre o Internacional na conta oficial no X (Twitter):

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui : Início > Brasil > Nilmar: De Jogador revelação à Aposentadoria por Depressão